Experiências de viagens e passeios

Contemplando a Natureza no Charmoso Glamping Panorama

Se você gosta de estar bem pertinho da natureza, vivendo as aventuras de um acampamento, mas não abre mão de uma cama quentinha, um banho relaxante num banheiro privativo, com direito a ar condicionado e wi-fi, vai se apaixonar pela novidade de Araçoiaba da Serra, o charmoso Glamping Panorama!!!

Me acompanha neste post que vou te contar todos os detalhes 😉

Bem-vindos ao Glamping Panorama
Vamos conhecer as maravilhas desse lugar?

Vamos começar, entendo o que é “Glamping”: a junção das palavras “glamour” e “camping”, definindo assim um “camping de luxo”, que foi criado para unir a sensação de contato com a natureza dos acampamentos tradicionais aliado ao conforto e infraestrutura típicos de hospedagem em hotéis convencionais.

Olha que charme esse quarto…

Embora o termo “glamping” tenha surgido desde 2005 no Reino Unido, nos últimos anos é que vem ganhando força e atraindo cada vez mais turistas interessados em contemplar a natureza, mas usufruindo de todo o conforto da hotelaria.

Janela aberta para o conforto…
Com direito à natureza refletida no espelho…

E o melhor de tudo isso é que o Glamping Panorama fica muito perto de São Paulo. Há menos de duas horas de viagem, você chega na cidade de Araçoiaba da Serra, onde ele está localizado, dentro do Sítio Panorama (Rua Cônego Francisco Teixeira Braga, 2000 – Caminhos de San Conrado – Araçoiaba da Serra).

O charme do Glamping Panorama

Eu já comentei em postagens anteriores sobre Araçoiaba da Serra, mas vale lembrar que ela fica a cerca de 123 km da capital paulista e faz parte da região metropolitana de Sorocaba. Seu nome é de origem tupi e significa “lugar que esconde o Sol” ou como os moradores preferem dizer “Esconderijo do Sol”, isso porque os índios tupiniquins que a habitavam moravam no lado leste (onde nós estamos) e viam o Sol se pôr sobre esse Monte que você pode ver na foto. A partir do século XVI a cidade recebeu muitos bandeirantes e mineradores, também contribuiu para o desenvolvimento da siderurgia no Brasil e foi uma importante rota de tropeiros.

Fazendo jus ao significado de Araçoiaba da Serra: O Esconderijo do Sol
Portal de Araçoiaba

Agora que já conversamos sobre o termo e falamos um pouquinho sobre a cidade, vamos começar nosso tour pelo Glamping Panorama, onde fomos muito bem recepcionados por esse lindo casal e idealizadores de todo esse projeto: o Gustavo e a Mary.

O Querido Casal Anfitrião: Mary e Gustavo

O Gustavo nos contou que área onde se localiza o Sítio Panorama era do seu avô e que desde pequeno já acompanhava o pai nas atividades rurais, passando a morar ali definitivamente em 2003. Três anos depois, começou a se dedicar à lavoura, tanto que atualmente tem uma produção diversificada e alternada, passando por milho, mandioca e feijão rosinha. Seu pai era um visionário e desde 1988 já falava da tendência do turismo rural na propriedade, mas o Gustavo só aprimorou essa ideia em 2015 quando fez um curso de turismo rural e em 2018 passou a fazer parte do Caminho das Hortas e Capelas e a partir daí não parou mais e começou a desenvolver o projeto do Glamping.

Algumas das lindas paisagens do Sítio Panorama…
A Área da Plantação…
E do Restaurante

Durante a hospedagem no Glamping Panorama é possível acompanhar todo o dia a dia do campo, visitar a lavoura, aprender sobre o Tropeirismo e sua importância para o desenvolvimento da cidade e até descobrir muitas histórias divertidas que aconteceram durante três dias de Tropeada para Capão Bonito narradas brilhantemente pelo Thomaz (filho do Gustavo e da Mary) no livro “Para Sempre Tropeiro” que pode ser levado como lembrança para casa. Eu ganhei o meu exemplar e adorei!!! Parabéns, Thomaz!!! Que venham muitas e muitas inspirações e livros na sua vida!!!

Além da lavoura e do Glamping, o Sítio Panorama desenvolve um importante trabalho de Turismo Pedagógico com escolas e grupos de Terceira Idade buscando resgatar as raízes do Município, aliado à sustentabilidade e à conscientização do respeito para com os animais e o meio ambiente. Também realiza Evento Tropeiro (em datas específicas) com direito ao tradicional Almoço Tropeiro.  E na visita ao Sítio ainda é possível conhecer o Ateliê de Couro, onde o próprio Gustavo fabrica seus acessórios para o Tropeirismo, que meu pai e minha irmã adoraram!!!

Aprendendo sobre o trabalho no campo…
E conhecendo o…
Ateliê de Couro…

E se você acha que as atividades terminam por aí, pode se preparar porque a programação se estende para Propriedades Parceiras, como a visita para um café da tarde e Degustação de Queijos no Sítio 4 Irmãos, que tivemos a oportunidade de conhecer e contei como foi na postagem sobre o “Caminho das Hortas e Capelas” (se você ainda não viu ou quer relembrar é só acessar: https://cadaviagemumabagagem.com/trilhando-o-caminho-das-hortas-e-capelas/ )

Também está no roteiro a visita à Floresta Nacional de Ipanema (ou Fazenda Ipanema) e uma deliciosa refeição no Sítio Doce Campo¸ que já exploramos anteriormente e que estão no post “Tour em Araçoiaba da Serra” (é só dar uma olhadinha nesse link para ver ou recordar: https://cadaviagemumabagagem.com/tour-em-aracoiaba-da-serra/ ), entre outros lugares bem especiais na região.

E para você já começar o dia com disposição e energia o Café da Manhã é servido no Glamping Panorama, com direito àquele Cafezinho coado no pano (com o aroma se espalhando pelo ar…) e ao delicioso Bolinho de Amendoim, que é típico da cidade e tradicional na Sexta-feira Santa, além de outros quitutes especiais.

O típico café preparado com muito carinho pelo Gustavo
Para acompanhar o tradicional Bolinho de Amendoim
Bom Apetite!!!

Mas agora vamos falar do Glamping Panorama em si, que é uma excelente opção para quem quer viajar com segurança nesses tempos de pandemia, já que é exclusivo, pois só é permitido um casal ou família por hospedagem. Já imaginou que privilégio poder acordar com essa linda vista só pra você e seus acompanhantes?

Que vista mais privilegiada!!!

O Glamping Panorama foi totalmente projetado e construído pelo próprio Gustavo, que pensou em todos os detalhes para proporcionar um ambiente acolhedor e aconchegante aos hóspedes. A construção durou dois anos, sempre pensando em reaproveitamento e sustentabilidade. O piso é de Eucalipto tratado, a parede é de Pinus e a cama foi feita com Madeira de Demolição.

Tudo no Glamping foi pensado em reaproveitamento e sustentabilidade!!!
Desde o piso, paredes até os móveis…
Um verdadeiro exemplo de respeito à natureza!!!

Até o banheiro do Glamping Panorama foi feito todo em madeira e pintado com tinha especial para ficar branco e dar esse efeito rústico e ao mesmo tempo moderno.

Adorei essa mistura entre o rústico e o moderno…
Do banheiro

Outro detalhe do Glamping Panorama que eu achei um charme foi esse Espelho logo na entrada, para nos receber refletindo toda essa beleza da natureza que nos cerca.

Olha que boas-vindas mais especial…

E prepare-se também para receber a visita desses ilustres saguis, que são muito fofos e curiosos. Além disso, é bom tomar cuidado se estiver comendo alguma coisa e também não deixar seus pertences à mostra porque eles adoram pegar e levar para “seu esconderijo na floresta”.

Cara de quem quer aprontar….

Vale lembrar que eles estão seguindo todos os protocolos de segurança para garantir que sua estada no Glamping Panorama seja tranquila e confortável!!!

Outra coisa legal de mencionar é que Araçoiaba da Serra já foi citada em várias matérias como uma excelente opção de lugar para curtir o inverno e apreciar lindas paisagens (https://quantocustaviajar.com/blog/lugares-no-interior-de-sao-paulo-para-visitar-no-inverno/https://www.guiasp24h.com.br/6-cidades-serranas-a-sp-para-curtir-o-clima-frio/ entre outras postagens) e eu concordo plenamente!!!

Que presente poder apreciar essa vista!!!

Eu sei que você deve estar querendo saber como faz para se hospedar e curtir tudo de melhor que o Glamping Panorama tem a oferecer, não é mesmo? Então é só acessar a página do Instagram @spturismorural e entrar em contato com eles para saber mais detalhes e já agendar sua visita. E maiores informações, você também encontra no site: https://sitiopanoramaturismo.wixsite.com/aracoiaba

Pode vir que o Glamping Panorama está prontíssimo para te receber!!!

E contemplando a natureza, vou encerrando esse post. Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ).  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Contemplando a natureza no Charmoso Glamping Panorama!!!

Vivenciando as Aulas de História em Washington D.C.

Está chegando a hora de terminar essa viagem linda, que começou pelo Canadá, passou por Nova York e vai finalizar na capital dos Estados Unidos. Te convido agora a Vivenciar as Aulas de História em Washington D.C., vamos conhecer a famosa Casa Branca, o Capitólio e até entrar numa cápsula espacial…

Vale lembrar que essa viagem foi um pouco antes da pandemia, por isso não estamos usando máscaras (então não se preocupe que não estamos desrespeitando as regras), mas mesmo que você tenha que seguir os protocolos de segurança, aproveite ao máximo o que Washington D.C. pode te proporcionar!!!

 Vamos começar nosso tour?

A Famosa Casa Branca

A distância entre Nova York e Washington D.C. é cerca de 360 km e aproximadamente 4h de ônibus ou carro, nós optamos por excursão em ônibus turístico, para já ir aprendendo durante a viagem, mas você pode escolher outras opções, inclusive se hospedar em Washington porque tem muita coisa para conhecer e lugares para visitar por lá. Mas se preferir, também é possível fazer um bate e volta de Nova York. De qualquer forma, não deixe de incluir esse passeio no seu roteiro.

Chegando a Washington D.C.

Você deve estar se perguntando o motivo de “D.C.” depois de Washington, não é mesmo? Já vou te explicar, trata-se da abreviação de “Distrito de Colúmbia” (ou “District Of Columbia”), que é onde a cidade está localizada, e recebeu esse nome em homenagem ao descobridor da América: Cristóvão Colombo. Além disso, “Colúmbia” refere-se a um antigo nome poético e à personificação feminina dos Estados Unidos. E falando em homenagem, a cidade de “Washington” recebeu esse nome para prestigiar o primeiro Presidente norte-americano George Washington!

Lembrando que foi ele o responsável pela escolha, em 1790, do lugar onde Washington seria construída para se tornar a capital dos Estados Unidos (assim como, futuramente, aconteceria no Brasil, com a construção de Brasília), sendo que o projeto ficou sob a responsabilidade do engenheiro Pierre-Charles L´Enfant e a inauguração se deu em 1800.

Bem-vindos a Washington D.C….
Com seus Parques e Obelisco
E toda a riqueza de detalhes do Capitólio

A cidade de Washington D.C. fica às margens do Rio Potomac (que na linguagem indígena significa “Aquilo que nos é entregue”) e é chamado pelo moradores locais de “Nation’s River” (ou  Rio da Nação). Do outro lado do rio fica o Estado da Vírgínia e ao redor de Washington D.C. fica o estado de Maryland.

Rio Potomac
Também chamado de Rio da Nação

À medida que fomos nos aproximando de Washington D.C., avistamos o famoso Pentágono, que é a Sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (e que na verdade fica do outro lado do Rio Potomac, no Condado de Arlington, no Estado da Virgínia). O prédio foi inaugurado em 1943, sendo projetado pelo arquiteto George-Bergtrom e construído por John McShain, numa área de cerca de 600 mil m², sendo considerado um dos maiores edifícios de escritórios do mundo. O Pentágono é citado em vários filmes, é o símbolo das Forças Armadas dos Estados Unidos e também foi vítima do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, no qual foi alvejado por um Boeing 757, que o destruiu parcialmente e matou 125 pessoas que estavam no edifício e mais 64 que estavam no avião. Esse atentado ocorreu no mesmo dia do que destruiu as Torres Gêmeas em Nova York, local onde hoje está o Memorial e Museu Nacional 11 de Setembro em homenagem às vítimas, se você ainda não viu ou quer rever nossa visita ao Museu e saber mais detalhes é só acessar: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york-dia-3/

O Poderoso Pentágono

Passamos para o outro lado do Rio Potomac, no Condado de Arlington, no Estado da Virgínia, para visitarmos o Arlington Nacional Cemetery” (ou Cemitério Nacional de Arlington), que é o maior e mais tradicional cemitério militar dos Estados Unidos, onde se encontram enterrados mais de 400 mil veteranos de guerra e seus familiares, incluindo vítimas das duas Grandes Guerras Mundiais, Guerra Fria, Guerra do Vietnã, entre outros conflitos.

Cemitério Nacional de Arlington

O Cemitério Nacional de Arlington foi inaugurado em 1864 e é muito visitado tanto por turistas, quanto por pessoas que querem prestar homenagem aos falecidos. Entre os lugares mais visitados do cemitério estão a Tumba do Soldado Desconhecido, que homenageia os soldados não identificados da Primeira e Segunda Guerras Mundiais, Guerra da Coréia e do Vietnã e é permanentemente guardado por sentinelas. E o outro lugar muito procurado, que tivemos a oportunidade de conhecer, foi o Túmulo do Ex-Presidente John Kennedy e de Jacqueline Kennedy, onde encontra-se acesa uma “chama eterna” e onde também estão enterrados dois filhos dele.

Túmulos de John Kennedy e Jacqueline Kennedy no centro perto da “chama eterna”
E dos filhos nas laterais

Se você quiser saber mais detalhes e informações sobre o Cemitério Nacional de Arlington é só acessar o site: https://www.arlingtoncemetery.mil/

Cemitério Nacional de Arlington

Para desanuviar um pouco esse clima triste por conta da visita ao cemitério, vamos conhecer o “Washington Monument” (ou Monumento de Washington), que é o famoso Obelisco, cuja altura chega a 169m, sendo considerada a mais alta estrutura de pedra maciça do mundo.

O Monumento de Washington
Mais conhecido como Obelisco

O “Washington Monument” ou Obelisco foi feito para homenagear George Washington, com o projeto de Robert Mills, que foi finalizado por Thomas Casey em conjunto com Engenheiros do Exército dos Estados Unidos. A construção se deu em duas fases: uma primeira privada (de 1848 a 1854) e uma segunda, pública (de 1876 a 1884) e a inauguração ocorreu em 1885 e já passou por vários processos de restauração desde então.

O Obelisco…
E Eu…

O Obelisco foi construído com mármore, granito e arenito e seu reflexo forma uma imagem lindíssima no Espelho D’Água do Constitution Gardens. Para saber mais informações é só acessar: https://www.nps.gov/wamo/index.htm

Falando em Constitution Gardens, vale dizer que ele é um  Parque Nacional que fica entre o Obelisco e o Lincoln Memorial, ocupando uma área de cerca de 200 mil m² e que foi criado em 1976 em homenagem ao Bicentenário da Revolução Americana. Não tem como visitar o parque e não se encantar por esse lindo Espelho D’Água!!!

No Constitution Gardens…
Com destaque para o Espelho D’Água!!!

Dentro do Constitution Gardens, também tivemos a oportunidade de visitar o “Vietnam Veterans Memorial” (ou Monumento aos Veteranos do Vietnã), que foi construído em 1982 para homenagear os veteranos da guerra do Vietnã e é composto por três partes: “Vietnam Women’s Memorial” (em homenagem às mulheres), “Three  Servicemen Statue” ou Estátua dos Três Militares (obra de Frederick Hart representando um soldado branco, um negro e um hispânico) e o “Vietnam Veterans Memorial Wall ou Muro do Memorial aos Veteranos do Vietnã (que foi projetado pela arquiteta Maya Lin e consiste num muro em mármore negro com 75m de comprimento, no qual estão inscritos os nomes de todos os soldados dos Estados Unidos que morreram na Guerra do Vietnã). Mais informações estão disponíveis no site: https://www.nps.gov/vive/index.htm

Estátua dos Três Militares
Muro do Memorial aos Veteranos do Vietnã
Detalhe do Muro

E do outro lado do Constitution Gardensfica o Lincoln Memorial, que foi inaugurado em 1922 para homenagear o 16º Presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, que foi assassinado em 1865. O projeto foi do arquiteto Henry Bacon e inspirado no templo Partenon de Atenas (Grécia) para fazer uma conexão entre um defensor da democracia e o berço da mesma. O Memorial é realmente muito bonito!! Ele foi construído em mármore e tem 30m de altura, 57m de comprimento e 36m de largura.

No Lincoln Memorial
Foto Geral do Lincoln Memorial em Exposição
Detalhe das Colunas e Frisos

Ao visitar o interior do Lincoln Memorial, vamos aprendendo mais sobre os ideais de luta, liberdade e emancipação de Lincoln, como foi sua contribuição para a nação e também detalhes sobre a construção do Memorial. E se você quiser saber mais informações é só acessar o site: https://www.nps.gov/linc/index.htm

Visitando o Lincoln Memorial
E aprendendo mais sobre os ideiais de Lincoln

Mas calma que a visita não acabou ainda, vamos conhecer agora o destaque do Lincoln Memorial, que fica no salão central e é Estátua de Abraham Lincoln, com aproximadamente seis metros de altura, apresentando o Ex-Presidente dos Estados Unidos sentado com uma fisionomia de contemplação.

Com a Estátua de Abraham Lincoln

O projeto da Estátua de Abraham Lincoln partiu do escultor Daniel Chester French, que queria retratar a força e garra de Lincoln em conjunto com sua natureza compassiva, fazendo isso, simbolicamente, através das mãos, deixando uma fechada e a outra aberta. A execução desse projeto ficou por conta dos irmãos Piccirilli, mas sempre sob a supervisão do autor, e demorou quatro anos para ser concluída. Ela foi construída em mármore, tem cerca de 6 metros de largura, pesa 175 toneladas e fica sobre um pedestal, também de mármore. Mais detalhes sobre a estátua estão no site: https://www.nps.gov/linc/learn/historyculture/statue.htm

Estátua de Abraham Lincoln…
E as Irmãs

Saindo dali, fomos visitar o “Korean War Veterans Memorial” (ou Memorial dos Veteranos da Guerra da Coreia), feito para homenagear os combatentes que serviram na Guerra da Coreia. O Memorial  foi inaugurado (ou dedicado, como eles preferem chamar) em 27 de julho de 1995 (data do 42º aniversário do armistício que encerrou a guerra).

Memorial dos Veteranos da Guerra da Coreia

O Memorial dos Veteranos da Guerra da Coreia possui uma parte triangular onde encontram-se 19 estátuas representando um Esquadrão Americano em Patrulha, compondo a obra “The Column” (ou “A Coluna”). As estátuas são de aço inoxidável, foram criadas pelo veterano da Segunda Guerra Mundial Frank Gaylord e os arbustos onde eles estão e alguns obstáculos pelo meio do caminho simbolizam o relevo irregular Correia.

As Estátuas da obra “A Coluna”
Detalhe dos obstáculos no caminho….

Bem perto das estátuas fica “The Mural Wall” ou “O Mural“, feito de granito preto, que foi criado por Louis Nelson e onde foram gravadas com jatos de areia imagens de soldados e outras pessoas envolvidas na Guerra da Coreia, bem como de equipamentos. O trabalho é belíssimo e a mistura entre as estátuas refletidas e os rostos gravados no granito causam um efeito surpreendente.

Olha que beleza de trabalho no Mural…
As Estátuas se misturando com os rostos…
E o grande efeito que provoca!!!

Também compõem o Memorial dos Veteranos da Guerra da Coreia, o “Muro das Nações Unidas”, que é um muro menor que o Mural, onde estão listados os 22 países das Nações Unidas que enviaram tropas e apoio médico para a Guerra e a “Pool of Remembrance”  (ou Piscina da Lembrança)¸que é um tanque raso, rodeado por um bosque, e que traz várias inscrições, entre elas o número de soldados mortos na guerra. Para saber mais detalhes desse memorial é só acessar: https://www.nps.gov/kowa/index.htm

A obra “Pool of Remembrance”
Detalhe das inscrições ao redor do tanque

Sei que você deve estar sentindo falta de um lugar e se perguntando quando irei falar de um dos principais cartões postais de Washington D.C., não é mesmo? Então, anime-se porque chegou a hora de conhecermos a famosa White House ou Casa Branca!!!

A Poderosa Casa Branca vista de um lado…
E do outro…

A Casa Branca é a residência oficial do Presidente dos Estados Unidos e também a sede do Poder Executivo do país. Ela foi construída entre 1792 e 1800 e o projeto foi do irlandês James Hoban, em estilo georgiano, sendo ampliada posteriormente até chegar ao modelo atual. Em 1814, a Casa Branca sofreu um incêndio provocado por um ataque britânico durante a Guerra Anglo-Americana de 1812, mas foi reconstruída na sequência. E é um dos pontos turísticos mais badalados do país, chegando a cerca de três mil visitantes por dia, afinal não tem como ir a Washington D.C. e não passar pela Casa Branca.

Entrando para a estatística de visitantes da Casa Branca….

Mas as modificações na Casa Branca não param por aí, o Ex-Presidente Donald Trump mandou aumentar o tamanho das grades, por isso esses tapumes que aparecem nas fotos. E por ser um dos lugares mais poderosos do mundo, também é alvo de constantes manifestações e protestos em seu entorno. Para saber mais informações sobre a Casa Branca é só dar uma olhadinha no site: https://www.whitehouse.gov/

Obras para aumentar o tamanho das grades da Casa Branca
Fotinho na Casa Branca com direito a protesto ao fundo…

E bem perto da Casa Branca, a cerca de 1,6 km, fica outro prédio que é cartão-postal de Washington D.C.: o U.S. Capitol / United States Capitol ou Capitólio dos Estados Unidos, que é belíssimo e com certeza vale a pena incluir no seu roteiro.

No Belíssimo Capitólio

O Capitólio é o centro legislativo do Estados Unidos, onde ocorrem as reuniões do Congresso, que é composto pelo Senado e pela Câmara dos Representantes. Sua construção adota o estilo neoclássico e começou em 1793, sendo que a primeira parte foi inaugurada em 1800 e houve mais expansão em 1850. O projeto inicial foi de William Thornton, depois passou por alterações de Stephen Hallet, Benjamin Latrobe, Thomas U. Walter, entre outros arquitetos. Atualmente, o Capitólio é formado por uma cúpula central e por duas alas: a norte (onde fica o Senado) e a sul (onde fica a Câmara dos Representantes) e acima da cúpula tem uma estátua em bronze chamada de “Estátua da Liberdade”.

O Capitólio…
E sua Cúpula em detalhe

O Capitólio é o símbolo da democracia no país e já foi alvo de vários atentados, desde explosões de bombas, passando por ataques armados a seguranças, escapando por pouco de um ataque em 11 de setembro de 2001 (que só não ocorreu porque o Voo 93 de United Airlines, que seguia em direção ao Capitólio, caiu antes na Pensilvânia, após os passageiros tentarem assumir o controle do avião ao entrarem em confronto com os terroristas) e chegando ao mais recente, que foi em 06 de janeiro de 2021, quando apoiadores do Ex-Presidente Donald Trump invadiram o Capitólio em sinal de protesto à vitória eleitoral do atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Para saber maiores informações sobre o Capitólio é só acessar: https://www.visitthecapitol.gov/

As Irmãs no Capitólio

Vamos agora para nossa última parada em Washington D.C., que foi no National Air and Space Museum ou Museu Nacional do Ar e do Espaço, que como o próprio nome diz é dedicado ao ambiente aéreo e espacial e possui uma das maiores coleções de aeronaves e espaçonaves (sendo a maioria originais) do mundo.

Fachada do Museu Nacional do Ar e do Espaço
Visitando o Museu Nacional do Ar e do Espaço…

O Museu Nacional do Ar e do Espaço faz parte do Instituto Smithsoniano, foi inaugurado em 1976, com projeto do arquiteto Gyo Obata e conta atualmente com um acervo de cerca de 50000 artefatos, que vão enchendo nossos olhos, à medida que vamos percorrendo os espaços do Museu.

Vendo as Naves Espaciais…

Nessa visita ao Museu Nacional do Ar e do Espaço tivemos a oportunidade de conhecer a espaçonave Mercury Frienship 7, usada na Missão que permitiu ao astronauta John Glenn, ser o primeiro norte-americano a voar na órbita da Terra. Também conhecemos a Gemini IV da Missão que realizou a primeira caminhada espacial norte-americana com o astronauta Ed White. E o Viking Lander, que foi um aterrizador, enviado para estudar a superfície de Marte.

Mercury Frienship 7
Gemini IV
Viking Lander

Uma das partes que mais me chamou a atenção no Museu Nacional do Ar e do Espaço foi entrar numa Cápsula Espacial e ver como é a cama¸ que fica suspensa na parede e tem acessórios para “prender” os astronautas. Já imaginou a sensação de ter que dormir com os braços e pernas amarrados para evitar de ficar flutuando pela nave? A comida de astronauta também é muito interessante, os armários, o banheiro, enfim, é um aprendizado maravilhoso.

Cápsula Espacial
Já imaginou dormir assim?
E o banheiro da Cápsula Espacial

O Museu Nacional do Ar e do Espaço também tem uma sala que nos transporta para os primórdios da Aviação…

Conhecendo os primeiros passos da Aviação…

Lembrando que o National Air and Space Museum fica em 600, Independence Ave SW e para saber maiores informações é só acessar: https://airandspace.si.edu/ . E ainda é possível fazer um tour virtual para você sentir como é a visita por lá, acessando o link: https://artsandculture.google.com/streetview/national-air-and-space-museum-washington-dc-second-floor/mAGIjNwvdyVBNA?sv_lng=-77.01985119124066&sv_lat=38.88814141871478&sv_h=157.8&sv_p=-13.299999999999997&sv_pid=7Tb8VlE8GxmLwjrXMB8XCw&sv_z=1

Museu Nacional do Ar e do Espaço

Nosso tour por Washington D.C. terminando por aqui… Agradeço de coração sua companhia!!! Se você não viu ainda ou quer recordar como foi essa viagem do começo ao fim é só clicar ao lado, na experiência que quer conhecer, desde o Canadá, passando por Nova York, até chegar ao passeio de hoje.

E lembrando que se você gostou desse post, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

E com esse lindo cartão postal digo até breve a Washington D.C.

Experiencing History Classes in Washington D.C.

The time is coming to end this beautiful trip, which started in Canada, passed through New York and will end in the capital of the United States. Now I invite you to Experience History Classes in Washington D.C., we will visit the famous White House, the Capitol and even enter a space capsule…

It’s worth remembering that this trip was just before the pandemic, so we’re not wearing masks (so don’t worry we’re not breaking the rules), but even if you have to follow security protocols, make the most of what Washington D.C. can provide you!!!

Shall we start our tour?

The Famous White House

The distance between New York and Washington D.C is about 223 miles and approximately 4 hours by bus or car, we opted for a touristic bus tour, to already learn while traveling, but you can choose other options, including staying in Washington because there is a lot to know and places to visit there. But if you prefer, it is also possible to make a roundtrip from New York. Anyway, be sure to include this tour in your itinerary.

Arriving in Washington D.C.

You must be wondering why “D.C.” after Washington, right? I will explain it to you, it is short for “District of Columbia”, which is where the city is located, and was named after the discoverer of America: Christopher Columbus. In addition, “Columbia” refers to an old poetic name and the feminine personification of the United States. And speaking of homage, the city of “Washington” received that name to honor the first American President George Washington!

Remembering that he was responsible for choosing, in 1790, the place where Washington would be built to become the capital of the United States (just as in the future it would happen in Brazil, with the construction of Brasilia), and the project was under the responsibility of engineer Pierre-Charles L´Enfant and the inauguration took place in 1800.

Welcome to Washington D.C….
With its Parks and Obelisk
And all the wealth of details of the Capitol

The city of Washington D.C. is on the banks of the Potomac River (which in indigenous language means “What is given to us”) and is called by the locals Nation’s River. Across the river is the state of Virginia and around Washington D.C. is the state of Maryland.

Potomac River
Also called Nation’s River

As we got closer to Washington D.C., we spotted the famous Pentagon, which is the headquarters of the United States Department of Defense (and which is actually across the Potomac River in Arlington County, Virginia). The building was opened in 1943, being designed by the architect George-Bergtrom and built by John McShain, in an area of ​​about 600 thousand m², being considered one of the largest office buildings in the world. The Pentagon is cited in several films, is the symbol of the United States Armed Forces and was also a victim of the September 11, 2001 terrorist attack, in which it was shot by a Boeing 757, which partially destroyed it and killed 125 people who were in the building and 64 more who were on the plane. This attack occurred on the same day as the destruction of the Twin Towers in New York, where the National September 11 Memorial and Museum is located today in honor of the victims, if you have not seen or want to review our visit to the Museum and learn more details is just access: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york-dia-3/

The Famous Pentagon

We went to the other side of the Potomac River, in Arlington County, in the State of Virginia, to visit the Arlington National Cemetery, which is the largest and most traditional military cemetery in the United States, where more than 400,000 war veterans and their families are buried, including victims of the two Great World Wars, Cold War, Vietnam War, among other conflicts.

Arlington National Cemetery

Arlington National Cemetery was opened in 1864 and is widely visited by tourists and by people who want to pay homage to the deceased. Among the most visited places in the cemetery are the Tomb of the Unknown Soldier, which honors unidentified soldiers from the First and Second World Wars, the Korean War and Vietnam and is permanently guarded by sentries. And the other much sought after place, which we had the opportunity to visit, was the Tomb of Ex-President John Kennedy and Jacqueline Kennedy, where an “eternal flame” is lit and where two of his children are also buried.

Kennedy Family Tombs
Detail of the Tombs of John Kennedy and Jacqueline Kennedy

If you want to know more details and information about the Arlington National Cemetery just go to the website: https://www.arlingtoncemetery.mil/

To clear up a little this sad climate due to the visit to the cemetery, we will visit the Washington Monument, which is the famous Obelisk, whose height reaches 555 ft, being considered the highest massive stone structure in the world.

Washington Monument
Better known as Obelisk

Washington Monument or Obelisk was made to honor George Washington, with the Robert Mills project, which was completed by Thomas Casey in conjunction with United States Army Engineers. The construction took place in two phases: a first private (from 1848 to 1854) and a second, public (from 1876 to 1884) and the inauguration took place in 1885 and has undergone several restoration processes since then.

The Obelisk…
And Me

The Obelisk was built with marble, granite and sandstone and its reflection forms a beautiful image in the Water Mirror of the Constitution Gardens. To find out more information, just go to: https://www.nps.gov/wamo/index.htm

Speaking of Constitution Gardens, it is worth saying that it is a National Park that is between the Obelisk and the Lincoln Memorial, occupying an area of ​​about 200 thousand m² and that was created in 1976 in honor of the Bicentennial of the American Revolution. There is no way to visit the park and not be enchanted by this beautiful  Water Mirror!!!

At Constitution Gardens
Highlight for the Water Mirror

Within Constitution Gardens, we also had the opportunity to visit the Vietnam Veterans Memorial, which was built in 1982 to honor Vietnam War veterans and consists of three parts: “Vietnam Women’s Memorial ”(In honor of women),“Three Servicemen Statue” (work by Frederick Hart representing a white, a black and a Hispanic soldier) and the “Vietnam Veterans Memorial Wall (which was designed by the architect Maya Lin and consists of a 246 ft long black marble wall, on which are inscribed the names of all United States soldiers who died in the Vietnam War). More information is available on the website: https://www.nps.gov/vive/index.htm

Three Servicemen Statue
Vietnam Veterans Memorial Wall….
In detail…

And across the Constitution Gardens is the Lincoln Memorial, which opened in 1922 to honor the 16th President of the United States, Abraham Lincoln, who was assassinated in 1865. The project was by architect Henry Bacon and inspired by the Parthenon temple in Athens (Greece) to make a connection between a defender of democracy and the birthplace of democracy. The Memorial is really beautiful !! It was built in marble and is 99 feet high, 190 feet long and 120 feet wide.

Lincoln Memorial…
General Photo of the Lincoln Memorial on Display
Detail of columns and frieze

When visiting the interior of the Lincoln Memorial, we will learn more about Lincoln’s ideals of struggle, freedom and emancipation, how he contributed to the nation and also details about the construction of the Memorial. And if you want to know more information just access the website: https://www.nps.gov/linc/index.htm

Visiting Linconl Memorial…

But rest assured that the visit is not over yet, we will now know the highlight of the Lincoln Memorial, which is in the central hall and is the Abraham Lincoln Statue, with approximately 19 feet high, presenting the Former President of the United States seated with a physiognomy of contemplation.

With Abraham Lincoln Statue

The design of the Abraham Lincoln Statue came from the sculptor Daniel Chester French, who wanted to portray Lincoln’s strength and claw together with his compassionate nature, doing this, symbolically, through his hands, leaving one closed and the other open. The execution of this project was the responsibility of the Piccirilli brothers, but always under the supervision of the author, and it took four years to complete. It was built in marble, is about 19 feet wide, weighs 175 tons and stands on a pedestal, also made of marble. More details about the statue are on the website: https://www.nps.gov/linc/learn/historyculture/statue.htm

Abraham Lincoln Statue…
And The Sisters….

Leaving there, we went to visit the Korean War Veterans Memorial, made to honor the combatants who served in the Korean War. The Memorial was inaugurated (or dedicated, as they prefer to call it) on July 27, 1995 (date of the 42nd anniversary of the armistice that ended the war).

Korean War Veterans Memorial

Korean War Veterans Memorial has a triangular part containing 19 statues representing an American Patrol Squadron, composing the work “The Column“. The statues are made of stainless steel, were created by World War II veteran Frank Gaylord and the bushes where they are and some obstacles along the way symbolize the uneven Correia relief.

The Statues of the work “The Column”
Detail of obstacles along the way…

Very close to the statues is The Mural Wall, which was created by Louis Nelson and where sandblasted images of soldiers and other people involved in the Korean War, as well as equipment, were recorded. The work is beautiful and the mixture between the reflected statues and the faces engraved on the granite causes a surprising effect.

Look at the beauty of work on The Mural Wall…
The Statues mixing with the faces…
And the great effect it causes!!!

They also make up the Korean War Veterans Memorial, the United Nations Wall, which is a smaller wall than The Mural Wall, which lists the 22 United Nations countries that sent troops and medical support to the War and the “Pool of Remembrance“¸that is a shallow tank, surrounded by a forest, and which bears various inscriptions, among them the number of soldiers killed in the war. To find out more details about this memorial, just go to: https://www.nps.gov/kowa/index.htm

The “Pool of Remebrance”
Detail of inscriptions around the tank

I know you must be missing a place and wondering when I’m going to talk about one of Washington D.C.’s top postcards, don’t you? So, cheer up because the time has come to visit the famous White House!!!

The Powerfull White House seen from one side…
And the other side…

White House is the official residence of the President of the United States and also the seat of the country’s Executive Branch. It was built between 1792 and 1800 and the project was by Irishman James Hoban, in Georgian style, and was later expanded until it reached the current model. In 1814, the White House suffered a fire caused by a British attack during the Anglo-American War of 1812, but was subsequently rebuilt. And it is one of the hottest tourist spots in the country, reaching about three thousand visitors a day, after all there is no way to go to Washington D.C and not go through the White House.

Part of the White House visitor statistics…

But the changes in the White House do not stop there, former President Donald Trump has increased the size of the bars, so these sidings that appear in the photos. And because it is one of the most powerful places in the world, it is also the target of constant demonstrations and protests in its surroundings. To find out more about the White House, just take a look at the website: https://www.whitehouse.gov/

Working to increase the size of the White House bars
Protests in front of the White House

And very close to the White House, about 1 mile away, is another building that is a postcard from Washington D.C.: the U.S Capitol/ United States Capitol, which is beautiful and certainly worth including in your script.

At U.S. Capitol

The Capitol is the legislative center of the United States, where meetings of Congress take place, which is composed of the Senate and the House of Representatives. Its construction adopts the neoclassical style and started in 1793, the first part was inaugurated in 1800 and there was more expansion in 1850. The initial project was by William Thornton, then underwent changes by Stephen Hallet, Benjamin Latrobe, Thomas U. Walter, among other architects. Currently, the Capitol consists of a central dome and two wings: to the north (where the Senate is) and to the south (where the House of Representatives is) and above the dome there is a bronze statue called the “Statue of Liberty” .

The Capitol…
And its Dome in detail

Capitol is the symbol of democracy in the country and has been the target of several attacks, from bomb explosions to armed attacks to security guards, narrowly escaping an attack on September 11, 2001 (which only did not occur because the 93 United Airlines flight, which was headed for the Capitol, crashed in Pennsylvania before, after passengers tried to take control of the plane when they ran into terrorists) and arriving at the most recent, which was on January 6, 2021, when supporters of former President Donald Trump invaded the Capitol in protest for the electoral victory of the current President of the United States, Joe Biden.

To learn more about Capitol, visit: https://www.visitthecapitol.gov/

The Sisters at Capitol

We are now going to our last stop in Washington D.C, which was at the National Air and Space Museum, which as its name says is dedicated to the air and space environment and has one of the largest collections of aircraft and spacecraft (most of which are original) in the world.

Facade of the National Air and Space Museum

National Air and Space Museum is part of the Smithsonian Institute, opened in 1976, designed by the architect Gyo Obata and currently has a collection of about 50,000 artifacts, which fill our eyes as we go through the spaces of the Museum.

Viewing Spaceships…

On this visit to the National Air and Space Museum we had the opportunity to visit the Mercury Frienship 7 spacecraft, used in the Mission that allowed astronaut John Glenn to be the first American to fly in Earth orbit. We also met Gemini IV of the Mission, which carried out the first North American spacewalk with astronaut Ed White. And the Viking Lander, who was a terrifier, sent to study the surface of Mars.

Mercury Frienship 7
Gemini IV
Viking Lander

One of the parts that most caught my attention at the National Air and Space Museum was to enter a Space Capsule and see what the bed¸ looks like that is suspended on the wall and has accessories to “arrest” the astronauts. Have you ever imagined the sensation of having to sleep with your arms and legs tied to avoid floating around the ship? Astronaut food is also very interesting, the cupboards, the bathroom, in short, is a wonderful learning experience.

Space Capsule
Have you ever imagined sleeping like this?
And Astronaut Food

National Air and Space Museum also has a room that takes us back to the beginnings of Aviation

Knowing the first steps of Aviation…

Recalling that the National Air and Space Museum is at 600, Independence Ave SW and to find out more information just access: https://airandspace.si.edu/ . And it is also possible to take a virtual tour so you can feel what the visit is like there, accessing the link: https://artsandculture.google.com/streetview/national-air-and-space-museum-washington-dc-second-floor/mAGIjNwvdyVBNA?sv_lng=-77.01985119124066&sv_lat=38.88814141871478&sv_h=157.8&sv_p=-13.299999999999997&sv_pid=7Tb8VlE8GxmLwjrXMB8XCw&sv_z=1

National Air and Space Museum

Our tour of Washington D.C. ending here… I sincerely thank you for your company!!! If you haven’t seen it yet or want to remember how that trip went from beginning to end just click on the side, in the experience you want to know, from Canada, passing through New York, until you reach today’s tour.

And remembering that if you liked this post, share it with your friends so they can have fun too, and follow our social networks to know firsthand what is new: Instagram (@cadaviagemumabagagem) and Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ) and subscribe to our Youtube channel (“Cada Viagem uma Bagagem”): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

And with this beautiful postcard I say: “See you soon Washington D.C.”!!!!

No Universo de Magia e Fantasia do Griffinn Café e Afins

Já imaginou entrar numa Cafeteria e ao mesmo tempo mergulhar num mundo de fantasia de um dos bruxinhos mais amados do mundo? Pode parar de imaginar e venha conhecer comigo esse lugar tão mágico e especial!!

Vamos nos dirigir à plataforma 9 ¾ e embarcar nesse Universo de Magia e Fantasia do Griffinn Café e Afins?

Bem-vindos ao Griffinn Café e Afins!!!
Me acompanha nesse Universo de Magia e Fantasia?

Tudo começou do sonho da proprietária Michele de unir duas de suas grandes paixões: o café e o bruxo HP!!! Então, em fevereiro de 2020 ela alugou o espaço, mas por conta da pandemia, só conseguiu inaugurar a cafeteria Griffinn Café e Afins no final de agosto desse mesmo ano. O sucesso foi imediato, com uma lista de reserva bem concorrida, mas no início de março de 2021, também por causa da pandemia, a casa teve que parar de receber o público presencialmente, podendo retornar só na última semana de abril, porém com força total e com muitas novidades…

Fachada do Griffinn Café e Afins

Eu tive a oportunidade de visitar o Griffinn Café e Afins no início de fevereiro, quando havia uma maior flexibilização (nos permitindo usar adereços, inclusive o chapéu seletor – que vou te contar mais pra frente como foi a experiência), e no final de abril, quando estava mais restrito (e os objetos estavam apenas como decoração). Porém, nas duas vezes, todos os protocolos sanitários estavam sendo seguidos para garantir nossa segurança!!!

E na Segunda indo de escada mesmo…rsrs

Vale destacar que grande parte do sucesso do Griffinn Café e Afins deve-se à Poderosa Equipe, formada por uma bruxandade muito atenciosa e receptiva!!! Começando pela Roberta, que nos deu as boas-vindas na chegada; a gerente Bárbara, que nos contou vários detalhes sobre a casa e muitas histórias que vou te falar mais pra frente e as Queridas Bruxas Camila e Ana Beatriz, que nos atenderam e nos levaram para conhecer os diversos ambientes mágicos. Além do Raul e da Larissa, que junto com os outros membros que não estavam presentes na hora da foto, fazem a magia desse lugar acontecer!!! Nossos sinceros cumprimentos e agradecimentos!!!

A Poderosa Equipe de Bruxos da Grifinnória: Raul, Ana Beatriz, Larissa, Camila e Roberta!!!

Agora vamos começar a explorar o Griffinn Café e Afins, que desde a entrada com essa fachada da plataforma 9 ¾ , nos convida a mergulhar no Universo de Magia do Mundo HP. Toda a decoração é importada, inspirada na saga desse bruxo tão amado e é feita com muito capricho e riqueza de detalhes. Até o poste da rua é decorado com palavras mágicas!

Fachada à Noite e durante o Dia…
Cuidado com as Palavras Mágicas…
A Riqueza de Detalhes da Decoração…

Seguindo para os outros espaços, vamos observando os detalhes das paredes, das mesas, do bar. Tudo muito bem pensado para nos envolver nesse clima mágico.

Explorando os ambientes da casa…
A Grande Mesa…
O que dizer dessas tentações?

Na primeira vez que nós fomos, como já mencionei anteriormente, havia uma maior flexibilização, então foi possível soltarmos a imaginação com os adereços de magia!!! E não tem idade para se divertir, até os adultos entram na brincadeira…

Preparada para a Magia…
Os Amigos entrando na brincadeira….

E por falar em brincadeira, uma que foi muito divertida foi a do Chapéu Seletor, que fala a qual Casa da Escola de Magia você pertence: Gryffindor (ou Grifinória), que representa o fogo e seus alunos se destacam pela ousadia, coragem e determinação; a Ravenclaw (ou Corvinal), do elemento ar e suas características marcantes são a inteligência, a prudência e perspicácia; a Hufflepuff (ou Lufa-Lufa), do elemento terra, tendo como destaque a lealdade, a justiça e a dedicação e pra finalizar a Slytherin (ou Sonserina), representando a água e tendo como características dominantes a astúcia, liderança e a ambição. Qual será a sua Casa?

Qual será a minha Casa?

E se você ficar na dúvida a qual casa pertence, pode tirar a prova com o Cupcake Chapéu Seletor, que através da cor do recheio te mostra sua casa: vermelho (Grifinória), azul (Corvinal), amarelo (Lufa-Lufa) e verde (Sonserina). E mesmo se não puder usar o Chapéu Seletor, vale a pena a brincadeira com o Cupcake! A minha Casa se confirmou…

Aposto que esse cupcake atiçou sua curiosidade para saber sobre o Cardápio do Griffinn Café e Afins, não foi? Então prepare-se porque tem muitas delícias te esperando, entre elas o Pão Quadribol de Carne ou Brócolis (para vegetarianos como eu), e as Brusquetas de Presunto Parma e Muzzarela de Búfala.

Para aparecer esses pratos deliciosos!!!
Meu Quadribol Veggie com a Cerveja Amantegada

E entre as bebidas, merecem destaque a famosa Cerveja Amantegada e as Poções Mágicas (Elixir do Amor Próprio, da Sorte, da Vida e da Beleza), que não são alcóolicos e tem efeitos especiais. E entre as bebidas alcóolicas, minha irmã que é a degustadora oficial do blog, também super aprovou as Poções Litha e Yule.  E se você gosta de novidade, experimente também o Café Gelado!

Só pra ir sentindo o Poder das Bebidas…
Preparando as Poções com a Supervisão do Mestre no Quadro…
Pela fumacinha acho que deu certo…kkk
E pra finalizar um Cafézinho Diferente

Agora chegou a hora das sobremesas, e se você é formiguinha como eu, tenho certeza que estava esperando ansiosamente por esse momento… Posso te dizer que valeu a pena esperar porque tem muitas gostosuras, além do Cupcake Chapéu Seletor que mencionei anteriormente, como os deliciosos Bolo Red Velvet e Bolo Gelado de Coco, a Tortinha Gelada Relíquias e o Sapinho dos Bruxos (feito de chocolate belga e que estava maravilhoso – adoramos essa cortesia), entre outros doces maravilhosos!!!

Os olhos da formiguinha brilham com o Red Velvet…
E todas essas gostosuras…
Sapinho dos Bruxos

Com certeza o Griffinn Café e Afins é um lugar muito especial para Celebrar com os Amigos!! Na primeira vez que fomos, tivemos a companhia do Nosso Querido Amigo Fábio, e na segunda vez, nos acompanhou a Querida Amiga Arlete e como esse mundo mágico é muito pequeno, encontramos lá (por uma grata coincidência) a Querida Amiga Sabrina!!! Um brinde à Amizade!!!

As irmãs com o Querido Amigo Fábio…
Com a Querida Amiga Arlete…
E a Querida Amiga Sabrina!
Um Brinde à Amizade!!!

Falando em celebração, o Griffinn Café e Afins tem uma novidade que é a Sala de Cinema¸ um espaço temático exclusivo, preparado especialmente para você reunir seus convidados (no máximo 10 pessoas) e comemorar os momentos especiais. Essa sala funciona mediante reserva por whatsapp para um período de duas horas (no valor de R$ 180,00), com direito a um atendente exclusivo e sessão de cinema com o filme da saga HP que você escolher. Também é possível, no momento da reserva, já escolher os itens do cardápio que vocês vão querer, inclusive o Bolo HP para a festa de aniversário (lembrando que esses itens são pagos à parte do valor da reserva da sala).

Olha só que linda a Sala de Cinema…
Detalhe do Teto da Sala de Cinema…

A Sala de Cinema fica no piso superior, e até a escada, pra chegar até lá, te prepara para o que estar por vir. A decoração é muito bonita e nos transporta para a Biblioteca dos filmes do Harry. E mais uma curiosidade pra você que é fã dele, a Escada da Biblioteca dos filmes e livros do HP foi inspirada na Escada que fica na Livraria Lello, na cidade do Porto, em Portugal (a autora J. K. Rowling morou um tempo em Porto e frequentava essa livraria). E se você quiser saber como é essa escada, e como foi nossa experiência lá é só acessar esse link da postagem sobre Portugal: https://cadaviagemumabagagem.com/as-bagagens-de-portugal/ Ah! Outra curiosidade que você vai descobrir nessa postagem é sobre os uniformes da Escola de Magia, que foram inspirados nos trajes dos alunos da Universidade de Coimbra.

A Escada de Acesso à Sala de Cinema… Pena que a Vassoura está presa…
As Irmãs na Sala de Cinema…
Destalhes da Estante…

Essa Sala de Cinema é realmente um encanto, cada detalhe foi pensado com muito capricho e se você quiser ver mais detalhes dela é só dar uma olhadinha nesse vídeo que postei no nosso Canal no Youtube: https://youtu.be/yIcHyGG5XvY

Lembra que eu te falei que a gerente Bárbara nos contou várias histórias e que eu comentaria com você mais pra frente? Agora chegou a hora!!! Entre várias festas de aniversário e visitas à caráter, um episódio que chamou bastante a atenção da bruxandade do Griffinn Café e Afins foi um Pedido de Casamento… Já imaginou que romântico e simbólico um pedido assim, ao sabor de um Elixir do Amor e um Bolo Red Velvet? Muito fofo, não é? Então já fica essa sugestão para os casais fãs de HP…

Nosso tour vai ficando por aqui, lembrando que o Griffinn Café e Afins fica na Rua Campo Grande, 417 – Alto da Lapa – São Paulo – SP. Mais informações estão no Instagram @griffinncafeeafins e lá também está o link para agendamento de reservas pelo Get In.

Grifinnória Café & Afins

Muita Gratidão pela sua companhia e te espero no próximo post!!! Ah! Se você gostou dessa matéria, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Até a Próxima Magia!!!

No Turismo Eclético de Amparo

Hoje quero te convidar para conhecer comigo a Capital Histórica do Circuito das Águas Paulista, a cidade de Amparo, que está a cerca de 130 km da capital de São Paulo.

Além da riqueza histórica de seus casarões e igrejas e das propriedades terapêuticas de suas águas, Amparo nos convida a um turismo muito eclético, que vai desde o turismo rural e enólogo, passando por mirante e hípica até chegar no Polo Astronômico, onde fica o maior telescópio aberto a observação pública do país.

Já deu pra notar que teremos muito o que fazer, não é mesmo? Então, vamos iniciar nosso tour?

Um brinde a Amparo!!!

Roteiro do Primeiro Dia – Jardim Público Municipal / Museu Bernardino de Campos / Rua Quinze de Novembro / Catedral Nossa Senhora do Amparo / Praça Pádua Salles

Mais uma vez tive a oportunidade de ser acompanhada nessa viagem pelos meus pais e minha irmã!!! Um enorme presente de Deus poder viajar em família depois de um longo período de isolamento social por conta da pandemia!!! Muita GRATIDÃO por tudo!!!!

Muita Gratidão a Deus por viajar em família!!!

Saímos de São Paulo numa quinta-feira por volta das 10h30 e chegamos em Amparo pouco depois do meio-dia. Ficamos hospedados na AFPESP (Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo), mas se você não for associado ou convidado de um associado, não se preocupe, a cidade oferece várias opções de hotéis e pousadas. Com certeza você vai encontrar alguma hospedagem que seja do seu agrado. E se for funcionário público associado aproveite para usufruir dessa Unidade de Lazer.

Como estamos em época de pandemia, vale lembrar que eles estão seguindo todos os protocolos de segurança para garantir que nossa estada seja tranquila e confortável.

Explorando os espaços da AFPESP
A linda área da Piscina…
E o Hall

Como chegamos na hora do almoço e ainda não tinha liberado o quarto (a diária começa a partir das 13h30), deixamos nossas malas guardadas na recepção e fomos almoçar no restaurante da própria AFPESP (a hospedagem é pensão completa e a comida estava excelente). Assim que o quarto foi liberado, deixamos nossa bagagem lá e fomos conhecer o centro da cidade!!!!

Nossa primeira parada foi no Jardim Público Municipal, que fica na Rua Carlos de Campos a cerca de 8 minutos de carro da AFPESP (como essa fica numa rodovia, a melhor maneira de se chegar ao Centro da Cidade é ir de carro mesmo, seja próprio, Uber ou táxi).

Jardim Público Municipal

Logo que chegamos ao Jardim Público Municipal, que é uma grande praça, nos deparamos com esse Lindo Portal de colunas gregas com estátuas no topo e ornamento metálico, datado de 1894.

No Lindo Portal do Jardim Público Municipal

O Jardim Público Municipal ou Parque “Alonso Ferreira de Camargo” foi construído em duas etapas (a primeira que ficou pronta em 1889 e a 2ª em 1895) no local onde era o antigo Cemitério Público da cidade, que foi transferido de lugar em 1887 e seu espaço foi aterrado para transformá-lo em parque, que contou com a ajuda e engajamento da população para fazer seu paisagismo e jardinagem. Mais detalhes de sua construção estão no site: http://estadodacultura.sp.gov.br/espaco/7664/

O Lindo Jardim Público Municipal

O Jardim Público Municipal é realmente muito bonito, além de momentos de lazer e contato com a natureza, vai lhe proporcionar lindas fotos na Ponte com a Fonte, no Coreto, entre outros lugares.

Passeando pelo Jardim…
Com a Família…
No Coreto

Mais informações sobre o Jardim Público Municipal estão na sua página do facebook:  https://pt-br.facebook.com/JardimPublicoemAmparoSp

Jardim Público Municipal

Nossa próxima parada foi no Museu Bernardino de Campos, instalado num prédio construído em 1885 que já foi residência, sede da Prefeitura e de outros órgãos públicos até se transformar no museu que tem um acervo riquíssimo de peças do século XIX e XX e é considerado um dos mais completos do Estado de São Paulo.

Museu Bernardino de Campos

Na primeira sala do Museu Bernardino de Campos aprendemos um pouco sobre a história da cidade de Amparo,  sobre o patrono do museu “Bernardino de Campos”, que foi governador de São Paulo por duas vezes e a importância da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro para o desenvolvimento da região. Tudo isso faz parte do módulo expositivo “Tempo da Cidade”.

Aprendendo sobre Amparo…
No “Tempo da Cidade”

E seguimos a visita para as outras salas, que também são separadas por módulos expositivos, como a “Hora de Plantar” que nos mostra objetos e artefatos da produção e preparo de café e sobre a contribuição dos imigrantes que vieram para trabalhar na plantação do grão.

Família na Exposição “Hora de Plantar”

Em seguida, fomos para a “Hora de Comer”, que além de nos mostrar objetos de cozinha e mesa e mobiliário da sala, nos convida a refletir sobre os costumes e o papel da mulher naquela época.

Chegamos na hora certa…
Com o Galo Carrinho de Sorvete

Também conhecemos a “Hora de Vestir” que nos apresenta desde acessórios femininos, como luvas, sapatos, sombrinha, passando por utensílios relacionados ao vestuário, como  máquina de lavar, ferro de passar, entre outros, até um ondulador de cabelos elétrico,  que eu achei interessantíssimo…

Olha que show esse ondulador de cabelos…

A sequência ficou por conta da “Hora de Brincar” , que além dos brinquedos infantis nos mostra a diversão dos adultos, através dos instrumentos musicais.

Entre Brinquedos…

Aproveitando o gancho da diversão, outro fator que também é muito importante para a nossa vida é a comunicação, seja por palavras ou imagens, e que é representada na “Hora de Encontrar”,  através dos meios de comunicação como Televisão, rádio, computadores, entre outros.

Uma típica sala com Conversadeira e Televisão

Na próxima sala, temos a “Hora de Cuidar” que nos apresenta vários utensílios e aparatos médicos e odontológicos e nos explica quais eram as principais doenças e desafios enfrentados na saúde no início de 1900.

Na Hora de Cuidar…

A última sala do circuito dos módulos expositivos é a “Hora de Pensar” que nos mostra objetos de construção, como telhas e tijolos e nos conta curiosidades sobre as casas serem construídas sobre porões vazios para evitar doenças, nos chamando a atenção para a importância da habitação. Além de uma ala dedicada à Revolução Constitucionalista de 1932, na qual a cidade de Amparo desempenhou um papel bem marcante, nos convidando a refletir também sobre a influência política sobre o indivíduo.

Materiais de Construção
Revolução Constitucionalista de 1932 e…

O Museu Bernardino de Campos fica na Rua Luiz Leite nº 07 e funciona de quarta a sábado das 10h às 16h e aos domingos e feriados das 9h às 15h. A entrada é gratuita e maiores informações estão na página do museu no facebook: https://www.facebook.com/museubernardinodecampos/ .Vale muito a pena essa visita!!!

Saindo do Museu em direção à Catedral, passamos pela Igreja Nossa Senhora do Rosário,  que foi construída em 1931 e fica no Largo do Rosário. Ela estava fechada, mas tem uma arquitetura externa muito bonita. Acredito que internamente também seja assim. Se quando você for estiver aberta, deixe nos comentários o que você achou. Dizem que as famílias mais ricas e abastadas assistiam à missa de balcões superiores e os pobres do térreo.

Igreja Nossa Senhora do Rosário

Passamos também pela rua Quinze de Novembro¸ que é repleta de casarões antigos, que abrigam bares, restaurantes, entre outras atividades comerciais. É uma verdadeira volta ao passado, caminhar por ela…

A charmosa Rua Quinze de Novembro

Falando em Casarões Antigos, na Praça Monsenhor João Batista Lisboa, onde fica a catedral, existem muitos deles que são um verdadeiro charme, entre eles a Biblioteca Pública Municipal, que funciona de segunda a sexta das 9h às 19h.

Um dos lindos Casarões Antigos…
E a Biblioteca Municipal

Agora sim vamos visitar a lindíssima Catedral Nossa Senhora do Amparo, cuja história tem uma ligação muito intrínseca com a fundação da cidade.

Na Catedral de Nossa Senhora do Amparo

A Catedral Nossa Senhora do Amparo começou como uma capela dedicada à Nossa Senhora do Amparo construída em 1824 num terreno doado por um dos primeiros povoadores de Amparo, o Sr. João Bueno da Cunha. A Catedral atual foi construída atrás do lugar onde ficava essa primeira capela. E em 8 de abril de 1829, o bairro onde estava localizada essa capela recebeu o título de “capela curada”, marcando assim a data oficial fundação de Amparo (que foi elevada à categoria de cidade em 1863).

A Catedral Nossa Senhora do Amparo é realmente muito bonita e cheia de detalhes que encantam os olhos, como o teto todo trabalhado, colunas em mármore, vitrais lindíssimos, entre outros elementos.

Que lindo o interior da Catedral Nossa Senhora do Amparo
Detalhes do teto e colunas em mármores

A consagração da Igreja Matriz como Catedral Nossa Senhora do Amparo aconteceu em 1878 e também chegou a imagem de Nossa Senhora do Amparo vinda  de Portugal, da cidade do Porto. Que Nossa Senhora do Amparo abençoe a todos nós!!!!

Nossa Senhora do Amparo

Ao lado do altar da Catedral Nossa Senhora do Amparo, fica a Capela de Adoração do Santíssimo, que é um verdadeiro encanto e um lugar muito abençoado.

Capela de Adoração do Santíssimo…
E detalhe do seu Altar

A Catedral Nossa Senhora do Amparo fica na Praça Monsenhor João Batista Lisboa, 175 e funciona de segunda a sexta das 8h às 11h e das 13h às 17h e aos sábados das 8h às 12h e das 18h às 20h30 e aos domingos das 9h às 11h e das 18h às 20h. Mais detalhes estão no site: http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/05/03/paroquia-catedral-nossa-senhora-do-amparo-amparo/

Saindo da Catedral, fomos até o Mercado Municipal  que estava fechado pra reforma. Sua inauguração se deu em 1912 e sua arquitetura é muito bonita, inspirada em tradição árabe. Vamos torcer para que na nossa próxima visita ele já esteja pronto!!! Ele fica na Rua Prefeito Alcides Penteado, também na região central da cidade.

Mercado Municipal de Amparo

Nossa próxima parada foi na Praça Pádua Salles, que é um grande centro de lazer onde acontecem os principais eventos de Amparo (como as comemorações do aniversário da cidade em 08 de abril). Também abriga vários monumentos como o Obelisco do Centenário da Independência do Brasil, o Índio, o Monumento aos Expedicionários, entre outros.

Na Praça Pádua Salles…
Obelisco do Centenário da Independência do Brasil

A Praça Pádua Salles também é conhecida com Praça da Estação ou Largo da Estação, por conta da Estação da Mogiana Estrada de Ferro, que foi inaugurada em 1875, fazendo parte de um ramal que ligava Jaguariúna a Socorro, mas foi desativada em 1967. De qualquer forma, vale a pena apreciar sua arquitetura. Mais informações sobre a praça estão no facebook: https://pt-br.facebook.com/PracaPaduaSallesLargoDaEstacao

Antiga Estação Ferroviária da Mogiana

A cidade de Amparo foi uma grande produtora de café nessa época da construção da ferrovia e prosperou muito, até vir a crise de 1929, que foi um baque na economia local, que só conseguiu melhorar a partir da década de 1940 com o início da atividade industrial. E atualmente tem retomado a produção de café e o desenvolvimento do turismo, por fazer parte de uma das Estâncias Hidrominerais do Circuito das Águas Paulista. Para saber maiores informações sobre a cidade e também sobre o roteiro de hoje, é só dar uma olhadinha no site: https://www.amparo.sp.gov.br/turismo/onde-ir

Roteiro do Segundo Dia – Cristo Redentor / Vinícola Terrassos / Cutelaria Bianchi /  Igreja de São Sebastião / Polo Astronômico de Amparo / Chopperia Paraty

Começamos nosso roteiro de hoje de uma forma muito especial, vamos visitar o Cristo Redentor de Amparo,  que fica no Parque Municipal Chico Mendes e nos proporciona uma linda vista da cidade.

Cristo Redentor de Amparo
Parque Chico Mendes e…
E sua linda vista!!!

A Estátua do Cristo Redentor mede 12m de altura e está sobre um pedestal mais de 5m. A obra foi inaugurada em 1966, mas o parque em si, com toda infraestrutura de estacionamento e lanchonete, só foi inaugurado posteriormente, em 1986, e em setembro de 2020 todo o complexo (conhecido também como Morro do Cristo) foi restaurado. Vale lembrar que tem Rampa de Acesso ao Cristo para garantir acessibilidade a todos que desejam visitá-lo.

O Cristo e Eu
Rampa de Acesso ao Mirante do Cristo
Lanchonete do Cristo

Logo que chegamos ao Morro do Cristo, já nos deparamos com essas lindas paisagens.

A Família no Mirante do Parque Chico Mendes

E subindo a rampa, para chegar mais pertinho do Cristo Redentor, fomos presenteados com essa vista encantadora da cidade e com um profundo sentimento de GRATIDÃO e contentamento por estarmos em família e juntos ali, com Jesus Cristo de braços abertos a nos acolher e abençoar!!! Desejo que nesse momento, ao ler essas palavras, você se transporte para lá e se imagine nos braços de Jesus, sinta Seu acolhimento e amor. Que Ele possa ouvir seu coração e lhe cubra de bençãos infinitas!!!!

Linda Vista com destaque para a Catedral no Centro
Muita Gratidão por ter a Família reunida junto ao Cristo

O Cristo Redentor/ Parque Munipal  Chico Mendes fica na Estrada Afonso Ribeiro Persicano e mais informações estão no facebook: https://pt-br.facebook.com/CristoRedentorAmparoSPBrasil/ . Ah! Dá só uma olhadinha nesse vídeo que postei no nosso Canal no Youtube pra contemplar ainda mais essa vista maravilhosa: https://youtu.be/MCn0407ugKc

Não parece uma pintura?

Dali seguimos para a Vinícola Terrassos, que surgiu a partir do sonho do Fábio Nascimento (seu proprietário), que nos conduziu na visita e nos mostrou que realmente vale a pena acreditar em nossos objetivos e lutar por eles, que a realização é gratificante!!!

A entrada da Vinícola Terrassos
E logo que entramos nos deparamos com esse lindo cenário
Com nosso anfitrião Fábio Nascimento
A Família na Vinícola Terrassos

A história da Vinícola Terrassos, começou em 2002, quando o Fábio estava trabalhando com implementação de sistemas na Tailândia e surgiu a curiosidade sobre vinhos. Estudando, ele descobriu que cada lugar do mundo tem um vinho específico, e pensou como seria o vinho produzido em Amparo (terra dos seus pais)… Então, voltou para o Brasil, comprou a propriedade em 2002 e em 2003 começou a plantação de uvas. Depois de muita dedicação e aprendizado, em 2012 a Vinícola estava surgindo com a elaboração de vinhos únicos e em 2015 foi inaugurado um aconchegante restaurante.

Conhecendo o Parreiral…
E o aconchegante restaurante…

Depois dessas explicações iniciais, fomos conhecer a produção do vinho, que chega a 20 mil/l por ano, já que o clima da região na altitude na Serra da Mantiqueira possibilita ter de duas a três safras por ano. Nessa visita, pudemos ver a desengaçadeira (que separa os talos da uva), a prensa (que vai extrair o suco das uvas para começar o processo do vinho), os tanques (para a fermentação), a adega onde também ficam os barris de carvalho (onde ocorre o processo de envelhecimento do vinho Syrah), entre outros espaços da fábrica.

E a Adega!!!

Agora que já aprendemos um pouco sobre a produção, chegou a hora da  Degustação dos Vinhos da Vinícola Terrassos, na qual são apresentados  vários tipos de vinhos, começando com o “Moscatel Branco”, passando pelos “Máximo”, feitos com a Uva Máximo, que é própria da região e foi desenvolvida pra eles e depois por vinhos da Uva Syrah com a Maximo e também sozinha. Minha família super aprovou a degustação e todos esses vinhos, entre outros, estão à venda na Loja da Vinícola (acredito que vai ser difícil resistir e você vai acabar comprando alguns para levar pra casa…).

Hora da Degustação dos Vinhos!!!!

Não falei que era difícil resistir à Loja?

Você pode participar só da degustação, ou optar pelo Piquenique, no qual a degustação está inclusa e também 1 garrafa de vinho Máximo, duas porções de massa ou uma tábua de queijos, pães, antepasto e duas águas (no valor de R$ 150,00 para duas pessoas) e você fica à vontade para tomar seu vinho enquanto explora os lindos espaços da Vinícola Terrassos e  aprecia essa vista encantadora. Como a área é aberta, é super tranquilo para manter o distanciamento social e eles estão seguindo todos os protocolos de segurança para garantir que a experiência seja muito agradável.

Da Vinícola Terrassos

Com um brinde, nos despedimos da Vinícola Terrassos!!! Lembrando que ela fica na Rodovia SP 352, Km 137 (tem placa indicando a entrada na estrada e uma parte do percurso é feita em estrada de terra). Para fazer o piquenique é necessário reserva antecipada, mais detalhes e informações estão no site: http://terrassos.com.br/ . Saúde!!!

Saúde!!!!

Saindo da Vinícola, passamos pelo Parque Ecológico Municipal “Dr. Paulino Recch” também conhecido como Orquidário,  por causa da grande plantação de Orquídeas que possui. Em virtude da pandemia, ele ainda estava fechado, então não conseguimos visitá-lo, mas mesmo por fora, foi possível ter uma ideia de como é bonito. Então vou deixar aqui como dica, se ele estiver aberto quando você for na cidade, vale a pena dar uma passadinha por lá. O Parque fica na Rua Salermo no Bairro Silvestre.

Parque Ecológico Municipal “Dr. Paulino Recch”

Bem pertinho do Parque Ecológico, fica a Cutelaria Bianchi, que é uma famosa fábrica de facas e canivetes da região. Começou com produção artesanal nos anos 60, passando à industrial em 1983, devido à grande demanda. Não tem visitação à fábrica, mas tem um show-room e catálogo de produtos na recepção para que você possa escolher o que quer. Quem gosta de culinária vai se apaixonar porque tem uma variedade muito grande de produtos para todas as ocasiões, kits bem interessantes para presentes e os preços são muito bons. A Cutelaria fica na R. Prof. Aristides Gurjão, 160 – Jardim Silmara e mais informações estão no site: https://cutelariabianchi.com.br/ . Apesar da coincidência do nome, não tenho parentesco com eles… rsrs

A fábrica da Cutelaria Bianchi
Detalhe do Kit Grill da Cutelaria Bianchi

Continuando nosso tour, fomos visitar a Paróquia de São Sebastião, que possui uma arquitetura muito bonita e diferente, que já chamou a nossa atenção logo que entramos em Amparo. A Igreja tem formato circular, parecendo uma arena de esportes e o altar fica na lateral e não no centro como é comum nas igrejas.

Paróquia de São Sebastião
Parece que o altar está no centro, mas…
Ele está na lateral…

A construção dessa atual Paróquia de São Sebastião começou em 1969 e terminou no início da década de 1980, mas a devoção é bem anterior, desde o século XIX e a Comunidade de São Sebastião começou com o pagamento de uma promessa feita pelo cristão Claudino Antônio Araújo que pediu a intercessão do Santo para proteger a cidade de Amparo de uma epidemia de Febre Amarela.

A Paróquia de São Sebastião fica na Av. Dr. Coriolano Burgos S/N – Jardim São Lourenço e mais informações estão no site: http://saosebastiaoamparo.com.br/. Que São Sebastião e Nossa Senhora Aparecida (que nesse cenário simbólico está realmente cuidando da Terra, amparada por anjos) possam abençoar a todos e livrar o mundo dessa pandemia e de todos os perigos!!!

Abençoem a todos nós!!!

Com as energias renovadas e bençãos recebidas na Igreja de São Sebastião, seguimos para o próximo passeio de hoje, que vale muito a pena você incluir no seu roteiro. Estou falando do Polo Astronômico de Amparo, que foi inaugurado em 2015, por iniciativa privada, com o objetivo de divulgar a astronomia.

Polo Astronômico de Amparo

Quem nos conduziu nessa visita ao Polo Astronômico de Amparo, foi o Professor Carlos, uma pessoa excelente, de uma didática maravilhosa, que nos fez viajar por esse universo astronômico. Ele foi um dos idealizadores do projeto de criação do Polo e desse Telescópio (Telescópio Refletor de 650mm de abertura), que é o maior aberto à visitação pública do Brasil, e durou 20 anos para ser concluído.

Com o Professor Carlos

O Polo Astronômico de Amparo foi construído em uma área rural de 60.000 metros quadrados para permitir uma melhor visualização, a 1000 m de altitude e sem luz ao redor, a visibilidade do céu e também da paisagem ao redor é privilegiada. É possível fazer trilhas ecológicas guiadas para grupos previamente agendados para conhecer as particularidades da biodiversidade local.

Linda vista do Polo Astronômico

Na sessão do Planetário (que fica nessa cúpula arredondada),o Prof. Carlos nos explicou sobre o céu e preparou para a visitação. Foi muito interessante aprender sobre as estrelas, sobre como identificá-las no céu e muitas curiosidades, como descobrir que a Estrela Dalva, na verdade, não é uma estrela e sim o Planeta Vênus e seu nome significa que “vem DA ALVorada” porque é a primeira a aparecer no alvorecer e também ao entardecer, entre muitos outros detalhes. Além de poder ver o céu em qualquer data, através de um aplicativo, por exemplo, no dia do meu nascimento, havia uma conjunção entre Júpiter e Saturno e no dia do nascimento da minha irmã estava aparecendo Pegasus e o Planeta Júpiter… É muito interessante!!!

Planetário por fora…
E por dentro, com a Família atenta às…

Em seguida, fomos para o Observatório, que é onde se coloca em prática o que se aprende no Planetário. Através de equipamentos e telescópios última geração é possível observar a Lua, inclusive suas crateras, as estrelas, os anéis de Saturno e muito mais. Nossa visita estava marcada para o dia seguinte (à noite), onde conseguiríamos viver essa experiência de observação do céu, mas devido à previsão de chuva para o período noturno, foi adiantado porque não teríamos outra data disponível durante essa viagem. De qualquer forma, foi um passeio excelente e já está anotado na nossa agenda para voltarmos fora da época de chuva para fazermos essa observação noturna!

A Família no Observatório
E o maior telescópio aberto à visitação pública do Brasil

O complexo do Polo Astronômico de Amparo também conta com o Espaço Galileu que é uma lanchonete, com uma linda vista panorâmica.

Espaço Galileu….
E sua linda vista

Nossa visita ao Polo Astronômico de Amparo vai finalizando por aqui, com muita gratidão ao Prof. Carlos por toda a receptividade e a Querida Rita, que desde o primeiro contato foi super atenciosa e gentil conosco!!! Lembrando que o Polo fica na Rodovia Benevenuto Moretto, Km 29, S/N – Sertãozinho. Mais informações e vendas de ingressos estão no site: https://www.poloastronomicoamparo.com.br/ !!

Depois dessa visita incrível ao Polo Astronômico, fomos encerrar o roteiro de hoje na Chopperia Paraty, que fica na Av. Dr. Carlos Burgos, 1630 no Centro de Amparo e é um dos points da cidade. Maiores informações estão no Instagram: https://www.instagram.com/chopperiaparaty/?hl=pt-br

Na Chopperia Paraty!!!
Comemorando com a Família mais esse dia especial!!!

Viva!!!!

Roteiro do Terceiro Dia – Fazenda Atalaia / Igreja de São Benedito / Centro Hípico Hipocampo / Família Carra (Sítio Bom Retiro)

O roteiro de hoje também promete ser bem animado! Vamos começar visitando a Fazenda Atalaia, uma fazenda centenária que é famosa pela produção do queijo “Tulha”, o primeiro queijo brasileiro a ser premiado no exterior.

Fazenda Atalaia
E seus queijos

A Fazenda Atalaia surgiu em 1860, no auge da produção de café, mas com a crise de 1929, eles tiveram que buscar outras alternativas, como a criação de um alambique, e atualmente, se dedicam à produção de queijos e também ao turismo histórico e rural, através do qual os visitantes podem ter contato com a natureza e ainda levarem uma bagagem cultural na memória. É um excelente passeio em família, além de aprendermos muito, ainda tivemos o privilégio da visita desse fotogênico Saguizinho enquanto esperávamos para fazer o tour guiado. 

Explorando a Fazenda Atalaia…
Com Minha Família…
E tendo a oportunidade de ver esse lindo Saguizinho!!!

Quem nos conduziu no Tour Histórico Guiado foi a Querida Meiri, que nos explicou em detalhes toda a história da Fazenda Atalaia e como vem sendo desenvolvido seu processo de restauração desde 2012, e ainda nos deu uma aula sobre os queijos durante a degustação.  

Com a Nossa Guia Meiri

Começamos o Tour Guiado pela Fazenda Atalaia no Restaurante, que serve café da manhã e almoço com tudo que é produzido na própria fazenda. O espaço onde fica é chamado de Tulha¸ que é uma espécie de armazém, que abrigava o café. As paredes largas de taipa de pilão e o piso de madeira garantiam a temperatura e protegiam o café da humidade.

Armazém “Tulha” – detalhe da largura da parede…

O famoso Queijo Tulha da Fazenda Atalaia também é armazenado em Tulha (por isso sua denominação em homenagem a esse espaço) e fica lá por um ano para curar. Ele começou a ser produzido em 1995 pela Rosana (uma das donas da Fazenda) e em 2016 foi recebeu medalha de ouro no World Cheese Awards em San Sebastian, na Espanha.

Seguimos nossa visita, conhecendo uma Máquina Antiga de Beneficiar Café, depois fomos visitar outros espaços da Fazenda Atalaia, como o Terreiro de Café (onde este ficava secando), tendo ao fundo a Tulha, a Casa Sede e uma linda vista da Serra da Mantiqueira, parecendo uma pintura… Também aprendemos como são feitos os tijolos de taipa de pilão com material reciclado para as restaurações. Achei uma ideia interessantíssima, um verdadeiro exemplo de sustentabilidade, que poderia ser usado em grande escala nas construções!!! Vamos torcer!!!

Máquina Antiga de Beneficiar Café
A parede restaurada e…
No Terreiro de Café…
Que mais parece cenário de um quadro…

Continuamos explorando a Fazenda Atalaia, conhecendo sua Horta, seus Currais, a Toca da Figueira, que é o local onde o Queijo Mogiana é maturado no subsolo e que fica ao lado da famosa Figueira Centenária, que tem 500 anos.

A Horta…
Um dos Currais
A Toca da Figueira
E a Figueira Centenária

Ao lado da Figueira Centenária,fica o Meliponário, onde ficam as abelhas nativas sem ferrão, como da espécie Marmelada e Jataí.

Conhecendo o Melipolinário e…

Depois desse tour pela Fazenda Atalaia, chegou a hora de um dos momentos mais esperados: a Degustação de Queijos, que é bem diversificada. Prepare-se porque vai ser difícil escolher qual seu preferido para levar pra casa….

Hora da Degustação dos Queijos
Queijos em Maturação

A Meiri foi nos explicando sobre o processo de produção de cada um dos Quejos a serem degustados. Experimentamos o Requeijão; o Queijo Neblina (que foi um dos meus preferidos, só é produzido no verão e parece com o Brie); o Orvalho e o Boursin (que é feito com leite de cabra, servido no azeite e cada bolinha é moldada manualmente). Até aqui foram queijos que precisam de refrigeração.

Seguimos agora para os Queijos Maturados, que possuem uma casca natural e um sabor característico, como o Mantiqueira, que em guarani significa “Serra que Chora” e é muito usado em aperitivos; o Campos do Pantaleão, que é bem diferente, maturado com lavanda; o Provolone, que utiliza fumaça líquida no seu processo de defumação; o Mogiana, que é maturado na Toca da Figueira (conforme comentei anteriormente, lembra?), sua cor alaranjada vem do urucum e seu nome é em homenagem à Ferrovia Mogiana que foi muito importante para a cidade.

Está pensando que a degustação terminou? Ainda não… Continuando com os queijos maturados, ainda experimentamos o Queijo Taipa¸ que é bem leve e tem baixo teor de lactose; o Queijo Figueira¸ que é todo furadinho, também leva urucum no seu processo de fabricação e tem o nome em homenagem à Figueira Centenária; o Terreiro, que é o Queijo Mantiqueira com a maturação de um ano; o Trilha,  que é produzido com leite de cabra; o famoso Queijo Tulha (que comentei anteriormente) cuja premiação foi mais que merecida, porque ele tem um sabor muito diferenciado, apresentando notas cítricas sabor maracujá decorrentes de seu processo natural de maturação. Finalizamos a degustação com o Queijo Alvorada, que matura por 60 dias em câmara fria e lembra o Gorgonzola.

Fala a verdade, agora ficou difícil de escolher qual queijo levar pra casa, não é mesmo? Então, se ficar na dúvida, leve um pedacinho de cada, para harmonizar com os vinhos das vinícolas da região 😉. Aproveite também para conhecer as outras delícias da Lojinha da Fazenda Atalaia, como doces de leite, bolos, pães, entre outros produtos.

Escolhendo meu queijo…
Pra levar pra casa…

A Fazenda Atalaia fica na Rodovia SP 352- Km 137,5 – Alferes Rodrigues – Amparo. As visitas guiadas com degustação dos queijos acontecem aos sábados e domingos às 10h30 e 15h e custam R$ 30,00 por pessoa (e tem a possibilidade de contratar o tour com almoço). Para saber mais informações é só acessar o site:  https://www.fazendaatalaiaamparo.com.br/

Nossa próxima parada do roteiro de hoje foi na Igreja São Benedito¸ que teve sua origem nos esforços de José Ortiz de Camargo, um humilde carroceiro negro, que arrecadava materiais para a construção de uma Igreja em homenagem a São Benedito, mas faleceu antes da obra estar concluída em 1885. Até 1912, essa Igreja pertencia à Paróquia de Nossa Senhora do Amparo, tornando-se Paróquia própria em 1965. Não foi possível visitar seu interior, porque a Igreja estava fechada, mas conseguimos visitar a Gruta que se encontra no jardim.

Igreja de São Benedito

A Igreja São Benedito fica no Largo São Benedito, 117 no Centro de Amparo e você encontra mais informações no site: http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/05/04/paroquia-sao-benedito-amparo/ . Que São Benedito possa abençoar a todos nós!!!

Saindo dali, fomos conhecer o Centro Hípico Hipocampo, que é uma Hípica, com uma excelente infraestrutura para você apreciar os cavalos e ainda curtir a natureza, inclusive fazer aulas de equitação (mediante agendamento prévio).

Centro Hípico Hipocampo
Conhecendo suas dependências…
Restaurante…
E os lindos cavalos, como esse fofucho aqui!!!

Quem nos conduziu na visita ao Centro Hípico Hipocampo foi o Marcelo, uma pessoa incrível e que é apaixonado pelo que faz, o carinho que ele tem pelos animais e a reciprocidade existente é contagiante! Parabéns, Marcelo!!! Continue assim!!!

Nosso anfitrião Marcelo

Durante o tour pelo Centro Hípico Hipocampo, tivemos a oportunidade de aprender muito sobre o universo dos cavalos e como eles são animais tão sensíveis e generosos com o ser humano. Tivemos a chance de chegar bem pertinho deles e até alimentá-los com sua ração favorita, como minha irmã fez com o Devaneio.

Em contato com os adoráveis cavalos
A Família toda aproveitando esse momento!!!
E Minha Irmã alimentando o “Devaneio”

Visitamos os diversos espaços do Centro Hípico Hipocampo, vimos um cavalo mais lindo que o outro e até conhecemos esse bebezinho que é muito fofo e carismático.

Passeando pelo Hipocampo…
Vendo esses lindos…
E completamente encantados por esse Bebezinho…
E toda a turma dos carismáticos e fotogênicos!!!

O Centro Hípico Hipocampo fica na Rua Dr. Virgílio Paiva Junior, S/N e mais informações estão no site: http://www.hipocampo.com.br/

E para encerrar o tour de hoje fomos até a Família Carra,no Sítio Bom Retiro, que é uma família que está em sua 5ª geração (vinda com a Imigração Italiana com o Sr. Domenico Carra). As Estátuas de Leões na entrada fazem parte do brasão dessa Família, que há anos se dedica à produção de bebidas artesanais.E

Entrada da Família Carra/ Sítio Bom Retiro
O Brasão da Família Carra

O Sítio Bom Retiro possui instalações rústicas do início do século XIX, que foram preservadas e numa delas está a Adega¸ onde ocorre a degustação das bebidas da Família Carra.

O Sítio Bom Retiro…
Adega por fora…
E por dentro

Falando em Degustação, quem nos guiou nessa tarefa foi o Rafael, que nos contou sobre toda a dedicação e carinho que a Família Carra tem pelo que faz! O que se reflete na qualidade de seus produtos. Lógico que a degustadora oficial do blog, minha irmã Ane, ficou com a missão de conferir esse sabor. Entre os vinhos degustados estavam o “Bordô Suave”,  o “Tannat” e o “Merlot”!

Nosso Guia Rafael…
Os Vinhos a serem degustados…
E a Degustadora Oficial do Blog

E para fechar a Degustação com chave de ouro, foi escolhido o “Demi Panachê”, que é uma exclusividade da Família Carra! Inspirado na tradição francesa, e depois de muito estudo e dedicação, chegou-se a perfeita união entre a refrescância do limão siciliano com o aroma e sabor do vinho rosé. A cor é belíssima e a Degustadora Oficial do Blog super aprovou (tanto que ia levar só uma garrafa e acabou levando a caixa com seis). Além disso, a produção da bebida se dá por meio de lavouras sustentáveis e é comercializada em garrafas de vidro de 600 ml (retornáveis) para preservação do meio ambiente.

A Degustadora Oficial do Blog numa dúvida cruel…

A Família Carra / Sítio Bom Retiro fica na Rodovia SP 105 (Rodovia Dr. Rubens Pupo Pimentel), Km 9,3 – Serra Negra (apesar de pertencer à Serra Negra, fica bem próximo à divisa com Amparo). Para saber mais informações e detalhes sobre os produtos é só acessar: https://familiacarra.com.br/ . Também é difícil escolher o que levar dessa Loja…

A Loja da Família Carra

Roteiro do Quarto Dia – Fazenda Benedetti

Nosso tour por Amparo vai chegando ao fim, e nossa despedida teria que ser de uma forma muito especial, então vamos visitar a Fazenda Benedetti, que é bem tradicional na cidade, marcada por sua história, preservação de sua área verde e qualidade de seus produtos artesanais.

Fachada da Fazenda Benedetti
A família aproveitando a Fazenda…

A Fazenda Benedetti surgiu em 1929, quando o Sr. Antonio Benedetti, que havia perdido toda a produção do café por conta da crise desse ano, recebeu um alambique como forma de pagamento de uma dívida, e foi fazer açúcar e melado para sustentar a família. Porém, não se deixou abater, se reinventou e começou a produzir aguardente de cana, vendendo primeiramente o que sobrava do consumo próprio para os vizinhos, que foram espalhando a fama da cachaça, até chegar ao sucesso atual, que vem sendo mantido com muito esforço e dedicação pela 4ª geração da Família Benedetti, representada aqui pelo Jorge¸ que com toda gentileza e atenção, foi nosso anfitrião em grande parte da visita!

Na Tradicional Fazenda Benedetti
O Nosso Anfitrião Jorge
E alguns dos produtos da Fazenda…

Mas antes de começarmos o tour com o Jorge, quem nos conduziu na Degustação das Cachaças foi a Cristiane, super simpática e prestativa, que nos mostrou desde as Cachaças Saborizadas, com frutas tropicais, mel, anis, entre outros sabores, passando pela Flor da Montanha,  que já foi premiada com medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas em 2014 e na Expo Cachaça em 2018, até a Cachaça do Gran Nonno  (que vamos conhecer a Reserva mais adiante), entre outras bebidas.

Com a Cristiane!!! Nossa Guia nessa parte do tour!!!
Só aumentando a lista de Degustadores Oficiais do Blog…
Teve alguém que adorou esse posto

Nessa Adega da Fazenda Benedetti também tivemos a oportunidade de ver os Tonéis de 10 mil litros de cachaça, as Adegas e os Pingômetros, e até uma Edição Especial e Limitada da Cachaça Antonio Benedetti¸ que foi premiada na Expo Cachaça de 2019.

A Família na Adega da Fazenda Benedetti
Com as Adegas e os Pingômetros
A Edição Especial da Cachaça Antonio Benedetti

Seguimos agora para a Adega “Reserva do Nono”, que foi nos apresentada pelo Jorge, e onde cada barril é de uma madeira diferente, como a de Amburana, Jequitibá Rosa, Carvalho Americano, Amendoim, entre outras. Sendo que muitas dessas cachaças já foram premiadas. E tem a experiência do cliente poder degustar e encher sua própria garrafa.

Na Reserva do Nono
Enchendo a Garrafa direto da Fonte!!!

O Jorge também nos levou para conhecer o Café Spazio Benedetti, onde todos os produtos são cultivados e produzidos aqui, como o café, os bolos, doce e pães. Além de ser um ambiente muito aconchegante e acolhedor.

Área externa do Café…
Spazio Benedetti
E a Área Interna

Na Loja Spazio Benedetti, encontramos o Café Fazenda Benedetti¸que já foi premiado no Concurso do Circuito das Águas, também licores, mel, fubá, entre muitos outros produtos que são fabricados tanto por eles quanto por produtores locais para valorizar o que é feito na região. Uma excelente iniciativa!!! E ainda tem a Panetteria Zia Thereza, que é a padaria artesanal da Fazenda.

O Premiado Café da Fazenda Benedetti
Recebendo uma lembrança do Jorge na Loja Spazio Benedetti! Muita Gratidão pela Gentileza!!!

A Fazenda Benedetti possui mais de 100 hectares de terra, com uma ampla área verde, com lagos, nascentes, animais, outra área destinada à plantação de cana, e também ao cultivo de milho, café e feijão. Ainda tem espaço para trilha e outras novidades que estão a caminho e que eu te contarei na próxima vez que voltar a visitá-la.

Explorando os espaços da…
Da Fazenda Benedetti

Lembrando que a Fazenda Benedetti fica na Rodovia SP-360 (Rodovia Amparo/Serra Negra), Km 138, S/N – Almeidas e mais informações estão no site: https://www.fazendabenedetti.com.br/. Vale muito a pena incluir essa visita no seu roteiro!!!

Fazenda Benedetti

Nesse clima de contato com a natureza, vou encerrando esse post. Agradeço de coração sua companhia!!! E lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Até Logo, Amparo!!!

In the Eclectic Tourism of Amparo

Today I want to invite you to know with me the Historical Capital of the “Circuito das Águas Paulista” (Water Circuit of São Paulo), the city of Amparo, which is about 80 miles from the capital of São Paulo.

In addition to the historical richness of its mansions and churches and the therapeutic properties of its waters, Amparo invites us to a very eclectic tourism, ranging from rural tourism and winemaker, through a lookout and horse riding until arriving at the Astronomical Pole, where is the largest telescope open to public observation of the country.

You already realized that we will have a lot to do, right? So, are we going to start our tour?

A Toast to Amparo!!!

First Day Itinerary – Municipal Public Garden / “Bernardino de Campos” Museum / “Quinze de Novembro” Street / “Nossa Senhora do Amparo” Cathedral / “Pádua Salles” Square

Once again I had the opportunity to be accompanied on this trip by my parents and my sister!!! A huge gift from God to be able to travel with the family after a long period of social isolation due to the pandemic!!! Much GRATITUDE for everything!!!!

Thanks God for my Family!!!

We left São Paulo on a Thursday around 10:30 am and arrived in Amparo shortly after noon. We stayed at AFPESP (Association of Employees of the State of São Paulo), but if you are not a member or guest of an associate, don’t worry, the city offers several options of hotels and inns. You will certainly find some accommodation to your liking. And if you are an associated civil servant, take advantage of this Unit.

As we are in a pandemic season, it is worth remembering that they are following all safety protocols to ensure that our stay is smooth and comfortable.

Exploring AFPESP spaces
The Pool area
AFPESP Hall

As we arrived at lunch time and had not yet cleared the room (the rate starts from 1:30 pm), we left our bags at the reception and went to lunch at AFPESP’s restaurant (the food was excellent). As soon as the room was cleared, we left our luggage there and went to see the city center!!!!

Our first stop was at the Municipal Public Garden, which is located at  Carlos de Campos Street, about 8 minutes by car from AFPESP (as this is on a highway, the best way to get to the City Center is to go by car, be it your own, Uber or taxi).

Municipal Public Garden

As soon as we arrived at the Municipal Public Garden, which is a large square, we came across this Beautiful Gateway of Greek columns with statues on the top and metallic ornament, dating from 1894.

Municipal Public Garden Gateway

The Municipal Public Garden or Park “Alonso Ferreira de Camargo was built in two stages (the first which was completed in 1889 and the second in 1895) on the site of the old Public Cemetery in the city, which was moved in 1887 and its space was grounded to transform it into a park, which had the help and engagement of the population to do its landscaping and gardening. More details of its construction are on the website: http://estadodacultura.sp.gov.br/espaco/7664/

The Beautiful Municipal Public Garden

The Municipal Public Garden is really beautiful, in addition to moments of leisure and contact with nature, it will provide you with beautiful photos on the Bridge with the Fountain, in the Bandstand, among other places.

On the Bridge…
Family enjoying the Park…
In Bandstand

More information about the Municipal Public Garden can be found on its facebook page: https://pt-br.facebook.com/JardimPublicoemAmparoSp

Municipal Public Garden

Our next stop was at the Bernardino de Campos Museum, installed in a building built in 1885 that was once a residence, headquarters of the City Hall and other public bodies until it became the museum that has a rich collection of pieces from the 19th and 20th century and is considered one the most complete in the State of São Paulo.

Bernardino de Campos Museum

In the first room of the Bernardino de Campos Museum we learned a little about the history of the city of Amparo, about the patron of the museum “Bernardino de Campos”, who was governor of São Paulo twice and the importance of the Mogiana Railway Company for the development of the region. All of this is part of the “Tempo da Cidade” (“Time of the City”) exhibition module.

Time of the City Exhibition
Learning about Amparo

And we continue the visit to the other rooms, which are also separated by exhibition modules, such as the “Hora de Plantar” (“Time to Plant”) that shows us objects and artifacts from the production and preparation of coffee and about the contribution of immigrants who came to work in the plantation of the bean.

Time to Plant Exhibition
Objects from the production and preparation of coffee

Then we went to “Hora de Comer” (“Time to Eat”), which, in addition to showing us kitchen and table objects and living room furniture, invites us to reflect on the customs and role of women at that time.

Living Room Furniture

We also know the “Hora de Vestir”  (“Time to Dress Up”) which presents us from femalle accessories, such as gloves, shoes, umbrella, through clothing-related utensils, such as washing machine, iron, among others, even an electric hair curler, which I found it very interesting…

Look how interesting this hair electric curler.

The sequence was due to “Hora de Brincar(Play Time), which besides children’s toys shows us the fun of adults, through musical instruments.

Between Toys…

Taking advantage of the hook of fun, another factor that is also very important for our life is communication, whether by words or images, and which is represented in the “Hora de Encontrar” (“Time to Find”), through the means of communication such as television, radio, computers, between others.

The typical living room with Television

In the next room, we have the “Hora de Cuidar” (“Time to Take Care”), which presents us with various medical and dental tools and devices and explains to us what were the main diseases and health challenges faced in the early 1900s.

Time to Take Care

The last room in the circuit of the exhibition modules is “Hora de Pensar(“Time to Think”) , which shows us construction objects, such as tiles and bricks and tells us curiosities about the houses being built on empty cellars to prevent diseases, calling our attention to the importance of housing. In addition to a wing dedicated to the Constitutionalist Revolution of 1932, in which the city of Amparo played a very important role, inviting us to reflect also on the political influence on the individual.

Some Construction Objects
Constitutionalist Revolution of 1932 and…

The Bernardino de Campos Museum is located at 07, Luiz Leite Street and is open from Wednesday to Saturday from 10 am to 4 pm and on Sundays and holidays from 9 am to 3 pm. Admission is free and more information is on the museum’s page on facebook: https://www.facebook.com/museubernardinodecampos/ . It is very worth this visit!!!

Leaving the Museum in the direction of the Cathedral, we pass by the “Nossa Senhora do Rosário” Church, which was built in 1931 and is located in Largo do Rosário. It was closed, but it has a very beautiful external architecture. I believe that this is also the case internally. If you are open when you leave, leave your comments in the comments. It is said that the wealthiest and wealthiest families attended mass from the upper balconies and the poor on the ground floor.

Nossa Senhora do Rosário” Church

We also passed by Quinze de Novembro Street¸ which is full of old mansions, which house bars, restaurants, among other commercial activities. It is a true return to the past, walking through it…

Quinze de Novembro” Street

Speaking of Old Mansions, in “Monsenhor João Batista Lisboa” Square, where the cathedral is located, there are many of them that are a real charm, among them the Public Library, which is open from Monday to Friday from 9am to 7pm.

Beautiful Old Mansion…
Public Library

Now we are going to visit the beautiful “Nossa Senhora do Amparo” Cathedral, whose history has a very intrinsic connection with the foundation of the city.

Nossa Senhora do Amparo” Cathedral

“Nossa Senhora do Amparo” Cathedral started as a chapel dedicated to “Nossa Senhora do Amparo” built in 1824 on land donated by one of the first settlers of Amparo, Mr. João Bueno da Cunha. The current Cathedral was built behind the place where this first chapel was located. And on April 8, 1829, the neighborhood where this chapel was located received the title of “cured chapel”, thus marking the official foundation date of Amparo (which was elevated to the category of city in 1863).

“Nossa Senhora do Amparo” Cathedral is really beautiful and full of details that delight the eyes, such as the all-worked ceiling, marble columns, beautiful stained glass, among other elements.

How beautiful inside the Cathedral…
Details of the ceiling and marble columns

The consecration of the Mother Church as the Cathedral of  “Nossa Senhora do Amparo” occurred in 1878 and the image of “Nossa Senhora do Amparo” came from Portugal, from the city of Porto. May Our Lady of Protection bless us all!!!!

The Image of “Nossa Senhora do Amparo”

Next to the altar of “Nossa Senhora do Amparo” Cathedral, there is the Chapel of Adoration of the Most Holy, which is a real charm and a very blessed place.

Chapel of Adoration of the Most Holy

“Nossa Senhora do Amparo” Cathedral is located at  175,Monsenhor João Batista Lisboa Square”  and is open from Monday to Friday from 8 am to 11 am and from 1 pm to 5 pm and on Saturdays from 8 am to 12 pm and from 6 pm to 8:30 pm and on Sundays from 9 am to 11 am and from 18h to 20h. More details are on the website: http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/05/03/paroquia-c Catedral-nossa-s Senhora-do-amparo-amparo/

Leaving the Cathedral, we went to the Municipal Market which was closed for renovation. Its inauguration took place in 1912 and its architecture is very beautiful, inspired by Arab tradition. Let’s hope that on our next visit it will be ready!!! It is located at Prefeito Alcides Penteado Street, also in the central region of the city.

Municipal Market

Our next stop was at “Pádua Salles” Square, which is a major leisure center where the main events in Amparo take place (such as the city’s anniversary celebrations on April 8). It also houses several monuments such as the Obelisk of the Centenary of Independence of Brazil, the Indian, the Monument to the Expeditionaries, among others.

Pádua Salles” Square is also known as Station Square, due to the Mogiana Railway Station, which was inaugurated in 1875, as part of a branch that connected “Jaguariúna” to “Socorro”, but was deactivated in 1967. Either way, it is worth appreciating its architecture. More information about the square is on facebook: https://pt-br.facebook.com/PracaPaduaSallesLargoDaEstacao

Mogiana Railway Station

The city of Amparo was a major producer of coffee at the time of the construction of the railway and prospered a lot, until the crisis of 1929 came, which was a blow to the local economy, which only managed to improve from the 1940s with the beginning of the activity industrial. And currently it has resumed coffee production and the development of tourism, as it is part of one of the Hydro-mineral Cities of the “Circuito das Águas Paulista” (Water Circuit of São Paulo). To find out more information about the city and also about today’s itinerary, just take a look at the website: https://www.amparo.sp.gov.br/turismo/onde-ir

Second Day Itinerary – Christ the Redeemer / “Terrassos” Winery / “Bianchi” Cutlery / “São Sebastião” Church / “Amparo” Astronomical Pole / “Paraty” Brewery

We started our itinerary today in a very special way, we will visit the Christ Redeemer of Amparo, which is in the Public Park “Chico Mendes” and provides us with a beautiful view of the city.

Christ Redeemer of Amparo
Public Park “Chico Mendes” and…
This Wonderful View

The Statue of Christ the Redeemer measures  39 ft in height and is on a pedestal more than 16ft. The work was inaugurated in 1966, but the park itself, with all the parking and snack bar infrastructure, was only opened later, in 1986, and in September 2020 the entire complex (also known as Christ Hill) was restored. It is worth remembering that there is an Access Ramp to Christ to ensure accessibility to all who wish to visit him.

Access Ramp to Christ
Snack bar
Christ and I

As soon as we arrive at “Morro do Cristo” (or Christ Hill), we are already faced with these beautiful landscapes.

View from Christ Hill

And going up the ramp, to get closer to Christ the Redeemer, we were presented with this enchanting view of the city and with a deep feeling of GRATITUDE and contentment for being with the family and together there, with Jesus Christ with open arms to welcome and bless us!!! I wish that at that moment, when you read these words, you will transport yourself there and imagine yourself in the arms of Jesus, feel His welcome and love. May He hear your heart and cover you with infinite blessings!!!!

Enchanting view of the City
Much Gratitude for having the Family together with Christ

Christ the Redeemer / Public ParkChico Mendes” is located on “Afonso Ribeiro Persicano” Road and more information on facebook: https://pt-br.facebook.com/CristoRedentorAmparoSPBrasil/ . Ah! Just take a look at this video that I posted on our YouTube Channel to contemplate even more this wonderful view: https://youtu.be/MCn0407ugKc

Doesn’t it look like a painting?

From there, we went to “Terrassos” Winery, which emerged from the dream of Fábio Nascimento (its owner), who led us on the visit and showed us that it is really worth believing in our goals and fighting for them, that the achievement is gratifying!!!

Terrassos” Winery
And as soon as we enter we are faced with this beautiful scenery
With our host Fábio Nascimento
The Family at Terrassos Winery

The history of  “Terrassos” Winery started in 2002, when Fábio was working with systems implementation in Thailand and curiosity about wines arose. Studying, he discovered that each place in the world has a specific wine, and he thought about the wine produced in Amparo (his parents’ land)… So, he returned to Brazil, bought the property in 2002 and in 2003 began planting of grapes. After much dedication and learning, in 2012 the winery was emerging with the elaboration of unique wines and in 2015 a cozy restaurant was opened.

And the cozy Restaurant

After these initial explanations, we went to see the wine production, which reaches 20 thousand/l per year, since the climate of the region at altitude in “Serra da Mantiqueira” makes it possible to have two to three vintages per year. On that visit, we could see the destemmer (which separates the stems from the grape), the press (which will extract the juice from the grapes to start the wine process), the tanks (for fermentation), the wine cellar where the oak wine barrels are also located (where the Syrah wine aging process takes place), among other factory spaces.

The Wine Cellar

Now that we’ve learned a little about production, it’s time for the Wine Tasting at “Terrassos” Winery, in which various types of wines are presented, starting with the “Moscatel Branco”, passing through the “Máximo”, made with the Máximo Grape, which is typical of the region and was developed for them and then by Syrah Grape wines with Maximo and also alone. My family approved the tasting and all these wines, among others, are for sale at Winery Shop (I believe it will be difficult to resist and you will end up buying some to take home…).

The Wine Tasting
Didn’t I tell you it was hard to resist?

You can participate only in the tasting, or opt for the Picnic, in which the tasting is included and also 1 bottle of Maximo wine, two pasta dishes or a board of cheeses, breads, antipasto and two waters (in the amount of R$ 150,00 for two) and you are free to drink your wine while exploring the beautiful spaces of “Terrassos” Winery and enjoy this enchanting view. As the area is open, it is quiet to maintain social distance and they are following all security protocols to ensure that the experience is very pleasant.

Of “Terrassos” Winery

With a toast, we said goodbye to the Terrassos” Winery!!! Recalling that it is located on Highway SP 352, Km 137 (there is a sign indicating the entrance to the road and part of the route is made on a dirt road). To make the picnic, advance reservation is necessary, more details and information are on the website: http://terrassos.com.br/ . Cheers!!!

Cheers!!!

Leaving the Winery, we pass by the Public Ecological Park “Dr. Paulino Recch” also known as Orchidarium, because of the large orchid plantation it owns. Due to the pandemic, it was still closed, so we were unable to visit it, but even outside, it was possible to get an idea of ​​how beautiful it is. So I will leave it here as a tip, if it is open when you are in the city, it is worth taking a stop over there. The Park is located on Salermo Street in the Silvestre Neighborhood.

Very close to the Ecological Park, there is Bianchi Cutlery, which is a famous knife and pocket knife factory in the region. It started with artisanal production in the 60s, moving to industrial production in 1983, due to the great demand. There is no visitation to the factory, but there is a showroom and product catalog at the reception so you can choose what you want. Those who love cooking will fall in love because they have a wide variety of products for all occasions, interesting kits for gifts and the prices are very good. The Cutelaria is at 160, Prof. Aristides Gurjão Street and more information can be found at: https://cutelariabianchi.com.br/ . Despite the coincidence of the name, I am not related to them… lol

Kit Grill by Bianchi Cutlery

Continuing our tour, we went to visit the Parish of “São Sebastião” (Saint Sebastian Parish), which has a very beautiful and different architecture, which already caught our attention as soon as we entered in Amparo. The Church has a circular shape, looking like a sports arena and the altar is on the side and not in the center as is common in churches.

Inside Church

Detail of the altar is on the side

The construction of this current Saint Sebastian Parish began in 1969 and ended in the early 1980s, but devotion is much earlier, since the 19th century and the Community of Saint Sebastianstarted with the payment of a promise made by the Christian Claudino Antônio Araújo who asked for the Saint’s intercession to protect the city of Amparo from a Yellow Fever epidemic.

Detail of Saint Sebastian…
At the Altar

Saint Sebastian Parish is located at Dr. Coriolano Burgos, Avenue and more information can be found on the website: http://saosebastiaoamparo.com.br/ . May Saint Sebastian and “Nossa Senhora Aparecida” (who in this symbolic scenario are really taking care of the Earth, supported by angels) may bless everyone and free the world from this pandemic and all dangers!!!

Bless us all!!!

With the renewed energies and blessings received at the Saint SebastianChurch, we move on to the next tour today, which is very worthwhile to include in your itinerary. I am talking about the Astronomical Pole of Amparo, which was opened in 2015, by private initiative, with the objective of promoting astronomy.

Astronomical Pole of Amparo

Who led us on this visit to the Astronomical Pole of Amparo, was Teacher Carlos, an excellent person, with wonderful didactics, who made us travel through this astronomical universe. He was one of the creators of the project to create the Polo and this Telescope (Reflecting Telescope with 650mm aperture), which is the largest open to public visitation in Brazil, and lasted 20 years to be completed.

With Teacher Carlos

Amparo Astronomical Pole was built in a rural area of ​​60.000 square meters to allow a better view, at 3280 ft altitude and without light around, the visibility of the sky and also of the surrounding landscape is privileged. It is possible to make guided ecological trails for groups previously scheduled to learn about the particularities of the local biodiversity.

Wonderful View from Astronomical Pole

In the Planetarium session (located in this rounded dome), Teacher Carlos explained to us about the sky and prepared for the visitation. It was very interesting to learn about the stars, how to identify them in the sky and many curiosities, such as discovering that the Dalva Star, in fact, is not a star but the Planet Venus and its name means that it “comes from the dawn” because it is the first to appear at dawn and also at dusk, among many other details. In addition to being able to see the sky on any date, through an application, for example, on the day of my birth, there was a conjunction between Jupiter and Saturn and on the day of my sister’s birth Pegasus and the Planet Jupiter were appearing… It is very interesting!!!

Planetarium Outside
And Inside…

Then we went to the Observatory, which is where you practice what you learn at the Planetarium. Using the latest equipment and telescopes, it is possible to observe the Moon, including its craters, stars, Saturn’s rings and much more. Our visit was scheduled for the next day (at night), where we would be able to live this experience of observing the sky, but due to the forecast of rain for the night, it was advanced because we would not have another date available during this trip. Anyway, it was an excellent ride and it is already noted in our schedule to return outside the rainy season to make this night observation!

Family at Observatory

The Complex of the Astronomical Pole of Amparo also has the Galileu Space which is a snack bar, with a beautiful panoramic view.

Galileu Space
Detail of its view…

Our visit to the Astronomical Pole of Amparo ends here, with great gratitude to Teacher Carlos for all the receptivity and Dear Rita, who from the first contact was very helpful and kind to us!!! Remembering that the Polo is on the Benevenuto Moretto Highway, Km 29 – Sertãozinho. More information and ticket sales are on the website: https://www.poloastronomicoamparo.com.br/ !!

After this incredible visit to the Astronomical Pole, we ended the tour today at Paraty Brewery, which is located at 1630, Dr. Carlos Burgos Avenue in the Center of Amparo and is one of the points in the city. More information is on Instagram: https://www.instagram.com/chopperiaparaty/?hl=en

Family at Paraty Brewery

Third Day Itinerary – “Atalaia” Farm / “São Benedit”o Church / “Hipocampo” Equestrian Center / “Carra” Family (“Bom Retiro” Farm)

Today’s script also promises to be very lively! Let’s start by visiting “Atalaia” Farm, a century-old farm that is famous for producing “Tulha” cheese, the first Brazilian cheese to be awarded abroad.

Atalaia” Farm…
And its Cheeses

Atalaia” Farm appeared in 1860, at the height of coffee production, but with the crisis of 1929, they had to look for other alternatives, such as the creation of a still, and currently, they are dedicated to the production of cheese and also to historic and rural tourism, through which visitors can have contact with nature and still carry a cultural baggage in their memory. It is an excellent family outing, in addition to learning a lot, we still had the privilege of visiting this photogenic Little Marmoset while we waited to take the guided tour.

Exploring the “Atalaia” Farm…
With My Family…
What a beautiful marmoset!!!

Who guided us on the Historical Guided Tour was Dear Meiri, who explained in detail the entire history of “Atalaia” Farm and how its restoration process has been developed since 2012, and even gave us a lesson on cheeses during the tasting.

With our Guide Meiri

We start the Guided Tour through “Atalaia” Farm at the Restaurant, which serves breakfast and lunch with everything that is produced on the farm itself. The space where it is located is called “Tulha”¸ which is a kind of warehouse, which used to house the coffee. The wide walls of rammed earth and the wooden floor guaranteed the temperature and protected the coffee from humidity.

Warehouse called “Tulha” – Wall detail

The famous “Tulha” Cheese fromAtalaia” Farm is also stored in “Tulha” (hence its name in honor of this space) and stays there for a year to cure. It started to be produced in 1995 by Rosana (one of the owners of the Farm) and in 2016 he received a gold medal at the World Cheese Awards in San Sebastian, Spain.

We continued our visit, getting to know an Old Coffee Making Machine, then we went to visit other spaces at “Atalaia” Farm, such as the Coffee Field (where it was drying), with “Tulha”, Main House in the background and a beautiful view of the “Serra da Mantiqueira” (Mantiqueira Hill), looking like a painting… We also learned how pestle bricks are made with recycled material for restorations. I found a very interesting idea, a true example of sustainability, that could be used on a large scale in buildings!!! Let’s hope!!!

Old machine that served to benefit Coffee
Restored Wall
Coffee Field
Looking like a painting…

We continue exploring “Atalaia” Farm, visiting its Vegetable Garden, its Corrals,Toca da Figueira” (or Fig Tree House), which is the place where the Mogiana Cheese is matured in the basement and which is next to the famous 500-year-old Centennial Fig Tree.

Next to Centennial Fig Tree, there is the “Meliponário” (like an Apiary), where are the native stingless bees, such as the Marmalade and “Jataí” species.

The Apiary

After this tour of “Atalaia” Farm, it was time for one of the most anticipated moments: the Cheese Tasting, which is very diverse. Prepare yourself because it will be difficult to choose which one you prefer to take home….

Cheese Tasting Time…
Maturing Cheeses

Meiri explained to us about the production process of each of the Cheeses to be tasted. We tried the Cream Cheese; the “Neblina” (or Mist) Cheese (which was one of my favorites, it is only produced in the summer and looks like Brie); the Dew and the “Boursin” (which is made with goat’s milk, served in olive oil and each ball is molded by hand). So far, there have been cheeses that need refrigeration.

We now move on to Matured Cheeses, which have a natural skin and a characteristic flavor, such as “Mantiqueira”, which in Guarani language means “Crying Hill” and is widely used in appetizers; the “Campos do Pantaleão” (or Pantaleao Fields), which is quite different, matured with lavender; Provolone, which uses liquid smoke in its smoking process; “Mogiana”, which is aged in Fig Tree House (as I mentioned earlier, remember?), its orange color comes from the annatto and its name is in honor of the Mogiana Railway that was very important for the city.

Are you thinking the tasting is over? Not yet… Continuing with the matured cheeses, we still try the “Taipa” Cheese, which is very light and has a low lactose content; the “Figueira” (or Fig Tree) Cheese, which is completely flaky, also has annatto in its manufacturing process and is named after the Centennial Figueira; the “Terreiro”, which is the “Mantiqueira” Cheese with a one-year maturity; “Trilha”, which is produced with goat’s milk; the famous “Tulha” Cheese (which I mentioned earlier) whose award was more than deserved, because it has a very different flavor, presenting citrus notes of passion fruit resulting from its natural maturation process. We finish the tasting with “Alvorada” (or Dawn) Cheese, which matures for 60 days in a cold chamber and resembles Gorgonzola.

Tell the truth, now it’s hard to choose which cheese to take home, isn’t it? So, if you are in doubt, take a little piece of each, to harmonize with the wines of the region’s wineries 😉. Take the opportunity to get to know the other delicacies of the“Atalaia” Farm Shop, such as milk sweets, cakes, breads, among other products.

Choosing my cheese
To take home…

Atalaia” Farm is located at Rodovia SP 352 – Km 137.5 – Alferes Rodrigues – Amparo. Guided tours with cheese tasting take place on Saturdays and Sundays at 10:30am and 3pm and cost R$ 30.00 per person (and you have the possibility to book the tour with lunch). To find out more information just access the website: https://www.fazendaatalaiaamparo.com.br/

Our next stop on today’s itinerary was at “São Benedito” (or  Saint Benedict) Church¸, which had its origins in the efforts of “José Ortiz de Camargo”, a humble black carter, who collected materials for the construction of a Church in honor of Saint Benedict, but died before the work completed in 1885. Until 1912, this Church belonged to the Parish of “Nossa Senhora do Amparo”, becoming its own Parish in 1965. It was not possible to visit its interior, because the Church was closed, but we managed to visit the Grotto that is in the Garden.

Saint Benedict Church

Saint Benedict Church is located at Largo São Benedito, 117 in the Center of Amparo and you can find more information on the website: http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/05/04/paroquia-sao-benedito -support/ . May Saint Benedict bless all of us!!!

Leaving there, we went to visit the “Hipocampo” Equestrian Center, which is a Equestrian, with an excellent infrastructure for you to appreciate the horses and still enjoy the nature, including taking riding lessons (by prior appointment).

“Hipocampo” Equestrian Center
What a Beautiful Horse!!!

Who led us on the visit to the “Hipocampo” Equestrian Center was Marcelo, an incredible person who is passionate about what he does, the affection he has for animals and the existing reciprocity is contagious! Congratulations, Marcelo!!! Keep it up!!!

Our Guide Marcelo

During the tour of the “Hipocampo” Equestrian Center, we had the opportunity to learn a lot about the universe of horses and how they are such sensitive and generous animals to humans. We had the chance to get very close to them and even feed them with their favorite food, as my sister did with “Devaneio” (or Reverie).

In contact with the lovely Horses…
My sister feeding the horse “Devaneio”

We visited the different spaces of the “Hipocampo” Equestrian Center, we saw one horse more beautiful than the other and we even met this little baby who is very cute and charismatic.

Strolling through the “Hipocampo”
Seeing these beautiful
And completely enchanted by this little baby…
And this whole group of charismatic and photogenic!!!

Hipocampo” Equestrian Center is located at Dr. Virgílio Paiva Junior Street and more information can be found at: http://www.hipocampo.com.br/

And to end today’s tour we went to the “Carra” Family, at “Bom Retiro” Farm, which is a family that is in its 5th generation (coming with the Italian Immigration with Mr. Domenico Carra). The Statues of Lions at the entrance are part of the coat of arms of this Family, which for years has been dedicated to the production of artisanal drinks.

At “Carra” Family
“Carra” Family Coat of Arms

Bom Retiro” Farm has rustic facilities from the early 19th century, which have been preserved and one of them is the Wine House where the “Carra” Family drinks are tasted.

Bom Retiro” Farm…
Wine House Outside…
And Inside

Speaking of Tasting, Rafael was the one who guided us in this task, who told us about all the dedication and affection that the Carra Family has for what it does! What is reflected in the quality of its products. Of course, the official taster of the blog, my sister Ane, was tasked with tasting this flavor. Among the wines tasted were “Bordô Suave”, “Tannat” and “Merlot”!

Our Guide Rafael
The Wines to be tasted…
And The Official Taster of these Blog

And to close the Tasting with a flourish, the “Demi Panachê” was chosen, which is an exclusivity of the Carra Family! Inspired by the French tradition, and after much study and dedication, a perfect union was reached between the refreshing lemon and the aroma and flavor of rosé wine. The color is beautiful and the Blog Official Taster approved (so much that it would take only one bottle and ended up taking the box with six). In addition, the drink is produced through sustainable crops and is sold in 600 ml glass bottles (returnable) to preserve the environment.

Time to taste…

Carra” Family / “Bom Retiro” Farm is located on Rodovia SP 105 (Rodovia Dr. Rubens Pupo Pimentel), Km 9.3 – Serra Negra (despite belonging to Serra Negra, it is very close to the border with Amparo). To find out more information and details about the products, just access: https://familiacarra.com.br/ . It is also difficult to choose what to take from this Store

“Carra” Family Store

Fourth Day Itinerary – “Benedetti” Farm

Our tour of Amparo is coming to an end, and our farewell would have to be in a very special way, so let’s visit “Benedetti” Farm, which is very traditional in the city, marked by its history, preservation of its green area and quality of its products handcrafted.

“Benedetti” Farm Facade
Family at “Benedetti” Farm

Benedetti” Farm came into being in 1929, when Mr. Antonio Benedetti, who had lost all coffee production due to the crisis that year, received a still as a way to pay a debt, and went to make sugar and molasses to support the family. However, he did not allow himself to be slaughtered, reinvented himself and began to produce cane brandy, selling first what was left over from his own consumption to the neighbors, who spread the reputation of “cachaça” (or cane brandy), until reaching the current success, which has been maintained with much effort and dedication by the 4th generation of the Benedetti Family, represented here by Jorge¸ who, with all kindness and attention, was our host for most of the visit!

Our Host Jorge
In the Traditional “Benedetti” Farm
And its products

But before we started the tour with Jorge, Cristiane, who was very friendly and helpful, took us to the Tasting of “Cachaças”, who showed us from the Flavored “Cachaças”, with tropical fruits, honey, anise, among other flavors, including “Flor da Montanha” (or  Mountain Flower), which has already been awarded a gold medal at the World Contest in Brussels in 2014 and at Expo Cachaça in 2018, up to “Cachaça” do Gran Nonno (which we will learn more about the Reserve later), among other drinks.

With Cristiane, Our Guide in this part…
Flavored “Cachaças”
Time to Taste!!! My new official tasters!!

In this Wine Cellar Benedetti” Farm we also had the opportunity to see the 10 thousand liter Barrels of “Cachaça”, the Cellars and the Pingometers, and even a Special and Limited Edition of “Cachaça Antonio Benedetti”¸ that was awarded at the Cachaça Expo in 2019.

Family at Wine Cellar
The Cellars and the Pingometers
The award winning “Cachaça Antonio Benedetti”

We now proceed to the “Reserva do Nono” Wine Cellar, which was presented to us by Jorge, and where each barrel is made of a different wood, such as that of Peanut, “Amburana”, “Jequitibá Rosa”, American Oak, among others. Many of these “cachaças” have already been awarded prizes. And it has the customer’s experience to be able to taste and fill their own bottle.

Filling the Bottle…
American Oak Barrel

Jorge also took us to visit Café Spazio Benedetti, where all products are grown and produced here, such as coffee, cakes, pastries and breads. In addition to being a very warm and welcoming environment.

At “Café Spazio Benedetti”…
… Outdoor area
And Indoor Area

At the Spazio Benedetti Store, we find Benedetti Farm Coffee¸ which has already won prizes in the Water Circuit Competition, also liqueurs, honey, cornmeal, among many other products that are manufactured by both them and local producers to value what is made in the region. An excellent initiative!!! And there is also the Panetteria Zia Thereza, which is the farm’s artisanal bakery.

Benedetti Farm Coffee
With Jorge at the Spazio Benedetti Store

Benedetti” Farm has more than 100 hectares of land, with a wide green area, with lakes, springs, animals, another area destined to the planting of cane, and also for the cultivation of corn, coffee and beans. There is still space for a trail and other news that are on the way and that I will tell you the next time I visit you again.

Exploring the spaces…
Of the “Benedetti” Farm…

Recalling that is located on Rodovia SP-360 (Rodovia Amparo / Serra Negra), Km 138 and more information is on the website: https://www.fazendabenedetti.com.br/ . It is very worthwhile to include this visit in your itinerary!!!

Benedetti” Farm

In this climate of contact with nature, I will close this post. I sincerely thank you for your company!!! And remembering that if you liked the post, share it with your friends so they can have fun too, and follow our social medias to know firsthand what is new: Instagram (@cadaviagemumabagagem) and Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/) and subscribe to our Youtube Channel (“Cada Viagem uma Bagagem”): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

See you Soon, Amparo!!!!

Na Iluminada e Poderosa Nova York – Dia 5

Como tudo que é bom dura pouco, chegamos ao último dia dos roteiros por Nova York, que mencionei no post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york/ . Como essa cidade é tão incrível, a despedida teria que ser em super auto-estilo, então escolhemos contemplar a vista do famoso Empire State Building (aquele mesmo do filme King Kong, lembra?), visitar o “The Vessel“, que é um prédio/obra de arte, entrar num submarino, entre muitas outras emoções!!!! Vamos começar nossa aventura de hoje?

Completamente encantada por essa vista da cidade do Empire State Building

Roteiro do 5° dia:  The New York Public Library / Empire State Building / Macy’s / Vessel / High Line / Intrepid Sea, Air & Space Museum / The View

Já que hoje é nosso último dia de passeios em Nova York (ainda iremos para Washigton antes de voltar para o Brasil, mas esse é assunto para uma postagem futura porque tem muita coisa pra explorar por lá), então temos que aproveitar ao máximo o dia, começando com um café da manhã reforçado no Europa Café, que fica em 1177, 6th Avenue (tem outras unidades espalhadas pela cidade também) e estava muito bom!!!

Café na manhã no Europa Café

Vamos começar nosso tour dando uma passada pela “The New York Public Library – NYPL” ou Biblioteca Pública de Nova York (que foi indicação da Querida Amiga Maria Alice), como os museus,  é um passeio para o dia todo e que já está na nossa lista para a próxima visita à cidade. Foi fundada em 1895 e é uma das principais bibliotecas do mundo, tendo mais duas filiais em Nova York, totalizando um acervo de cerca de 55 milhões de itens. Essa unidade foi declarada como Marco Histórico Nacional em 1965 e é conhecida pelas duas estátuas de leões na sua entrada, chamados  de Paciência e Fortitude (porém eles estavam em restauração quando da nossa visita, mas vou te mostrar a foto que eles deixaram no lugar para você conhecê-lo). Mais informações sobre a Biblioteca estão no site: https://www.nypl.org/

Biblioteca Pública de Nova York
Foto da Estátua de Leão da Biblioteca

O lugar que vamos conhecer agora com certeza precisa estar no seu tour por Nova York, estou falando de um dos edifícios mais famosos e símbolo da cidade o “Empire State Building”, aquele mesmo que aparece no filme do King Kong (onde ele está pendurado e segurando a Mocinha, lembra?)

O famoso “Empire State Building”
Lembra dessa cena do filme King Kong?

O “Empire State Building” é um edifício comercial e foi inaugurado em 1931 e até 1970 foi o edifício mais alto do mundo com 102 andares, 381m de altura até o telhado e 443m considerando a antena. Seu nome significa “O Império” e derivou do apelido de Nova York “Empire State”. Ele foi projetado por William F. Lamb (e sua empresa de arquitetura Shreve, Lamb & Harmon) em estilo Art Déco e demorou apenas um ano e 45 dias para ficar pronto e é considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e foi designado como Marco Histórico Nacional em 1986.

Existem três níveis de observação do “Empire State Building”: 79º, 86º e 102º andares. Vamos começar pelo 79° andar que é coberto e nos proporciona essa vista encantadora!!!

Admirando a vista encantadora do 79º andar do Empire State Building
Uma vista de realmente encher os olhos!!!

Seguimos agora para o 86° andar que é ao ar livre e com grades, e que também apresenta essa vista deslumbrante da cidade!!! Foi um verdadeiro presente de Deus o dia estar tão lindo assim para nos despedirmos da cidade. Dá só uma olhadinha nesse vídeo que postei no nosso Canal do Youtube para sentir como foi: https://youtu.be/UOCfJ0iphW0 .

Vista deslumbrante do 86º andar do Empire State Building
As Irmãs encantadas e muito gratas a Deus por essa vista e esse dia tão lindo!!!

E também tem outro nível de observação no 102°andar que é totalmente fechado por vidros e é cobrado um valor mais alto de ingresso (e não está incluso no CityPass, como não sabíamos usamos o CityPass e não conseguimos subir, mas já está marcado para nossa próxima visita). Se você for antes, nos conte como foi a experiência nessa altura.

Antes de chegar nos decks de observação do “Empire State Building”, já somos preparados para o que há por vir, desde o filme no elevador (que demora apenas 40 segundos para chegar ao topo e mostra como foi a construção do edifício), passando pelos quadros de filmes que tiveram o edifício como cenário e pela sala do King Kong e até algumas das celebridades que já visitaram esse arranha-céu.

Filme passando no elevador
Filmes e Algumas das Celebridades que visitaram o Empire State Building
E o lendário King Kong!!!

O “Empire State Building” fica na Quinta Avenida, entre 33rd e 34th Street West. Os ingressos adultos para o observatório do 86° andar (incluindo o 79°) custam US$ 46 e tem desconto para crianças e idosos (e está incluso no City Pass) e o ticket superior (que inclui a subida até o 102° andar) custa US$ 72 para adultos, com os descontos para as pessoas citadas anteriormente. Para saber mais informações sobre esse prédio maravilhoso é só acessar o site: https://www.esbnyc.com/

O Glamouroso Empire State Building….

Já estamos no último dia de passeio e você deve estar se perguntando sobre as famosas Compras em Nova York… Realmente tem gente que vai pra Nova York com esse pensamento e acaba conseguindo adquirir muitos produtos com valores mais baratos que aqui no Brasil, porém confesso que não foi esse o propósito da nossa viagem, fomos para turistar mesmo. Mas como não somos de ferro, não resistimos e fomos visitar a famosa Loja de Departamentos Macy’s que estava ali pertinho do Empire State (em 151 W 34th Street), mas existem outras unidades espalhadas pela cidade. Embora essa seja uma das maiores e com muitos itens em promoção. Acabamos comprando só algumas coisas, mas valeu a pena conhecer. Para saber mais detalhes da loja e encontrar qual a mais próxima de sua localização é só acessar: https://www.macys.com/

Fachada da Macy’s

Caminhando mais um pouco nessa área, chegamos ao “The Vessel” ou simplesmente Vessel” (que foi mais uma dica da Querida Amiga Jussara) e que é uma obra de arte interativa, na verdade, trata-se de uma estrutura em formato de favo de mel , projetada por Thomas Heatherwick com uma altura de 45m, 16 andares, 2500 degraus distribuídos em 154 lances de escadas e 80 patamares de observação!

No Vessel
Realmente é uma linda obra de arte!!!

O Vessel” foi inaugurado em março de 2019 faz parte do projeto de revitalização da área do Hudson Yards e foi desenvolvido com a ideia de permitir que os visitantes tivessem novas perspectivas da cidade a partir de diferentes ângulos de visão. E realmente é muito interessante prestar atenção para perceber como a vista vai mudando a partir de como nos deslocamos pelo Vessel.

Olha que show olhando de cima para o interior do Vessel!!!
No topo do Vessel com o Empire State ao centro no fundo!!!

Inclusive um ponto de vista bem legal do Vessel” é logo que você entra e vai direto para o “marco zero”, que tem uma luz azul bem diferente para você tirar foto de baixo pra cima.

O “Vessel”  fica em 20, Hudson Yards. A entrada é gratuita, mas é bom reservar pelo site para garantir sua entrada, já que é bem concorrido. As reservas e demais informações estão no site: https://www.hudsonyardsnewyork.com/discover/vessel

Registrando as várias perspectivas do Vessel

Uma notícia bem triste é que desde o dia 11 de janeiro de 2021, o “Vessel”encontra-se fechado temporariamente por conta de três suicídios que aconteceram lá desde sua inauguração e aguarda estratégias de especialistas para descobrir como prevenir futuros incidentes. Vamos torcer que eles encontrem rápido uma forma de solucionar o problema e o Vessel possa reabrir o quanto antes!!!

Na torcida pela reabertura do Vessel

Bem pertinho do Vessel fica outro lugar para visitação que também vem de um projeto de revitalização e reaproveitamento da área. Estou falando do “High Line”, que éum parque sobre trilhos de trens abandonados.

No High Line
Detalhe do Vessel visto do High Line
Quem disse que eu não ando na linha?

O “High Line” é um parque suspenso com jardins, que ocupa uma área de mais de 2 km no West Side de Manhattan e tem uma vista linda para o Rio Hudson. O projeto começou em 2006 e foi uma parceria entre a empresa de arquitetura James Corner Field Operations, o stúdio de designer Diller Scofidio + Renfro e o paisagista Piet Oudolf. Existem vários acessos para o parque, para saber qual o mais próximo de sua localização e outras informações é só acessar: www.thehighline.org

Vista do Rio Hudson
Brincando com o Empire State do High Line

Outro passeio bem legal que quero compartilhar com você é a visita ao “Intrepid Sea, Air & Space Museum” ou Museu Intrépido do Mar, Ar e Espaço, que é um museu que foi montado no Porta-aviões desativado USS Intrepid e conta toda a história militar e marítima norte-americana com exposição de diversos tipos de aeronaves, inclusive de guerras, submarino e até o ônibus espacial Enterprise.

Olha o tamanho do Museu Intrépido do Mar, Ar e Espaço

O “Intrepid Sea, Air & Space Museum”foi inaugurado em 1982, fechou para reforma em 2006 e foi reaberto ao público em 2008. Como tem muita coisa para ver e aprender nesse passeio, achamos melhor já começarmos pelo mais disputado (e que costuma ter fila) que é o Submarino Nuclear aposentado Growler, que foi utilizado na Guerra Fria e passou a pertencer ao museu em 1988, sendo aberto à visitação em 1989. Foi muito especial a experiência de entrar num submarino, pelas fotos é possível perceber como era apertado e como precisava de atenção para se locomover lá dentro!!!!

Submarino Nuclear Growler
Vamos explorar esse submarino?
Percorrendo suas dependências…
Detalhe dos quartos e salas de controle do submarino

Também vale muito a pena visitar a cabine e o interior do Navio Porta-aviões Intrepid  que foi utilizado tanto na Segunda Guerra Mundial quanto na Guerra do Vietnã.

Na Cabine de Controle do Porta-Aviões Intrepid

Na parte externa do “Intrepid Sea, Air & Space Museum” estão em exposição várias aeronaves utilizadas em guerras e operações especiais.

Na Exposição Externa dos Aviões do “Intrepid Sea, Air & Space Museum”

Na parte interna do “Intrepid Sea, Air & Space Museum”¸ além de outros aviões, encontramos vários simuladores e a cápsula “G Force Encounter” que faz simulação de voo com dois visitantes por vez e loop de 360º (demos vários loops e eu saí tontinha e descabelada….rsrs – conta muito se você tiver experiência em vídeo game – para esse simulador, o valor é pago à parte).

Aeronaves na Exposição Interna do Intrepid Sea, Air & Space Museum
E a cápsula “G Force Encounter” que me deixou descabelada…kkk

E para finalizar nossa visita ao “Intrepid Sea, Air & Space Museum”¸ fomos conhecer o “Space Shuttle Pavillion” que é o Pavilhão do Ônibus Espacial¸ onde está a Espaçonave Enteprise da NASA, o primeiro ônibus espacial do mundo, que faz parte do museu desde 2011.

Com a famosa Espaçonave Enterprise
E seu interior…

O “Intrepid Sea, Air & Space Museum”está localizado no Pier 86, W. 46th Street. Os ingressos adultos custam US$ 31 e tem desconto para crianças e idosos e também está incluso no CityPass (que foi o que utilizamos). Para maiores informações é só acessar o site: https://www.intrepidmuseum.org/

E para encerrar essa viagem maravilhosa a Nova York, teria que ser um lugar muito especial, então fomos nos despedir da cidade em alto estilo no “The View Restaurant & Lounge”, o Restaurante Giratório de Manhattan!!! Você que já me acompanha sabe como sou apaixonada por restaurantes giratórios, imagina minha felicidade ao saber que poderia ir em um assim em Nova York!!!

No Restaurante Giratório “The View”

O piso giratório do The View” demora cerca de uma hora para dar uma volta de 360º, nos presenteando com vistas deslumbrantes de Nova York Iluminada!!!

Que lugar mais aconchegante…
E especial para nossa despedida da…
Iluminada e Poderosa Nova York

O Restaurante The View” fica no 48º andar do Hotel “New York Marriott Marquis” em 1535, Broadway, mais informações estão no site: https://www.theviewnyc.com/ . E com um brinde nessa noite iluminada nos despedimos e damos até breve a Nova York!!!

Vista do The View
Um brinde nessa noite iluminada!!!

Vou encerrando aqui essa postagem com esse brinde à Nova York e agradecendo de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou desse post, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Até Breve Nova York!!!

In Illuminated and Powerful New York – Day 5

As everything good is short-lived, we arrived at the last day of the tours in New York, which I mentioned in the post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york/ . As this city is so incredible, the farewell would have to be in super self-style, so we chose to contemplate the view of the famous Empire State Building (the same one from the movie King Kong, do you remember?), visit The Vessel, which is a building/ work of art, enter a submarine, among many other emotions!!!! Shall we start our adventure today?

Completely enchanted by this city view from the Empire State Building

Day 5 Itinerary: The New York Public Library / Empire State Building / Macy’s, Vessel / High Line / Intrepid Sea, Air & Space Museum / The View

Since today is our last day of sightseeing in New York (we will still go to Washigton before returning to Brazil, but this is a subject for a future post because there is a lot to explore there), so we have to make the most of the day, starting with a hearty breakfast at Europa Café, which is located at 1177, 6th Avenue (there are other units around the city too) and it was very good!!!

Breakfast at Europa Café

Let’s start our tour by stopping by The New YorkP Public Library – NYPL (which was an indication of Dear Friend Maria Alice), like museums, it is a tour for the whole day and it is already on our list for the next visit to the city. It was founded in 1895 and is one of the main libraries in the world, with two more branches in New York, totaling a collection of around 55 million items. This unit was declared a National Historic Landmark in 1965 and is known for the two lion statues at its entrance, called Patience and Fortitude (however they were under restoration when we visited, but I will show you the photo they left in place for you know him). More information about the Library is available at: https://www.nypl.org/

The place we are going to know for sure needs to be on your tour of New York, I’m talking about one of the most famous buildings and symbol of the city, the Empire State Building, the same one that appears in the King Kong film (where it hangs and holding the girl, remember?).

The Famous Empire State Building
Remember that scene from the movie King Kong?

Empire State Building is a commercial building and was opened in 1931 and until 1970 it was the tallest building in the world with 102 floors, 1250 ft high up to the roof and 1453 ft considering the antenna. Its name means “The Empire” and it derived from the New York nickname “Empire State”. It was designed by William F. Lamb (and his architectural firm Shreve, Lamb & Harmon) in an Art Deco style and took only a year and 45 days to complete and is considered one of the Seven Wonders of the Modern World and has been designated as a Landmark National History in 1986.

There are three levels of observation of the Empire State Building: 79th, 86th and 102nd floors. Let’s start at the 79th floor which is covered and provides us with this enchanting view!!!

Admiring this enchanting view from the Empire State Buillding!!!
Really a sight to behold

We now proceed to the 86th floor, which is outdoors and with bars, and which also presents this breathtaking view of the city!!! It was a real gift from God that the day was so beautiful to say goodbye to the city. Just take a look at this video that I posted on our YouTube Channel to see how it went: https://youtu.be/UOCfJ0iphW0 .

A Breathtaking View of the city from the 86th floor of the Empire State Building
Thank you so much God for such a beautiful day

And there is also another level of observation on the 102nd floor that is completely closed by glass and a higher ticket is charged (and it is not included in CityPass, as we did not know we used CityPass and we were unable to go up, but it is already scheduled for our next visit). If you go before, tell us how the experience was at that time.

Before arriving at the observation decks of the Empire State Building, we are already prepared for what is to come, from the film in the elevator (which takes only 40 seconds to reach the top and shows how the construction of the building was), passing for the pictures of films that had the building as a backdrop and for the King Kong room and even some of the celebrities who have already visited this skyscraper.

The film in the elevator
Celebrities and Movies at Empire State Building
The King Kong Room

Empire State Building is located on Fifth Avenue, between 33rd and 34th Street West. Adult tickets for the 86th floor observatory (including the 79th one) cost US$ 46 and have a discount for children and the elderly (and are included in the City Pass) and the top ticket (which includes the climb to the 102nd floor) costs US$ 72 for adults, with discounts for the people mentioned above. To find out more information about this wonderful building just visit the website: https://www.esbnyc.com/

The glamorous Empire State Building

We are already on the last day of the tour and you must be wondering about the famous Shopping in New York… There are really people who go to New York with this thought and end up managing to acquire many products with cheaper values ​​than here in Brazil, however I confess that that was not the purpose of our trip, we went to tour really. But as we are not made of iron, we couldn’t resist and we went to visit the famous Macy’s Department Store that was there close to the Empire State (at 151 W, 34th Street), but there are other units spread around the city. Although this is one of the largest and with many items on sale. We ended up buying just a few things, but it was worth knowing. To find out more about the store and find the one closest to your location, just go to: https://www.macys.com/

Macy’s Department Store

Walking a little further in this area, we arrive at The Vessel or simply Vessel (which was another tip from the Dear Friend Jussara) and which is an interactive work of art, in fact, it is a structure in the shape of a honeycomb, designed by Thomas Heatherwick with a height of 147 ft, 16 floors, 2500 steps spread over 154 flights of stairs and 80 levels of observation!

The Vessel
Really a beautiful work of art!!!

The Vessel opened in March 2019 is part of the Hudson Yards area revitalization project and was developed with the idea of ​​allowing visitors to have new perspectives on the city from different angles of view. And it really is very interesting to pay attention to see how the view is changing from how we move around Vessel.

Exploring the angles of the Vessel…
Look at that incredible view from the top to the inside of the Vessel

Even a very cool view of Vessel is as soon as you enter and go straight to “ground zero”, which has a very different blue light for you to take a photo from the bottom up.

The Vessel is at 20, Hudson Yards. Admission is free, but it is good to book through the website to guarantee your entry, as it is well attended. Reservations and other information are on the website: https://www.hudsonyardsnewyork.com/discover/vessel

Recording the various perspectives of the Vessel

A very sad news is that since January 11, 2021, the Vessel has been temporarily closed due to three suicides that have happened there since its inauguration and awaits strategies by specialists to find out how to prevent future incidents. Let’s hope they find a way to solve the problem quickly and Vessel can reopen as soon as possible!!!

Cheering for the reopening of the Vessel

Very close to Vessel is another place to visit that also comes from a project to revitalize and reuse the area. I’m talking about the High Line, which is a park on abandoned train tracks.

At High Line
Detail of The Vwssel seen from the High Line
Who said I don’t walk the line?

High Line is a suspended park with gardens, which occupies an area of ​​more than 1 mile on the West Side of Manhattan and has a beautiful view of the Hudson River. The project started in 2006 and was a partnership between architecture firm James Corner Field Operations, designer studio Diller Scofidio + Renfro and landscape designer Piet Oudolf. There are several accesses to the park, to find out which one is closest to your location and other information, just access: www.thehighline.org

Hudson River seen from the High Line
Empire State on my finger

Another very cool tour that I want to share with you is the visit to the Intrepid Sea, Air & Space Museum, which is a museum that was assembled on the disabled aircraft carrier USS Intrepid and tells the whole story. American military and maritime history with exposure of various types of aircraft, including warships, submarines and even the Enterprise space shuttle.

At the Great Intrepid Sea, Air & Space Museum

Intrepid Sea, Air & Space Museum was opened in 1982, closed for renovation in 2006 and reopened to the public in 2008. As there is a lot to see and learn on this tour, we think it is better to start with the most disputed (and that usually queue) which is the Retired Nuclear Submarine Growler, which was used in the Cold War and became part of the museum in 1988, being open to visitors in 1989. It was very special to experience entering a submarine, from the photos it is possible to see what it was like tight and how I needed attention to get around there!!!

Retired Nuclear Submarine Growler
Let’s explore the submarine?
Walking inside and…
Seeing the Details in the Bedrooms and Control Rooms

It is also worth visiting the cabin and inside of the Intrepid Aircraft Carrier that was used in both World War II and the Vietnam War.

In the cockpit of the Intrepid Aircraft Carrier

On the outside of the Intrepid Sea, Air & Space Museum, several aircraft used in wars and special operations are on display.

Aircrafts on display outside the Intrepid Sea, Air & Space Museum

Inside the Intrepid Sea, Air & Space Museum¸ in addition to other planes, we find several simulators and the “G Force Encounter” capsule that does flight simulation with two visitors at a time and 360º loop (we gave several loops and  I left dizzy and disheveled…lol – it counts a lot if you have video game experience – for this simulator, the amount is paid separately).

Aircrafts at the Intrepid Sea, Air & Space Museum Internal Exhibition
And the “G Force Encounter” capsule that left me disheveled… lol

And to end our visit to the Intrepid Sea, Air & Space Museum¸ we went to visit the Space Shuttle Pavillion, where NASA’s Enteprise Spacecraft is, the world’s first space shuttle, which makes part of the museum since 2011.

NASA’s Enteprise Spacecraft
Details inside of Enterprise

Intrepid Sea, Air & Space Museum is located at Pier 86, W. 46th Street. Adult tickets cost US$ 31 and have a discount for children and the elderly and are also included in CityPass (which is what we used). For more information just access the website: https://www.intrepidmuseum.org/

And to end this wonderful trip to New York, it would have to be a very special place, so we went to say goodbye to the city in style at “The View Restaurant & Lounge“, Manhattan’s Rotating Restaurant!!! You who already accompany me know how I am in love with revolving restaurants, imagine my happiness to know that I could go to one like this in New York!!!

At The View Restaurant & Lounge

The revolving floor of The View takes about an hour to take a 360º turn, presenting us with breathtaking views of New York Illuminated!!!

What a cozy place…
And special for our farewell to…
Illuminated and Powerful New York

The View Restaurant is located on the 48th floor of the “New York Marriott Marquis” Hotel in 1535, Broadway, more information can be found on the website: https://www.theviewnyc.com/ . And with a toast that bright night we said goodbye and see you soon in New York!!!

View from The View Restaurant
A toast that bright night!!!

I will end this post here with this toast to New York, thanking you wholeheartedly for your company!!! Remembering that if you liked this post, share it with your friends so they can have fun too, and follow our social medias to know firsthand the news: Instagram (@cadaviagemumabagagem) and Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ) and subscribe to our Youtube channel (“Cada Viagem um Bagagem”): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

See you soon New York!!!

Na Iluminada e Poderosa Nova York – Dia 4

Vamos continuar nossos passeios por Nova York, separando por dia, do jeitinho  que falei no post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york/, lembra? Então, quero que me acompanhe nesse roteiro do quarto dia que mais parece um set de filmagem, unindo cenários incríveis como o Central Park, Magnólia Bakery, Museu de História Natural, entre outros. Além da deslumbrante vista noturna do “Top of the Rock”!!! Preparados? Luzes, Câmera, AÇÃO!!!!

No interior do Bethesda Terrace no Central Park

Roteiro do 4° dia:  Columbus Circle / Central Park / Museu de História Natural / MET (Metropolitan Museum of Art) / Catedral de St. Patrick / Grand Central Terminal / Rockefeller Center / T.G.I. Friday’s / Magnolia Bakery

Hoje também o dia vai ser longo, então para adiantar já tomamos o café da manhã no hotel mesmo, no restaurante “The Polinesyan” (https://thepolynesiantiki.com/), inspirado na cultura polinésia e pegamos nosso ônibus turístico Big Bus New York, para fazer o percurso “Explore Uptown”,  que explora a parte de cima da Ilha de Manhattan, onde fica o Central Park e os museus que visitaremos nesse dia.

Café da Manhã no “The Polynesian
No Big Bus

Mas antes de entrarmos no Central Park, demos uma passadinha na “Columbus Circle, que é uma rotatória que fica bem próxima ao parque e de onde todas as distâncias oficiais da cidade são medidas. Ela recebeu esse nome devido ao monumento que abriga em homenagem ao grande navegador europeu Cristóvão Colombo.

Na rotatória “Columbus Circle”
Que tem essa linda Praça…

A Rotatória “Columbus Circle,  foi desenhada por William Phelps Eno e o Monumento de Cristóvão Colombo foi obra do artista italiano Gaetano Russo, instalado na rotatória em 1892 em comemoração ao 400 anos da chegada de Colombo à América e tem cerca de 23m de altura, com a estátua do navegador no topo medindo 4,3m de altura e uma coluna que o sustenta na qual estão representadas suas três caravelas: Santa Maria, Pinta e Nina e na base da coluna está a estátua de um anjo tocando no globo terrestre, simbolizando as descobertas de Colombo.

Outro detalhe bem interessante, é que atrás do Monumento de Cristóvão Colombo,  na “Columbus Circle,  fica a famosa Trump Tower, um arranha-céu super luxuoso do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

Agora sim, vamos conhecer um dos principais pontos turísticos de Nova York, que recebe cerca de 42 milhões de visitantes por ano e já foi cenário de inúmeros filmes e séries de TV e que é praticamente impossível não estar na lista de roteiros dos turistas que visitam a cidade. Estou falando do apaixonante Central Park!!!

No Apaixonante Central Park

Proporcional a sua fama, é também o seu tamanho, o  “Central Park tem uma área de cerca de 3,41 km² e é um verdadeiro oásis verde (com mais de 25 mil árvores) na imensidão dos grandes edifícios da metrópole. Ele foi inaugurado em 1857 e projetado pelo arquiteto inglês Calvert Vaux em parceria com outro arquiteto e paisagista Frederick Law Olmsted, o mesmo que projetou o Parc Mont-Royal que já visitamos em Montreal, lembra? Se ainda não viu ou quiser relembrar esse lindo parque é só acessar o link: https://cadaviagemumabagagem.com/um-final-de-semana-em-montreal/

Um verdadeiro oásis verde de Nova York

Só para você ter uma ideia da imensidão do Central Park,imagine cerca de 340 hectares de área verde, que ficam entre as ruas 59 e a 110,delimitado a oeste pela 8ª Avenida e a leste pela 5ª Avenida, sendo que as ruas que o margeiam (pra facilitar a localização) são conhecidas como Central Park North, Central Park South e Central Park West, mantendo o nome apenas da 5ª Avenida! E para ajudar no seu deslocamento lá dentro minha dica é que você pegue um mapa logo que entrar no parque (são várias entradas) e também já escolha os lugares que quer visitar com antecedência (principalmente se estiver com pouco tempo), porque para explorar o parque com calma, você precisa reservar mais de um dia de passeio. Para saber mais detalhes do parque e do que visitar lá é só acessar: https://www.centralparknyc.org/

Vamos caminhar pelo Central Park?

Como meu tempo também estava contado, separei alguns lugares que visitei no Central Park e vou te mostrar agora. Começamos nosso tour pelo “Central Park Zoo”, o Zoológico do Central Park, que foi inaugurado em 1934 e ocupa uma área de cerca de 26 mil m². Embora haja controvérsias quanto aos zoos em si, acredito que não é o ideal, já que os animais deveriam viver livremente em seu habitat natural, porém, na sociedade em que vivemos, ainda é preciso muita educação ambiental e respeito aos animais e os zoológicos, como esse do Central Park, desenvolvem um papel muito importante na conscientização e preservação das espécies.

O “Central Park Zoo” está divido em zonas, começamos nossa visita pela “Tropic Zone”ou Zona Tropical, que tem várias aves e outras espécies da Floresta Tropical, como essa Arara da foto acima e esse lindo Pombo Azul, chamado de Victoria Crowned Pigeon (Pombo Coroado Victoria)  e os fofuchos “Banded Mongoose” (Mangusto Tigrado), entre outros.

As Irmãs com o lindo Pombo Azul

E os fofuchos Mangustos Tigrados

Outra zona bem legal do “Central Park Zoo” é o “Temperate Territory” ou Território Temperado, onde encontramos esse lindo Red Panda”ou Panda Vermelho que não queria posar para a foto de jeito nenhum, também lindo desse jeito, só posaria com um cachê altíssimo, mas conseguimos essas fotinhos pra você conhecê-lo. Outro ilustre morador desse território é o “Snow Leopard” ou  Leopardo das Neves, que se camufla muito bem no meio das árvores, entre outros hóspedes.

Enquanto o lindinho Panda Vermelho ignorou nossa câmera…
O fotogênico Leopardo das Neves nos presenteou com esse close

Visitamos também a zona “Grizzly Bears”dos Ursos Pardos, um estava tirando um sonequinha, mas o outro estava bem disposto, aproveitando um bom banho.

Na área dos Ursos Pardos

Outra zona bem agitada é a Polar Circle – Penguins & Sea Birds” ou Círculo Polar onde estão os Pinguins e Pássaros Marinhos. Não tem como não se apaixonar por esses Pinguins tão fofinhos!!!

Com esses pinguins tão fofinhos

E bem no meio do “Central Park Zoo” está o “Central Garden” ou  Jardim Central onde os “Sea Lions” ou Leões-Marinhos dão um show tomando banho de sol, nadando ou fazendo várias acrobacias, inclusive interagindo com a plateia com esse olhar tão carente… Quem resiste?

Todo o parque parando para ver esses lindos leões-marinhos

E para encerrar nossa visita ao “Central Park Zoo”fomos na área “Tisch Children’s Zoo” ou Zoológico Infantil Tisch, que é uma mini fazenda, onde é possível chegar bem perto dos animais e inclusive alimentá-los (com ração própria vendida dentro do Zoo). Foi lindo conhecer o “Patagonia Cavy” ou Preá da Patagonia, ficar perto dos Patos, do Bode, alimentar a Lhama, o Mini Boi ea Ovelinha, enfim, uma experiência muito especial!!!

Alimentando a turminha

Os ingressos adultos custam US$ 13,95, mas tem desconto para crianças e idosos. Mais detalhes sobre o Central Park Zoo” e compra de ingressos antecipados estão no site: https://centralparkzoo.com/

Continuando nosso passeio pelo Central Park”, fomos conhecer uma das esculturas mais famosas do parque: “Alice in Wonderland” ou Alice no País das Maravilhas que é feita de bronze, mede quase 3,5 m de altura e retrata Alice sentada num cogumelo gigante acompanhada de seus amigos e do Chapeleiro Maluco. A escultura é obra do artista José de Creeft e foi feita em 1959 sob encomenda de George Delacorte que queria homenagear sua falecida esposa Margaret Delacorte que era fã dessa história e a lia para os filhos.

Com a Escultura da Alice no País das Maravilhas

Outra escultura bem legal é o “Balto” uma estátua de Cachorro em homenagem ao Husky Siberiano e a todos os cães de trenó e seus condutores que atravessaram uma nevasca e ajudaram a levar medicamentos para curar um surto de difteria em Nome (no Alasca) em 1925.

Perto dessas esculturas fica o “Conservatory Water” que é um lago artificial onde as pessoas costumam brincar com barquinhos de controle remoto. Nesse dia até que estava tranquilo, mas tem horas que fica um congestionamento de barcos ali. E no inverno, esse lago transforma-se em uma pista de patinação no gelo.

No “Conservatory Water”

Tanto passeio já está te deixando com fome, não é mesmo? Nós também, então paramos para fazer um lanche no Restaurante “The Loeb Boathouse”, que tem vista para o lago e fica ao lado do lugar onde você pode alugar barcos a remo e gôndolas para aproveitar o famoso Lago do Central Park.

Comendo um lanchinho veggie no Restaurante “The Loeb Boathouse
“The Loeb Boathouse” e…
O lindo Lago do Central Park

Outro lugar que também é famoso no Central Park é o “Bethesda Terrace” que foi cenário do filme “Os Vingadores” de 2012 e de onde se tem uma vista privilegiada do lago. Além disso, na parte que fica embaixo do terraço está o Bethesda Terrace Arcade, formado por arcos criados em 1860, com 49 painéis e cerca de 16.000 azulejos que formam um lindo mosaico no teto, sendo considerado o único teto do mundo com telhas Minton (Minton Tile) e que passou por um longo processo de restauração, concluído em 2007. É realmente um encanto!!!

No famoso Bethesda Terrace
Detalhes do teto do Bethesda Terrace Arcade

Em frente ao Bethesda Terrace fica a “Bethesda Fountain”, uma das Fontes símbolo do Central Park, que foi criada em 1868 para celebrar a inauguração do Aqueduto que trouxe água potável para a cidade (em 1842) e abriga a escultura “Angel of the Waters” ou Anjo das Águas, projetado por  Emma Stebbins.  A Fonte mede quase 8m de altura (26 pés) por 29m de largura (96 pés), sendo que o Anjo das Águas tem mais de 2m de altura, é feito de bronze e tem quatro querubins logo abaixo representando a paz, saúde, temperança e pureza. Além disso, o Anjo tem uma das mãos estendidas num gesto de abençoar as águas!

A Fonte do Bethesda Terrace

E pra finalizar nosso passeio pelo Central Parkfomos conhecer o  “Strawberry Fields”: um memorial inaugurado em 1985 e projetado pelo arquiteto e paisagista Bruce Kelly em homenagem ao Beatle John Lennon, que ocupa uma área de cerca de 10 mil m², é rodeado por árvores e no centro tem um Mosaico Italiano com a palavra “Imagine”, título de uma das músicas do cantor. E esse lugar foi escolhido porque do outro lado da rua fica o “Dakota”, prédio onde Lennon foi assassinado.

Mosaico “Imagine” em homenagem a John Lennon

Saindo do Central Park fomos visitar outro lugar que também foi cenário de filmes e é muito visitado em Nova York, só com essas duas dicas fica difícil de adivinhar, não é? Realmente, a sensação que se tem na cidade é que você está num set de filmagens porque pra onde você olha, reconhece uma cena de filme, o que é incrível!!! Mas vamos voltar pra realidade, que eu quero te mostrar agora o “American Museum of Natural History” (AMNH) ou Museu Americano de História Natural, que foi cenário do filme: “Uma Noite no Museu”, com certeza você vai lembrar desse enorme Dinossauro (um T-Rex de aproximadamente 15m de altura) que fica no Hall de Entrada.

Uma das Entradas do Museu de História Natural
Lembra desse Dinossauro do filme “Uma Noite no Museu”?

O Museu Americano de História Natural foi fundado em 1869 e é o maior museu de história natural do mundo, incluindo uma enorme coleção de fósseis e animais empalhados em seus 45 espaços expositivos espalhados pelos cinco andares. Também é uma visitação que dura um dia inteiro (e até mais) se você quiser explorá-lo em detalhes. Então, se você tiver com pouco tempo, sugiro que escolha as exposições que quer visitar e vá diretamente nelas, foi o que fizemos e que vou te mostrar agora.

A Entrada Principal do Museu de História Natural

Começamos nossa visita no Museu Americano de História Natural pelo 4º piso, onde fica uma das seções mais procuradas: “The Dinousaur Wing” ou Ala dos Dinossauros, também chamada de Salas dos Fósseis, onde estão milhares de fósseis desses grandes animais que habitaram nosso planeta há muito tempo. O tamanho deles realmente impressiona e estar ali pertinho é muito especial.

Na Ala dos Dinossauros
Olha só o tamanho…

Depois visitamos o e o 2º piso, que abrigam, entre outras salas, o “Akeley Hall of African Mammals” ou Salão Akeley dos Mamíferos Africanos, onde eles reproduzem o habitat dos animais que vivem no continente africano, entre eles estão os grandes elefantes, leões, entre outros. Confesso que é bastante impactante ver esses animais assim (por isso não vou postar muitas fotos), só não foi mais forte pra mim porque já tinha visto a primeira vez no Canadá, então é melhor você já ir se preparando psicologicamente para essa visita. Nesses andares também encontramos exposições sobre indígenas e povos das Américas, seus costumes, crenças, entre outros aspectos de suas vidas.

Salão Akeley dos Mamíferos Africanos
Detalhe de um dos Elefantes que fica bem no centro do Salão Akeley
Conhecendo um pouco mais sobre os Indígenas e Povos das Américas

No 1º Piso (que na verdade é o térreo), visitamos “Arthur Ross Hall of Meteorites” ou Salão Arthur Ross de Meteoritos, onde estão amostras de rochas e meteoritos e mais salas dedicadas à Terra e ao Espaço. E o “Milstein Hall of Ocean Life” ou Salão da Família Milsten da Vida Oceânica, onde encontramos uma grande baleia azul pendurada no teto e outros animais marinhos, como tartarugas e tubarões. Além da “Bernard Family Hall Of North American Mammals” ou Salão dos Mamíferos Norte-Americanos, onde estão os ursos polares e outros animais que vivem nessas regiões.

No Salão Arthur Ross de Meteoritos
E no Salão dos Mamíferos Norte-Americanos

E no piso inferior fica a Praça de Alimentação, mas nem chegamos a conhecer. O Museu Americano de História Natural fica em 200 Central Park West, os ingressos vão de US$ 23 a US$ 33 (dependendo das exposições especiais inclusas) e tem desconto para crianças, idosos e estudantes. E você também pode usar o CityPass (que foi nosso caso). Mais informações sobre o museu estão no site: https://www.amnh.org/

Atravessamos o Central Park novamente e fomos para o outro lado, visitar o famoso “The METMetropolitan Museum of Art” ou Museu Metropolitano de Arte, que fica no nº 1000 da Quinta Avenida (5th Ave) e tem um acervo de mais de dois milhões de obras, desde a arte das civilizações antigas, como dos egípcios, gregos e romanos, passando pela arte oriental, por pinturas europeias dos séculos XII ao XX, até chegar na arte moderna americana e sempre está no pódio entre os três museus mais visitados do mundo.

Fachada do Metropolitan Museum

O “Metropolitan Museum of Art” o foi aberto ao público em 1872, mas já havia sido fundado dois anos antes. Aqui vale a mesma dica que falei para o Museu de História Natural, como é muito grande, leva dias para conhecê-lo por completo, então se tiver com pouco tempo, vale a pena separar as exposições que quer visitar e ir direto nelas.

No Hall de Entrada do “The MET”

Apesar de o “Metropolitan Museum of Art” ter cinco pavimentos, a maioria do acervo se concentra no 1º, 2º e 3º pisos. Começamos pelo 1º Piso (que é o Térreo) e onde fica a encantadora “Egyptian Art” ou Arte Egípcia, com direito a múmias, templos egípcios, esfinge e muito mais obras do Egito Antigo. Eu que sou fã da civilização egípcia fiquei maravilhada!!!!

A Civilização Egípcia é realmente fascinante…
Olha só os detalhes desse Templo Egípcio…

Já no 2º Piso do MET, fomos totalmente envolvidas pela ala das Pinturas Europeias, com as obras de:

*** Van Gogh (como seu Auto-Retrato e o “Campo  de Trigo com Ciprestes”)

Com o “Auto-Retrato” de Van Gogh…
E a Ane com o “Campo de Trigo Com Ciprestes”

*** Claude Monet (como a “Ponte sobre uma lagoa de nenúfares” e “Lírios”)

Com os “Lírios” de Monet
E a “Ponte sobre uma lagoa de Nenúfares”

*** Renoir (como “As Filhas de Catulle Mendès, Huguette (1871–1964), Claudine (1876–1937) e Helyonne (1879–1955)”), entre muitas outras obras e artistas!!!

Essa Linda obra de Renoir: “As Filhas de Catulle Mendès…”

Os ingressos para o “The MET” custam US$ 25 para adultos e tem desconto para idosos e estudantes e algumas gratuidades. E você também pode usar o CityPass (que foi nosso caso). Mais informações sobre o museu estão no site: https://www.metmuseum.org/

Ao sair do The MET, pegamos um ônibus de linha (e não o Big Bus) e fomos mais pra frente na Quinta Avenida (entre as ruas 50th e 51st), conhecer a “Saint Patrick’s Cathedral”ou Catedral de St. Patrick (São Patrício), que desde 1976 foi designada como Marco Histórico Nacional e chama a atenção no meio de tantos edifícios.

Catedral de St. Patrick (São Patrício)
Sua linda fachada…
E seu majestoso interior!!!

 A Catedral de St. Patrick foi projetada em estilo neogótico pelo arquiteto James Renwick Jr e demorou 20 anos para ser construída (entre 1858 e 1878) e foi aberta em 1879, mas valeu a pena a demora, porque ela é muito imponente, suas duas torres chegam a 100m de altura!!! Seus vitrais são muito bonitos e seu órgão chama a atenção. Para saber mais informações sobre a catedral e também sobre St. Patrick é só acessar o site: https://www.saintpatrickscathedral.org/ . Que São Patrício abençoe a todos nós!!!

E todo esse trabalho em Mármore…

Saindo da Catedral, fomos conhecer o “Grand Central Terminal”, que também é conhecido pelo seu nome anterior “Grand Central Station”, e como o próprio nome diz é um grande terminal ferroviário e metroviário, que foi inaugurado em 1913 e é considerada a maior estação de trem do mundo com 44 plataformas divididas nos seus dois níveis.

Fachada do Grand Central Terminal à noite…
Durante o dia
E no seu interior

Além de toda sua funcionalidade na mobilidade dos passageiros, o “Grand Central Terminal” tem muitas lojas, restaurantes e eventos culturais e sua belíssima arquitetura é um convite à visitação. O estilo utilizado pelos seus criadores Reed & Stem foi o Beaux-Arts, com a participação futura de outro escritório de arquitetura Warren & Wetmore. No teto do hall principal encontra-se A Pintura das 12 Constelações do Zodíaco feita com folhas de ouro e que foi pintada ao contrário para ser vista através da perspectiva divina.

Olha só que lindo esse teto!!!!
Detalhe das Constelações do Zodíaco no teto do Grand Central Terminal

Outro ponto também muito famoso do “Grand Central Terminal” é o “Information Booth Clock”, ou Relógio da Cabine de Informações¸ que é o grande ponto de encontro da estação. Além de ser muito bonito, está avaliado em US$ 20 milhões e é considerado a jóia da coroa do Terminal. Vale a pena parar para observá-lo mesmo!!! Outro relógio que também merece ser observado é o “Tiffany Clock”, que encontra-se do lado de fora, na fachada da estação e ao seu redor estão três deuses gregos: Mercúrio, Hércules e Minerva, compondo a estátua “Transporte” e representando, respectivamente, as qualidade da ferrovia:  velocidade, força e intelecto.

Tiffany Clock

O “Grand Central Terminalfica no cruzamento da Park Avenue com a 42nd Street (mais precisamente 89 E. 42nd St) e mais informações são encontradas no site: https://www.grandcentralterminal.com/

Quero te mostrar agora outro ícone da cidade, o Rockefeller Center que é um complexo de 19 edifícios comerciais, que abrangem uma área de 89.000 m² entre a 48th e 51st Street e dentro do prédio principal fica o deck de observação “Top of the Rock”, os studios da NBC entre outros.

O Imponente Rockefeller Center

Antes mesmo de entrarmos no prédio do Rockefeller Center (na parte que fica na Quinta Avenida, em frente à Catedral de St. Patrick) somos recepcionados pela Estátua “Atlas”, que foi inaugurada em 1937, é feita de bronze, foi projetada em estilo Art Déco por Lee Lawrie e Rene Paul Chambellan e representa o titã de mesmo nome segurando a abóbada celeste. E no outro acesso ao prédio, na Praça Principal de todo o complexo fica uma grande pista de patinação e é o local onde é montada a árvore de Natal. Para saber mais detalhes sobre tudo o que acontece no Rockeller Center é só acessar:  https://www.rockefellercenter.com/

Com a Estátua “Atlas”
Detalhe da Pista de Patinação no Gelo

Mas o que realmente estávamos procurando no Rockefeller Center era o seu deck de observaçãoTop of the Rock”¸que ocupa do 67º ao 70º andares (sendo que esse último é ao ar livre no terraço) e nos proporciona essa vista deslumbrante de Nova York Iluminada!!! Sem contar que o elevador Sky Shuttle demora menos de um minuto para chegar ao topo a 260m de altura.

Completamente encantada por essa vista…
Da Iluminada e…
Poderosa Nova York

O “Top of the Rock” nos permite ter as quatro vistas da cidade e são todas lindas, mas as que mais me encantaram foram a South View (Vista Sul), com destaque para o Empire State Building  e a East View (Vista Leste), com o lindo Edifício Chrysler. Mas se você for durante o dia, com certeza vai amar a North View (Vista Norte), que destaca o Central Park e a West View (Vista Oeste) da qual se vê o Rio Hudson e se for na hora do pôr do sol ficará mais charmosa ainda. Dá só uma olhada nesse vídeo que postei no nosso Canal no Youtube pra sentir como a vista é de tirar o fôlego mesmo: https://youtu.be/1XsCT4KAahY

Vista Sul com destaque para o Empire State Building no centro
Mais um pouco da Vista Sul

Os ingressos adultos para o “Top of the Rock” custam US$ 38 (admissão geral) e US$ 75 (com acesso VIP) e tem desconto para crianças e idosos. E você também pode usar o CityPass (que foi nosso caso). Mais informações sobre o mirante estão no site: https://www.rockefellercenter.com/attractions/top-of-the-rock-observation-deck

No Top of The Rock!!!

Depois desse dia tão cheio de passeios, chegou a hora de repor as energias, então fomos no “T.G.I. Fridays” (cujas siglas significam a famosa expressão “Thanks God Is Friday – “Graças a Deus é Sexta-Feira”). Essa rede de restaurante americana surgiu em 1965 em Nova York mesmo, com a ideia de Alan Stillman de criar um bar onde os solteiros pudessem se conhecer, tornando-se assim o precursor do “bar dos solteiros” que conhecemos hoje em dia, depois foi mudando de dono e voltando-se mais para famílias do que paquera e virando uma franquia que atualmente conta com mais de 870 restaurantes em 60 países.

Fachada do T.G.I. Fridays e…
Seu interior…

O “T.G.I. Fridays”fica em 604, 5th Ave – bem pertinho do Rockfeller Center.  A comida e os drinks que pedimos estavam ótimos!!! Para saber mais detalhes da rede e encontrar a unidade mais próxima de sua localização é só acessar: https://www.tgifridays.com/

Não pedimos a sobremesa no T.G.I. Fridays, porque deixamos para pegar um docinho na tradicional e queridinha dos turistas “Magnolia Bakery” (https://www.magnoliabakery.com/), a rede de confeitarias que foi inaugurada em 1996 e ficou famosa desde que apareceu no seriado “Sex and the City”. São várias unidades espalhadas pela cidade, a que visitamos fica em 1240 Avenue of the Americas / 49th Street (perto do Rockefeller Center e Radio City) e para ter uma experiência tipicamente local, compramos Cupcake de Red Velvet (sugestão da nossa Querida Amiga Jussara e que estava delicioso) e pedimos para viagem (os novaiorquinos costumam comer em parques ou na rua mesmo)! Reserve um tempinho e dê uma passadinha por lá também!!!

Fachada da Magnolia Bakery
Saindo com muitas delícias da Magnolia Bakery!!!

Agradeço sua companhia e conto com você para me acompanhar na próxima postagem, que será nosso último dia na cidade!!! E se você gostou desse post, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A . Lembrando que para ver o Roteiro Completo do Dia 5, é só acessar o link: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york-dia-5/, onde vamos nos despedir de Nova York em alto estilo, visitando um de seus prédios mais famosos: o Empire State Building!!!

Olha a vista deslumbrante do Empire State Building que te espera no próximo post 😉

In Illuminated and Powerful New York – Day 4

We will continue our tours in New York, separating by day, the way I said in the post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york/ , remember? So, I want you to accompany me on this itinerary of the fourth day that looks more like a film set, joining incredible scenarios such as Central Park, Magnolia Bakery, American Museum of Natural History, among others. In addition to the stunning night view from the “Top of the Rock”!!! Are you ready? Lights, Camera, ACTION!!!!

At Bethesda Terrace in Central Park

Day 4 Itinerary: Columbus Circle / Central Park / American Museum of Natural History / MET (Metropolitan Museum of Art) / St. Patrick’s Cathedral / Grand Central Terminal / Rockefeller Center / T.G.I. Friday’s / Magnolia Bakery

Today is also going to be a long day, so to start with we already had breakfast at the hotel, in the restaurant “The Polinesyan” (https://thepolynesiantiki.com/ ), inspired by the Polynesian culture and we took our Big Bus New York, to do the Explore Uptown Route, which explores the upper part of Manhattan Island, where Central Park is located and the museums that we will visit that day.

Breakfast at The Polynesian
At Big Bus

But before entering Central Park, we stopped at Columbus Circle, which is a roundabout that is very close to the park and where all official distances from the city are measured. It was named after the monument it houses in honor of the great European navigator Christopher Columbus.

Columbus Circle was designed by William Phelps Eno and the Christopher Columbus Monument was the work of the Italian artist Gaetano Russo, installed at the roundabout in 1892 in commemoration of the 400th anniversary of Columbus’ arrival in America and is about 76 feet high, with the statue of the navigator at the top measuring 14 feet in height and a column that supports it on which its three caravels are represented: Santa Maria, Pinta and Nina and at the base of the column is the statue of an angel touching the terrestrial globe, symbolizing Columbus’ discoveries.

Another very interesting detail is that behind the Christopher Columbus Monument, on the “Columbus Circle“, is the famous Trump Tower, a super luxurious skyscraper by former United States President Donald Trump.

Now, let’s get to know one of the main tourist spots in New York, which receives around 42 million visitors a year and has been the scene of countless films and TV series and that it is practically impossible not to be on the list of tourist routes that visit the city. I’m talking about the exciting Central Park!!!

In the Fascinating Central Park

Proportional to its fame, it is also its size, the Central Park has an area of ​​about 3.41 km² and is a true green oasis (with more than 25 thousand trees) in the immensity of the big buildings of the metropolis. It was opened in 1857 and designed by the English architect Calvert Vaux in partnership with another architect and landscape architect Frederick Law Olmsted, the same one who designed the Parc Mont-Royal that we already visited in Montreal, remember? If you haven’t seen or want to remember this beautiful park just access the link: https://cadaviagemumabagagem.com/um-final-de-semana-em-montreal

A true Green Oasis in New York

Just to give you an idea of ​​the immensity of Central Park, imagine about 340 hectares of green area, which are between 59th and 110th Streets, bounded on the west by 8th Avenue and on the east by 5th Avenue, with the streets that border it (for easy location) are known as Central Park North, Central Park South and Central Park West, keeping the name of 5th Avenue! And to help you get around there, my tip is that you get a map as soon as you enter the park (there are several entrances) and also choose the places you want to visit in advance (especially if you have little time), because to explore the park calmly, you need to book more than a day of sightseeing. To know more details about the park and what to visit there, just access: https://www.centralparknyc.org/

Shall we walk in Central Park?

As my time was also counted, I separated some places that I visited in Central Park and I will show you now. We started our tour at the Central Park Zoo, which opened in 1934 and occupies an area of ​​about 26 thousand m². Although there are controversies about the zoos themselves, I believe that it is not ideal, since animals should live freely in their natural habitat, however, in the society in which we live, there is still a lot of environmental education and respect for animals and zoos, like the one in Central Park, they play a very important role in raising awareness and preserving species.

Central Park Zoo is divided into zones, we start our visit by the Tropic Zone, which has several birds and other species of the Tropical Forest, like this Macaw in the photo above and this beautiful Blue Pigeon, called Victoria Crowned Pigeon and the fluffy Banded Mongoose, among others.

With the Victoria Crowned Pigeon
And the fluffy Banded Mongoose

Another very cool area of ​​the Central Park Zoo is the Temperate Territory, where we find this beautiful Red Panda who did not want to pose for the photo at all, also beautiful that way, he would a very high fee, but we got these little pictures for you to meet him. Another illustrious resident of this territory is the Snow Leopard, which camouflages itself very well between the trees, among other guests.

The beautiful Red Panda
And the Snow Leopard camouflaging itself among the trees

We also visited the Grizzly Bears area, one was taking a nap, but the other was in a good mood, enjoying a good shower.

Grizzly Bears Area

Another very busy area is the Polar Circle – Penguins & Sea Birds where the Penguins and Sea Birds are. There is no way not to fall in love with these cute Penguins!!!

These cute Penguins

And right in the middle of the Central Park Zoo is the Central Garden where the Sea Lions give a show sunbathing, swimming or doing various acrobatics, including interacting with the audience with this look so needy… Who can resist?

Who can resist these looks?

And to end our visit to the Central Park Zoo we went to the Tisch Children’s Zoo, which is a little farm, where you can get very close to the animals and even feed them (with their own food sold inside the Zoo’s farm). It was beautiful to know the Patagonia Cavy, to be close to the Ducks, the Goat, to feed the Llama, the Little Ox and the Little Sheep, in short, a very special experience!!!

Feeding the Gang…

Adult tickets cost US$ 13.95, but are discounted for children and the elderly. More details about the Central Park Zoo and advance ticket purchase are on the website: https://centralparkzoo.com/

Continuing our tour through Central Park, we went to see one of the most famous sculptures in the park: “Alice in Wonderland” which is made of bronze, measures almost 11ft in height and depicts Alice sitting on a mushroom giant accompanied by his friends and the Mad Hatter. The sculpture is the work of the artist José de Creeft and was made in 1959 at the request of George Delacorte who wanted to honor his late wife Margaret Delacorte who was a fan of this story and read it to her children.

Alice in Wonderland

Another really cool sculpture is the “Balto” a Dog statue in honor of the Siberian Husky and all the sled dogs and their drivers who went through a blizzard and helped to bring medicines to cure an outbreak of diphtheria in Nome (Alaska) in 1925.

Next to these sculptures is the Conservatory Water, which is an artificial lake where people usually play with remote control boats. That day it was quiet, but there are hours when there is a congestion of boats there. And in winter, this lake turns into an ice skating rink.

At Conservatory Water

So much walking is already making you hungry, isn’t it? So did we, so we stopped for a snack at the restaurant “The Loeb Boathouse”, which overlooks the lake and is next to the place where you can rent paddle boats and gondolas to enjoy the famous Central Park Lake.

Eating a vegetarian snack at The Loeb Boathouse
The Loeb Boathouse and…
The famous Lake

Another place that is also famous in Central Park is the Bethesda Terrace that was the setting for the 2012 film “The Avengers” and from where you have a privileged view of the lake. In addition, on the part below the terrace is the Bethesda Terrace Arcade, formed by arches created in 1860, with 49 panels and about 16.000 tiles that form a beautiful mosaic on the ceiling, being considered the only roof in the world with Minton tiles and which has undergone a long restoration process, completed in 2007. It really is a charm!!!

At Bethesda Terrace
Details of Bethesda Terrace Arcade

In front of the Bethesda Terrace is the Bethesda Fountain, one of the symbolic Fountains of Central Park, which was created in 1868 to celebrate the inauguration of the Aqueduct that brought drinking water to the city (in 1842) and houses the sculpture Angel of the Waters, designed by Emma Stebbins. The Fountain measures almost 26 feet in height  by 96 feet in width, with the Angel of the Waters being more than 6ft tall, made of bronze and with four cherubs below, representing peace, health, temperance and purity. In addition, the Angel has one hand extended in a gesture of blessing the waters!

At Bethesda Fountain

And to end our tour of Central Park we went to “Strawberry Fields”: a memorial opened in 1985 and designed by architect and landscape architect Bruce Kelly in honor of Beatle John Lennon, which occupies an area of ​​around 107639.1 ft², is surrounded by in the center there is an Italian Mosaic with the word “Imagine”, the title of one of the singer’s songs. And that place was chosen because across the street is “Dakota”, the building where Lennon was murdered.

Imagine Mosaic in honor of John Lennon

Leaving Central Park we went to visit another place that was also a movie scene and is very visited in New York, just with these two tips it is difficult to guess, isn’t it? Really, the feeling you have in the city is that you are on a film set because wherever you look, you recognize a movie scene, which is amazing!!! But let’s go back to reality, that I want to show you now the American Museum of Natural History (AMNH), which was the setting for the film: “Night at the Museum”, for sure you will remember this huge Dinosaur (a T-Rex approximately  49 ft high) that is in the Entrance Hall.

One of the entrances to the American Museum of Natural History
Do you remember this Dinosaur from the movie “Night at the Museum”?

The American Museum of Natural History was founded in 1869 and is the largest museum of natural history in the world, including a huge collection of fossils and stuffed animals in its 45 exhibition spaces spread across the five floors. It is also a visitation that lasts a whole day (and even more) if you want to explore it in detail. So, if you have little time, I suggest you choose the exhibitions you want to visit and go directly to them, that’s what we did and that I’m going to show you now.

The Main Entrance to the American Museum of Natural History

We started our visit at the American Museum of Natural History on the 4th floor, where one of the most sought after sections is: The Dinousaur Wing, also called Fossil Rooms, where there are thousands of fossils of these great animals that inhabited our planet long time. Their size really impresses and being there is very special.

At The Dinousaur Wing
Look at the size…

Then we visit the 3rd and 2nd floors, which house, among other rooms, the Akeley Hall of African Mammals, where they reproduce the habitat of animals that live on the African continent, among them are the big elephants , lions, among others. I confess that it is quite impressive to see these animals like that (so I will not post many photos), it just wasn’t stronger for me because I had already seen it the first time in Canada, so you better get ready psychologically for this visit. On these floors we also find exhibitions about indigenous people and peoples of the Americas, their customs, beliefs, among other aspects of their lives.

Akeley Hall of African Mammals
Detail of one of the Elephants from the Akeley Hall
Learning a little more about the indigenous and peoples of America

On the 1st Floor (which is actually the ground floor), we visit Arthur Ross Hall of Meteorites, where there are samples of rocks and meteorites and more rooms dedicated to Earth and Space. And the Milstein Hall of Ocean Life, where we find a large blue whale hanging from the ceiling and other marine animals, such as turtles and sharks. In addition to the Bernard Family Hall Of North American Mammals, where are polar bears and other animals that live in these regions.

At Arthur Ross Hall of Meteorites
Bernard Family Hall Of North American Mammals

And on the lower floor is the Food Court, but we haven’t even gotten to know it. The American Museum of Natural History is located at 200 Central Park West, tickets range from US$ 23 to US$ 33 (depending on the special exhibits included) and are discounted for children, seniors and students. And you can also use CityPass (which was our case). More information about the museum is on the website: https://www.amnh.org/

We crossed Central Park again and went to the other side, to visit the famous The MET – Metropolitan Museum of Art, which is at 1000, 5th Ave and has a collection of more than two millions of works, from the art of ancient civilizations, such as the Egyptians, Greeks and Romans, through oriental art, European paintings from the 12th to the 20th centuries, until reaching modern American art and is always on the podium among the three most visited museums of the world.

Facade of “The MET”

The Metropolitan Museum of Art was opened to the public in 1872, but it had already been founded two years before. Here is the same tip that I told the Natural History Museum, as it is very large, it takes days to get to know it completely, so if you have little time, it is worth separating the exhibitions you want to visit and go straight to them.

The MET Hall

Although  The Metropolitan Museum of Art has five floors, most of the collection is concentrated on the st, 2nd and 3rd floors. We start at the 1st Floor (which is the Ground Floor) and where is the charming Egyptian Art, with the right to mummies, Egyptian temples, sphinx and much more works from Ancient Egypt. I am a fan of Egyptian civilization I was amazed!!!!

The Mummies
And the Egyptian Temple

On the 2nd floor of The MET, we were totally involved by the wing of European Paintings, with the works of:

*** Van Gogh (like his Self-Portrait and the “Wheat Field with Cypresses”)

With Van Gogh “Self-Portrait”…
And “Wheat Field with Cypresses”

*** Claude Monet (like the “Bridge over a Pond of Water Lilies ”and “Lilies”)

“Bridge over a Pond of Water Lilies”
And “Lilies”

*** Renoir (as “The Daughters of Catulle Mendès, Huguette (1871–1964), Claudine (1876–1937) and Helyonne (1879–1955) ”), among many other works and artists!!!

This beautiful art of Renoir: “The Daughters of Catulle Mendès…”

Tickets for The MET cost US$ 25 for adults and have discounts for seniors and students and some gratuities. And you can also use CityPass (which was our case). More information about the museum is on the website: https://www.metmuseum.org/

Leaving The MET, we took a bus (not the Big Bus) and went further on Fifth Avenue (between 50th and 51st Streets), to visit the Saint Patrick’s Cathedral, which since 1976 has been designated as a National Historic Landmark and draws attention in the midst of so many buildings.

Saint Patrick’s Cathedral
Majestic Outside….
And inside too….

St. Patrick’s Cathedral was designed in neo-Gothic style by the architect James Renwick Jr and it took 20 years to build (between 1858 and 1878) and it was opened in 1879, but it was worth the delay, because it is very imposing, its two towers reach 328 ft in height!!! Its stained glass windows are very beautiful and its organ draws attention. To find out more about the cathedral and also about St. Patrick just visit the website: https://www.saintpatrickscathedral.org/ . May St. Patrick bless us all!!!

Imposing Organ

Leaving the Cathedral, we went to see the Grand Central Terminal, which is also known by its previous name Grand Central Station, and as its name says it is a large railway and subway terminal, which was opened in 1913 and is considered the largest train station in the world with 44 platforms divided into its two levels.

Grand Central Terminal during the day
At night
And inside…

In addition to all its functionality for passenger mobility, the Grand Central Terminal has many shops, restaurants and cultural events and its beautiful architecture is an invitation to visit. The style used by its creators Reed & Stem was Beaux-Arts, with the future participation of another architecture firm Warren & Wetmore. On the ceiling of the main hall there is The Painting of the 12 Constellations of the Zodiac made with gold leaves and which was painted in reverse to be seen through the divine perspective.

Look how beautiful this ceiling is!!!
Detail of the Zodiac Constellations on the ceiling of Grand Central Terminal

Another very famous point of the Grand Central Terminal is the Information Booth Clock, which is the station’s great meeting point. In addition to being very beautiful, it is valued at US$ 20 million and is considered the jewel in the Terminal’s crown. It is worth stopping to observe!!! Another clock that also deserves to be observed is the Tiffany Clock, which is found outside, on the facade of the station and around it three Greek gods: Mercury, Hercules and Minerva, composing the statue “Transport” and representing, respectively , the quality of the railroad: speed, strength and intelligence.

Information Booth Clock
Tiffany Clock

The Grand Central Terminal is at the intersection of Park Avenue and 42nd Street (more precisely 89 E. 42nd St) and more information is found on the website: https://www.grandcentralterminal.com/

Now I want to show you another icon of the city, the Rockefeller Center, which is a complex of 19 commercial buildings, covering an area of 957988.0 ft² between 48th and 51st Street and inside the main building is the observation deck “Top of the Rock”, NBC studios, among others.

Before we even enter the building of the Rockefeller Center (in the part that is on Fifth Avenue, in front of St. Patrick’s Cathedral) we are welcomed by the “Atlas” Statue, which was inaugurated in 1937, it is made of bronze, it was designed in style Art Deco by Lee Lawrie and Rene Paul Chambellan and represents the titan of the same name holding the dome. And in the other access to the building, in the main square of the entire complex, there is a large ice skating rink and is the place where the Christmas tree is set up. To find out more details about everything that happens at the Rockeller Center, just go to: https://www.rockefellercenter.com/

Atlas Statue
Ice Skating Ring

But what we were really looking for at the Rockefeller Center was its “Top of the Rock” observation deck which occupies the 67th to the 70th floors (the latter being outdoors on the terrace) and provides us with this breathtaking view of New York Illuminated!!! Not to mention that the Sky Shuttle elevator takes less than a minute to reach the top at in 850 feet height.

Completely enchanted by this view…
Of the Illuminated…
And Powerfull New York

Top of the Rock allows us to have the four views of the city and they are all beautiful, but the ones that most enchanted me were the South View, with emphasis on the Empire State Building and the East View, with the beautiful Chrysler Building. But if you go during the day, you will surely love North View, which highlights Central Park and West from which you can see the Hudson River and if it is time for sunset you will be even more charming. Just take a look at this video that I posted on our YouTube Channel to feel like the view is really breathtaking: https://youtu.be/1XsCT4KAahY

South View with emphasis on the Empire State Building
South View

Adult tickets for Top of the Rock cost US$ 38 (general admission) and US$ 75 (with VIP access) and are discounted for children and the elderly. And you can also use CityPass (which was our case). More information about the lookout is on the website: https://www.rockefellercenter.com/attractions/top-of-the-rock-observation-deck

On the Top of the Rock

After such a busy day, it was time to replenish our energies, so we went to T.G.I. Fridays (whose abbreviations mean the famous expression “Thanks God Is Friday”). This American restaurant chain appeared in 1965 in New York, with Alan Stillman’s idea of ​​creating a bar where singles could meet, thus becoming the precursor to the “singles bar” we know today, then it was changing ownership and turning more to families than flirting and becoming a franchise that currently has more than 870 restaurants in 60 countries.

T.G.i. Friday Outside and…
Inside…

T.G.I. Fridays is located at 604, 5th Ave – very close to the Rockfeller Center. The food and drinks we ordered were great!!! To find out more about the network and find the unit closest to your location, just go to: https://www.tgifridays.com/

We did not order dessert at T.G.I. Fridays, because we left to grab a sweet at the traditional and tourist darling Magnolia Bakery (https://www.magnoliabakery.com/ ), the chain of confectioneries that opened in 1996 and has been famous since it appeared on the series “Sex and the City”. There are several units spread around the city, the one we visited is at 1240, Avenue of the Americas/49th Street (near Rockefeller Center and Radio City) and to have a typical local experience, we bought Red Velvet Cupcake (suggestion from our Dear Friend Jussara and it was delicious) and we ordered it to go (New Yorkers usually eat in parks or even on the street)! Take some time and stop by too!!!

Magnolia Bakery Facade
Going out with lots of goodies from Magnolia Bakery

Our post about the fourth day of sightseeing in New York will end here!!! I thank you for your company and I count on you to accompany me in the next post, which will be our last day in the city!!! And if you liked this post, share it with your friends so they can have fun too, and follow our social medias to know firsthand what is new: Instagram (@cadaviagemumabagagem) and Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ) and subscribe to our Youtube Channel (“Cada Viagem uma Bagagem”): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A . Remembering that to see the Complete Day 5 Itinenary just access the link: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york-dia-5/, where we will say goodbye to New York in high style, visiting one of its most famous buildings: the Empire State Building!!!

Look at the breathtaking view of the Empire State Building that awaits you in the next post 😉

Na Iluminada e Poderosa Nova York – Dia 3

Continuando nosso tour diário por Nova York, conforme mencionei no post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york esse  terceiro dia foi muito especial e emocionante, porque tivemos o privilégio de conhecer de perto da Estátua da Liberdade, esse ícone de Nova Iorque e ainda apreciar a vista da cidade do prédio mais alto dos Estados Unidos, o One World Trade Center, entre muitas outras aventuras. Vamos começar?

Vista encantadora de Nova York do One World Observatory

Roteiro do 3° dia: Applebee’s / Big Bus / Estátua da Liberdade / Ellis Island / One World Trade Center Station / Memorial e Museu Nacional 11 de Setembro / One World Observatory / Balada PHD

Como o dia de hoje promete muito passeio e diversão, vamos começar com um belo Café da Manhã no Applebee’s, um restaurante super aconchegante e com uma comida deliciosa. Fomos na unidade que fica em 234, West 42nd Street, mas existem outras na cidade e também espalhadas pelo mundo, inclusive no Brasil. Então se quiser conhecer antes de ir viajar, já pode aproveitar a oportunidade.

Café da manhã no Applebee’s

A rede Applebee’s foi criada em 1980 em Atlanta na Geórgia depois foi se expandindo por todo o mundo e chegou ao Brasil em 2004, com uma unidade em Moema em São Paulo, e posteriormente em outros estados também. Mais informações estão no site: www.restaurants.applebees.com/en-us/new-york/ e agora que já estamos alimentadas, vamos começar nossa maratona.

As Irmãs na Applebee’s

Com certeza uma das melhores formas de conhecer a cidade (principalmente se você estiver com pouco tempo) é utilizando os ônibus turísticos. Além do áudio-guia contar um pouco sobre cada ponto turístico, a comodidade de poder desembarcar e embarcar novamente pra continuar o percurso ajuda bastante, inclusive para se localizar na cidade e poder explorá-la por conta própria depois. Nosso Ônibus Hop-On, Hop-Off dessa vez foi o Big Bus New York, que tem dois roteiro clássicos a Rota Vermelha (Red Route), que explora a região mais central (downtown) e a Rota Azul (Blue Route), que explora a região mais acima (uptown), onde fica o Central Park.

Nosso grande companheiro em New York – O Big Bus

Você também tem a opção de escolher por quantos dias quer utilizar Big Bus New York, nós compramos o de dois dias, para poder aproveitar mais e descer em vários pontos para explorar. E como cortesia ganhamos um dia extra (o que nos ajudou bastante) e junto com esse tour, compramos também o noturno que já mencionei como foi no roteiro do 2° dia. Então é só prestar atenção nos horários que o ônibus vai passar naquele ponto e aproveitar bastante o passeio. E caso não queira descer o tour completo dentro do ônibus dura cerca de 90 minutos. Para saber mais detalhes é só acessar o site: www.bigbustours.com/en/new-york/new-york-bus-tours/

Conhecendo a cidade no Big Bus

E uma das paradas do Big Bus é a da “Estátua da Liberdade”, que na verdade é no Castle Clinton, onde fica o ponto de acesso para o Ferry Boat (ou Balsa) que nos levará até a Estátua. Assim como fizemos em Toronto, aqui nós compramos pela internet o “CityPass New York”, que é um combo com ingressos para seis atrações em Nova York, entre elas o Ferry Boat de Acesso à Estátua da Liberdade e a Ellis Island (que também visitamos e vou te contar como foi mais pra frente na postagem). Para saber mais informações sobre o CityPass New York e também valores atuais (na época, pagamos US$ 132 por pessoa) é só acessar o site: https://pt.citypass.com/new-york . Vale lembrar que antes de pegar a balsa todos os passageiros precisam passar por uma checagem de segurança com raio-X e detector de metais, bem parecida com a dos aeroportos (isso passou a ser recorrente em vários pontos turísticos da cidade depois dos atentados de 11 de setembro).

A Ane no Castle Clinton
Na Balsa rumo à Estátua da Liberdade!!
Chegando na Ilha da Liberdade

Realmente não tem como falar de Nova York e não lembrar dela, a Poderosíssima e Absoluta “The Statue of Liberty” (ou A Estátua da Liberdade, um dos principais cartões-postais e ícones da cidade, que fica na Liberty Island (ou Ilha da Liberdade) e tem como nome oficial “A Liberdade Iluminando o Mundo”.

A Poderosa e Absoluta Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade  foi inaugurada (ou “dedicada” como eles preferem dizer) em 28 de outubro de 1886 e foi um presente da França aos Estados Unidos, como forma de agradecimento pela ajuda em uma batalha contra a Inglaterra. A Estátua é feita de cobre e foi projetada em estilo neoclássico pelo escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi e sua estrutura metálica interna que dá toda a sustentação foi construída pelo também francês Gustave Eiffel (o mesmo idealizador da Torre Eiffel de Paris – se você ainda não viu ou quer rever o post sobre a França é só acessar o link para saber mais sobre a Torre e os outros pontos turísticos de lá: https://cadaviagemumabagagem.com/os-encantos-da-franca/ ).

O Poder da Liberdade
As Irmãs e a Estátua
Maquete da Estrutura interna

A altura total do Monumento chega a 92,9 m, sendo que 46,9 são da base e 46 m são da Estátua da Liberdade em si. Muitas pessoas acabam se decepcionando um pouco por conta dessa altura, imaginando que fosse mais alta em comparação aos grandes edifícios da cidade, porém nada que desabone seu encanto, principalmente em se tratando de ser a representação da deusa romana da liberdade “Libertas”, carregando uma tocha e uma tábua onde está inscrita a data da Declaração de Independência dos Estados Unidos (4 de Julho de 1776) e aos seus pés está uma corrente quebrada. E mais uma curiosidade: a Estátua foi construída em cobre e possuía uma coloração dourada, mas por reações químicas ao passar do tempo adquiriu a cor atual.

Imitando a Liberdade
Literalmente com a Liberdade na palma da mão

Na Liberty Island,além de contemplar a Estátua da Liberdade, você pode apreciar a linda Vista de Manhattan do Mirante e visitar o Museu da Estátua que nos conta os detalhes da construção do monumento e tem um acervo de peças interessantíssimas, como uma réplica da tocha em tamanho natural entre outras. Também é possível subir até a Coroa, mas não dá pra comprar lá na hora, tem que reservar com bastante antecedência no site da Statue Cruises (www.statuecruises.com), eu não sabia e acabei não conseguindo subir, mas já está na minha lista para a próxima viagem a Nova York, se você for, nos conte como foi nos comentários.

Vista de Manhattan do Mirante da Estátua

Vale lembrar que a Estátua da Liberdade foi designada como Patrimônio Mundial da Unesco em 1984 e mais informações estão disponíveis no site: www.nps.gov/stli/index.htm

Saindo dali, pegamos o Ferry Boat e fomos visitar a Ellis Island (ou Ilha Ellis), que fica próximo e faz par do Monumento Nacional da Estátua da Liberdade. Essa Ilha era a principal entrada de imigrantes nos Estados Unidos no século XIX e início do século XX e em 1990 se transformou em museu.

Ellis Island vista da balsa
Chegando na Ellis Island

Na Ellis Island acontecia a triagem, tanto médica quanto de documentação, para verificar se os imigrantes poderiam permanecer no território americano ou não. Esse grande salão era chamado de Sala de Registros, e era o local onde acontecia a primeira inspeção e os registros e chegou a receber mais de 5 mil pessoas por dia.

Sala de Registros vista do Mezzanino

O acervo histórico da Ellis Island  está distribuído pelos três andares do museu, onde é possível ver os instrumentos médicos da época, os dormitórios, objetos pessoais, utensílios de cozinha, além de muitas fotos e outros objetos. E para saber mais informações é só acessar o site: https://www.nps.gov/elis/index.htm

Os dormitórios dos imigrantes que chegavam a Ellis Island
Seus objetos pessoais e…
Seus sonhos na bagagem….

Depois de visitar a Ellis Island, pegamos o Ferry Boat e voltamos para Manhattan, onde fomos conhecer a  One World Trade Center Station  (ou  Estação “One World Trade Center”) que foi reinaugurada em 2016 e apesar de ter como nome oficial “World Trade Center Transportation Hub” ficou conhecida como Estação The Oculus. Ela possui um design bem futurista e foi projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava (o mesmo idealizador do Museu do Amanhã do Rio de Janeiro).

Estação “The Oculus” do One World Trade Center

Se exteriormente, a One World Trade Center Station / The Oculus já impressiona, internamente não é diferente, ela é enorme, liga trens, metrô e o sistema PATH, além de abrigar até um shopping center, isso mesmo: o Westfield World Trade Center, que é um dos maiores da cidade. Para saber mais detalhes é só acessar o site: https://www.westfield.com/westfieldworldtradecenter

Já que estamos falando de Estação de Trem, não poderia deixar de citar o Metrô de Nova York, que é famoso por funcionar 24 horas por dia todos os dias e ser um dos mais extensos e antigos do mundo. Foi inaugurado em 1904 e atualmente conta com um total 24 linhas, distribuídas em 468 estações. Na ilha de Manhattan se destacam as linhas 1,2 e 3 – Vermelha;  4, 5 e 6 – Verde e A, C e E – Azul. Uma dica pra te ajudar a se locomover utilizando esse meio de transporte é pegar um mapa no hotel ou nas estações ou então nos aplicativos de celular para já saber exatamente qual a linha certa pra chegar ao seu destino. Nesse link tem o mapa da rede metropolitana de toda a cidade, (incluindo Manhattan, Brooklyn, The Bronx e Quens) pra você ter uma ideia de como é: https://new.mta.info/map/5256

Metrô de Nova York

Ao lado da Estação “One World Trade Center”, fica The National September 11 Memorial & Museum”,  que é o complexo formado pelo “Memorial Nacional 11 de Setembro”  e pelo “Museu”.  O Memorial 11 de Setembro foi inaugurado em 11 de setembro de 2011 como uma forma de homenagear as vítimas do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001 que destruiu as Torres Gêmeas. O projeto do Memorial é do arquiteto Michael Arad e do paisagista Peter Walker e consiste em duas piscinas quadradas com cascatas (onde eram as torres), cercada por árvores em uma grande praça. A simbologia desse projeto é bem tocante, pois as cascatas seriam as vidas perdidas caindo no vazio deixado pela sua ausência e nas bordas das piscinas estão gravados os nomes das 2.977 vítimas do atentado de 11 de setembro e de mais seis vítimas do atentado com um carro-bomba ao World Trade Center em 26 de fevereiro de 1993.

Memorial 11 de Setembro

Realmente parte o coração relembrar essa tragédia e saber que ela ainda está muito presente na memória e na vida dos novaiorquinos, é uma ferida que não cicatrizou e fez com que fossem intensificados os protocolos de segurança nos principais pontos turísticos da cidade, com raios-X e detector de metais no acesso a eles. Mas em meio à dor, também surge a esperança e um exemplo disso é a Survivor Tree”, ou Árvore Sobrevivente, uma pereira “Callery” que foi muito danificada quando do ataque terrorista, ficando apenas um galho vivo, mas foi removida dos escombros e levada para reabilitação, voltando ao local atual em 2010, simbolizando assim a resiliência, o renascimento e a superação!!! A visita ao Memorial 11 de Setembro (onde estão a Árvore Sobrevivente e as Piscinas que citei anteriormente) é gratuita e mais informações estão no site: https://www.911memorial.org/

A Esperança da Árvore Sobrevivente

Também em homenagem às vítimas do atentado de 11 de setembro de 2001 foi criado o Museu Nacional 11 de Setembro, que foi inaugurado em 2014 com um acervo de mais de 10 mil peças incluindo colunas de aço retorcidas, carro de bombeiro destruído pela queda da segunda torre, entre muitos outros objetos.

Museu 11 de Setembro

O Museu 11 de Setembro foi projetado pela Empresa de Arquitetura Davis Brody Bond e ocupa uma área de 10 mil m² a 21m abaixo do solo, tendo um acesso através de um pavilhão no qual se encontram duas colunas resgatadas das Torres Gêmeas e também fotos e explicações detalhadas sobre o atentado, inclusive quadros das Torres Gêmeas (como eram antes e durante o atentado).

As Torres Gêmeas antes…
E durante o Atentado de 11 de Setembro

E descendo mais um pouco chegamos na sala onde tem um muro de contenção do Rio Hudson, que permaneceu preservado mesmo com os ataques e a “Última Coluna” que foi retirada dos escombros em Maio de 2002. Para saber mais detalhes sobre o Museu 11 de Setembro é só acessar: https://911tributemuseum.org/

O ingresso para o Museu Nacional 11 de Setembro estava incluso no nosso CityPass New York, mas se você for por conta, pode comprar direto pelo site: https://www.911memorial.org/visit/visit-museum-1 e custa US$26 (mas tem alguns combos e descontos especificados no site).

Agora para desanuviar um pouco o ar de tristeza e pesar da visita ao Memorial e ao Museu, nada melhor do que contemplar uma vista linda da cidade do One World Observatory, que fica no One World Trade Center (World Trade Center 1 – WTC 1), o icônico prédio do novo complexo do World Trade Center, que foi inaugurado em 2014 e é edifício mais alto dos Estados Unidos e um dos mais altos do mundo, com uma altura de mais de 540m. Para saber mais detalhes sobre o WTC1 é só acessar: https://www.wtc.com/about/buildings/1-world-trade-center

One World Trade Center
E a linda vista do One World Observatory

O One World Trade Center foi projetado pelo arquiteto David Childs, em estilo pós-moderno e conta com 104 andares, sendo que 69 destes são destinados a escritórios, e outros para restaurantes e o deck de observação que é o One World Observatory, ocupando os andares 100°, 101° e 102°, e a subida até esse último pelos elevadores “Sky Pods” dura apenas um minuto. Isso mesmo, um minuto para chegar ao 102° andar do prédio mais alto da cidade e contemplar essa vista encantadora e ainda conhecendo um pouco mais sobre a história de Nova York nesse trajeto.

Vistas mais que encantadoras do One World Trade Center

Chegando no deck de observação do One World Observatory, somos recepcionados por um filme curtinho no See Forever Theater falando mais um pouco sobre a cidade e ao final deste a tela sobe e se abre a linda linha do horizonte de Nova York, com uma vista espetacular da cidade. Como o observatório é fechado por vidros e coberto, você pode apreciar a paisagem independentemente do tempo lá fora. Para saber mais detalhes é só acessar o site: https://www.oneworldobservatory.com/en-US

Filme exibido no See Forever Theater
E essa Vista Espetacular da cidade

A minha sugestão é que você já compre o ingresso para visitar o One World Observatory com antecedência para garantir que você consiga visitar no dia que programou no seu roteiro (dica super preciosa do nosso dermatologista Dr. Renato que facilitou a nossa vida) e também pegue um horário no final da tarde, assim aproveita a vista durante o dia e também à noite, que foi o que fizemos. A compra dos tickets pode ser feita pelo site oficial do One World Observatory: https://www.oneworldobservatory.com/en-US/buy-tickets . E para ver um pouquinho de como foi nossa experiência por lá é só acessar o link do vídeo que postei no nosso Canal do Youtube: https://youtu.be/soDYfPkC3zc

Vista diurna…
E Vistas Noturnas do One World Observatory

Que encantam da mesma forma…

E para coroar ainda mais essa visita incrível, você pode tomar um drink ou até jantar no One Dine Restaurant & Bar com a Nova York Iluminada de cenário ao fundo. Fala a verdade, é realmente uma experiência inesquecível, não é mesmo?  Você pode reservar com antecedência e também ter descontos nos drinks dependendo do ingresso que você compra para a visita ao One World Observatory. Mais detalhes estão no site:  https://www.oneworldobservatory.com/en-US/bar-restaurant

Um Brinde à Nova Yokr Iluminada no One Dine

Está pensando que a noite acabou? Ainda não… Pra realmente fechar com chave de ouro mais uma noite em Nova York fomos curtir uma baladinha numa das boates mais tops da cidade (dica maravilhosa da nossa Querida Amiga Valéria): PHD Lounge, que fica num terraço no 12º andar, tem uma decoração sofisticada inspirada nos anos 80 e nos proporciona uma vista linda do Empire State Building e da cidade toda iluminada (só pra reforçar o título desse post 😉) ao som de muita música eletrônica e house. Merece um brinde, não é mesmo? A PHD Lounge fica em 355 West 16th Street, Chelsea emais informações estão no site: https://taogroup.com/venues/phd-lounge-new-york/

As Irmãs curtindo a noite na PHD

E nesse clima de balada, vamos encerrado a postagem do nosso terceiro dia de passeios em Nova York!!! Muito obrigada pela sua companhia e te espero nas aventuras dos próximos dias!!! Se você gostou desse post, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A  . Lembrando que para ver o Roteiro Completo do Dia 4, é só acessar o link: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york-dia-4/ , onde vamos nos sentir em um verdadeiro set de filmagens, visitando vários cenários de filmes, como o Central Park, Museu de História Natural, entre outros…

Nos vemos no Central Park!!!!

In Illuminated and Powerful New York – Day 3

Continuing our daily tour of New York, as I mentioned in the post: https://cadaviagemumabagagem.com/na-iluminada-e-poderosa-nova-york/ , this third day was very special and exciting, because we had the privilege to meet up close to the Statue of Liberty, that icon of New York and still enjoy the city view from the tallest building in the United States, the One World Trade Center, among many other adventures. Let’s start?

Charming New York view from One World Observatory

Day 3 Itinerary: – Applebee’s / Big Bus / Statue of Liberty / Ellis Island / One World Trade Center Station / National September 11 Memorial and Museum / One World Observatory / Ballad PHD

As today promises a lot of fun and outings, let’s start with a nice breakfast at Applebee’s, a super cozy restaurant with delicious food. We went to the unit at 234, West 42nd Street, but there are others in the city and also spread around the world, including Brazil. So if you want to know before you travel, you can already take the opportunity.

Breakfast at Applebee’s

Applebee’s network was created in 1980 in Atlanta, Georgia, and then expanded all over the world and arrived in Brazil in 2004, with a unit in Moema in São Paulo, and later in other states as well. More information is on the website: www.restaurants.applebees.com/en-us/new-york/  and now that we are already fed up, let’s start our marathon.

The Sisters at Applebee’s

Certainly one of the best ways to get to know the city (especially if you are short of time) is using the tourist buses. In addition to the audio guide telling a little about each tourist spot, the convenience of being able to disembark and embark again to continue the route helps a lot, including to locate yourself in the city and be able to explore it on your own later. Our Hop-On, Hop-Off Bus this time was the Big Bus New York, which has two classic routes, the Red Route, which explores the most central region (downtown) and the Blue Route, which explores the uppermost region (uptown), where Central Park is located.

Our great partner in New York – The Big Bus

You also have the option to choose how many days you want to use Big Bus New York, we bought the two-day one, so you can enjoy more and get off at various points to explore. And as a courtesy, we won an extra day (which helped us a lot) and along with this tour, we also bought the night that I already mentioned as it was in the 2nd day itinerary. So just pay attention to the times that the bus will pass at that point and enjoy the ride a lot. And if you don’t want to get off the complete tour on the bus, it takes about 90 minutes. To find out more details just access the website: www.bigbustours.com/en/new-york/new-york-bus-tours/

Getting to know the city on the Big Bus

And one of the stops on the Big Bus is the “Statue of Liberty”, which is actually at Castle Clinton, where is the access point for the Ferry Boat that will take us to the Statue. Just like we did in Toronto, here we bought the “CityPass New York” online, which is a combo with tickets to six attractions in New York, including the Ferry Boat for Access to the Statue of Liberty and Ellis Island (which we also visited and I’ll tell you how it went later in the post). To find out more about CityPass New York and current prices (at the time, we paid $ 132 per person), just go to the website: https://pt.citypass.com/new-york . It is worth remembering that before taking the ferry, all passengers need to go through an X-ray security check and metal detector, very similar to the one at the airports (this became a recurrent feature in several tourist spots in the city after the 11 attacks). of September).

My Sister Ane at Castle Clinton

There is really no way to talk about New York and not remember it, the Powerfull and Absolute The Statue of Liberty, one of the main postcards and icons of the city, which is on Liberty Island and has as its official name “Liberty Illuminating the World”.

The Powerfull and Absolute Statue of Liberty

Statue of Liberty was inaugurated (or “dedicated” as they prefer to say) on October 28, 1886 and was a gift from France to the United States, as a way of thanking them for their help in a battle against England. The statue is made of copper and was designed in a neoclassical style by the French sculptor Frédéric Auguste Bartholdi and its internal metallic structure that gives all the support was built by the also French Gustave Eiffel (the same creator of the Eiffel Tower in Paris – if you haven’t seen it yet or want to review the post about France, just access the link to learn more about the Tower and the other tourist attractions there: https://cadaviagemumabagagem.com/os-encantos-da-franca/ ).

Model of the statue’s structure

The total height of the Monument reaches 304 ft, of which 153 ft are from the base and 150ft are from the Statue of Liberty itself. Many people end up being a little disappointed because of that height, imagining that it was taller in comparison to the big buildings in the city, but nothing that undermines its charm, especially when it comes to being the representation of the Roman goddess of freedom “Libertas”, carrying a torch and a board bearing the date of the United States Declaration of Independence (July 4, 1776) and at his feet is a broken chain. And one more curiosity: the Statue was built in copper and had a golden color, but due to chemical reactions over time it acquired the current color.

Literally with Freedom in the palm of my hand
Imitating Freedom

On Liberty Island, in addition to contemplating the Statue of Liberty, you can enjoy the beautiful View of Manhattan from the Lookout and visit the Statue Museum that tells us the details of the construction of the monument and has a collection of very interesting pieces, such as a copy of the torch, in natural size among others. It is also possible to go up to the Crown, but you can’t buy it right there, you have to book it well in advance on the Statue Cruises website (www.statuecruises.com ), I didn’t know and I ended up not being able to go up, but it’s already in my list for the next trip to New York, if you are, tell us how it went in the comments.

The beautiful View of Manhattan from the Statue Lookout

Remember that the Statue of Liberty was designated a UNESCO World Heritage Site in 1984 and more information is available at: www.nps.gov/stli/index.htm

Leaving there, we took the Ferry Boat and went to visit Ellis Island, which is close by and is part of the National Monument of the Statue of Liberty. This island was the main entry for immigrants to the United States in the 19th and early 20th centuries and in 1990 it became a museum.

Ellis Island seen from the ferry boat
Arriving at Ellis Island

Ellis Island was screened, both medical and documentation, to see if immigrants could stay in American territory or not. This large hall was called the Records Room, and it was the place where the first inspection and records took place, and it received more than 5,000 people a day.

Records Room

Ellis Island‘s historical collection is spread over the three floors of the museum, where you can see the medical instruments of the time, personal objects, the bedrooms, kitchen utensils, as well as many photos and other objects. And to find out more information just access the website: https://www.nps.gov/elis/index.htm

The Bedrooms of immigrants arriving at Ellis Island
Your personal objects…
And dreams in the luggage

After visiting Ellis Island, we took the Ferry Boat and went back to Manhattan, where we went to visit the One World Trade Center Station that was reopened in 2016 and despite having as its official name “World Trade Center Transportation Hub” became known as The Oculus Station. It has a very futuristic design and was designed by the Spanish architect Santiago Calatrava (the same creator of the Museum of Tomorrow in Rio de Janeiro).

The Oculus Station

If externally, the One World Trade Center Station / The Oculus is already impressive, internally it is no different, it is huge, it connects trains, subways and the PATH system, in addition to housing even a shopping center, that’s right: the Westfield World Trade Center, which is one of the largest in the city. To find out more details just access the website: https://www.westfield.com/westfieldworldtradecenter

Since we are talking about the Train Station, I could not fail to mention the New York Subway, which is famous for operating 24 hours a day every day and being one of the most extensive and oldest in the world. It was opened in 1904 and currently has a total of 24 lines, distributed in 468 stations. On the Island of Manhattan, lines 1,2 and 3 – Red stand out; 4, 5 and 6 – Green and A, C and E – Blue. A tip to help you get around using this means of transport is to get a map at the hotel or at the stations or on the cell phone apps to already know exactly which is the right line to get to your destination. This link has the map of the metropolitan network of the entire city, (including Manhattan, Brooklyn, The Bronx and Quens) so you can get an idea of ​​how it looks: https://new.mta.info/map/5256

New York Subway

Next to the “One World Trade Center” Station is “The National September 11 Memorial & Museum”, which is the complex formed by the “National September 11 Memorial” and the “Museum”. The 9/11 Memorial was opened on September 11, 2011 as a way to honor the victims of the September 11, 2001 terrorist attack that destroyed the Twin Towers. The Memorial project is by architect Michael Arad and landscaper Peter Walker and consists of two square pools with waterfalls (where the towers used to be), surrounded by trees in a large square. The symbology of this project is very touching, because the waterfalls would be the lives lost falling into the void left by their absence and on the edges of the pools are engraved the names of the 2,977 victims of the September 11 attack and of six more victims of the attack with a car -pump to the World Trade Center on February 26, 1993.

9/11 Memorial

It really breaks the heart to remember this tragedy and to know that it is still very much present in the memory and life of New Yorkers, it is a wound that has not healed and made the security protocols in the main tourist points of the city. intensified city with X-rays. and metal detector in the access to them. But in the midst of pain, hope also arises and an example of this is the Survivor Tree, a “Callery” pear tree that was badly damaged during the terrorist attack, leaving only one branch alive, but it was removed the rubble and taken for rehabilitation, returning to its current location in 2010, symbolizing resilience, rebirth and overcoming!!! The visit to the 9/11 Memorial (where the Survivor Tree and the Pools I mentioned are located) is free and more information on the website: https://www.911memorial.org/

The Hope of Survivor Tree

Also in honor of the victims of the September 11, 2001 attack, the National September 11 Museum was created, which opened in 2014 with a collection of more than 10,000 pieces including twisted steel columns, a fire engine destroyed by the fall of the second tower, among many other objects.

The National September 11 Museum