No Enoturismo de Andradas

O convite de hoje é para embarcarmos em mais um roteiro que está fazendo sucesso entre os amantes do vinho e que promove uma verdadeira imersão nesse universo!!! Me acompanha “No Enoturismo de Andradas”?

Vamos embarcar “No Enoturismo de Andradas”?

A cidade de Andradas fica em Minas Gerais e a distância da capital de São Paulo é cerca de 210km, com um trajeto que dura entre 2 horas e meia e três horas de viagem, o que permite fazer um bate e volta (claro se você tiver o motorista da vez) ou então pode se hospedar na cidade, se preferir. Mas independentemente de sua escolha o que vale é se divertir e desfrutar a experiência.

Você que já conhece o blog sabe que sempre aproveitamos o passeio para visitar alguma igreja da cidade para agradecer a Deus por nos permitir estar ali e com Andradas não foi diferente, começamos nosso tour pela Igreja Matriz de São Sebastião que foi construída em estilo neoclássico e o Altar-Mor em estilo moderno. Sua construção começou em 1914, sendo finalizada em 1941.

A Igreja Matriz de São Sebastião
Detalhe de seu interior…

A Igreja Matriz de São Sebastião possui realmente uma beleza que nos encanta, desde suas colunas de mármore, vitrais, passando pelas pinturas no teto e as cenas do Calvário retratadas no Altar. Este também abriga a Imagem de São Sebastião. Que ele abençoe a todos nós!!!

Olha que encanto…
Que riqueza de detalhes nas pinturas…
E no Altar!!!

A Igreja Matriz de São Sebastião fica na Praça Luiz Venturelli, 55 no  Centro de Andradas, que é também é muito bonita e charmosa.

Na Praça Luiz Venturelli…

Praça da Matriz

Agora que já recebemos as bençãos, podemos continuar nosso tour e vivenciar efetivamente o título do post “No Enoturismo de Andradas”, começando pelo local que é referência nesse segmento: a Casa Geraldo.

Vivenciando o Enoturismo de Andradas na Casa Geraldo

A Casa Geraldo oferece três tipos de roteiros para que os visitantes aproveitem a experiência de acordo com a sua preferência, desde o “Passeio Prata” que é o mais curto (1 hora e 15 minutos de duração com degustação de 9 rótulos), passando pelo “Passeio Ouro” (com 2 horas de duração e degustação de 10 a 12 rótulos) até o tour mais completo que é o “Passeio do Enólogo na Jardineira com Almoço Harmonizado” (com duração de aproximadamente 7 horas, degustação de mais de 20 rótulos, welcome coffee e almoço), foi esse que escolhemos e vale muito a pena.

No Passeio do Enólogo na Jardineira…
Com Almoço Harmonizado

Quem vê o sucesso da Casa Geraldo hoje não imagina como foi difícil o início… Durante o passeio o Carlinhos, que é o atual proprietário da vinícola, vai nos contando detalhes de como tudo começou desde a chegada do seu tataravô italiano José Luiz Marcon para trabalhar nas lavouras de café e (que começou a produzir vinhos pra família), passando pelo seu bisavô Maximiliano (que iniciou a comercialização dos vinhos), seu avô Geraldo (que deu continuidade ao trabalho), seu pai Luiz Carlos até chegar a ele (Carlos Geraldo) e seus dois irmãos (Luiz Henrique e Michel) nos dias atuais, foram vários desafios e obstáculos que os forçaram a se reinventar e os fortaleceram para chegar até o auge!!!!

Nosso anfitrião Carlinhos!

Nosso tour começa com um Welcome Coffee com pães de queijo, biscoitos, cafés e sucos da Casa Geraldo, no lindo Jardim.

No Welcome Coffee da Casa Geraldo…

Contemplando seu lindo Jardim

Em seguida vamos para Sala de Apresentação, onde o Carlinhos nos conta detalhes de toda a História e Produção da Casa Geraldo.

Na Sala de Apresentação…
Carlinhos contando os detalhes da história…
E dos vinhos da Casa Geraldo

Na sequencia seguimos para o Passeio de Jardineira, onde já somos recepcionados com um Brinde com o Espumante Glera, para animar a turma enquanto vamos passeando pelo vinhedos.

No Passeio de Jardineira…

Enquanto apreciamos os vinhedos!!!

Na nossa Primeira Parada tivemos a oportunidade de Andar pelo Parreiral ver os Cachinhos de Uva no Pé. Além da degustação do “Alma Casa Gerado Sauvignon Blanc” edo “Pink Blend 3 Tons” (um Blend de Merlot, Pinot Noir e Syrah)

Na Primeira Parada…

As Uvas…
E a minha irmã Degustadora Oficial do Blog experimentando os vinhos…

Na parada seguinte, a degustação foi do “Jatobá – Casa Geraldo Syrah”, e fazendo jus ao título do vinho, a prova foi à sombra dessa árvore centenária. Ali também foi possível experimentar o Suco de Uva Campino, outro produto da Casa, que é uma excelente opção para quem não bebe.

À sombra desse Jatobá…

Tendo essa paisagem ao redor…

Seguimos nosso tour de jardineira para a próxima parada que nos presenteia com uma Vista de tirar o fôlego. Com certeza, vai lhe proporcionar fotos maravilhosas. E para a experiência ser ainda mais perfeita, a degustação aqui foi de um dos Espumantes mais famosos da Casa Geraldo o “Nature” (que é feito pelo método tradicional com 60% de Uvas Chardonnay e 40% de Pinot Noir e 30 meses em maturação em Sur Lie) e também do Espumante “Casa Geraldo Método Tradicional Brut” (70% Chardonnay e 30% Pinot Noir), que é outro querido da Casa!!!

Essa vista de tirar o fôlego…
Nos convidando à degustação!!!
E ao brinde…

A parada seguinte foi À Beira do Lago, com a degustação do “Syrah Reserva” e da Linha “Signature Reserva – Cabernet Franc” ambos colheita de inverno e acompanhados de uma farta tábua de frios e frutas!!! E nesse clima charmoso e bucólico se encerra o tour ao ar livre, seguindo agora para a visitação interna.

À beira do Lago…
Com os Vinhos e os Frios a nossa espera…

Para finalizar o tour externo!!!

No tour pela fábrica,também conduzido pelo Carlinhos tivemos a oportunidade de conhecer os Tanques de Inox e de Concreto, e a minha irmã, que é a degustadora oficial do blog, teve a chance de experimentar os vinhos ainda em fase de preparação, o que é muito interessante para perceber as diferenças de um vinho totalmente pronto.

Carlinhos conduzindo o Tour na Fábrica…

E de Concreto

Está pensando que acabou? Ainda não… O próximo tour foi na Adega, onde teve degustação do “Porto Doce – Lágrima” e o local onde está instalada era a primeira casa da família, uma homenagem muito carinhosa à ancestralidade que tornou o sonho presente possível.

Hora da Degustação do Porto Doce – Lágrima…

Na sequencia iniciamos a Degustação Harmonizada, tendo como entrada a Brusqueta Italiana com Tomate e Parmesão, para combinar com o “Gran Reserva Colheita de Inverno – Viognier” e o “Liberdade Inconfidência Mineira – Corte Bordales”, que foi premiado e é outro sucesso da Casa!!!

Com a Brusqueta Italiana…

E o“Liberdade Inconfidência Mineira – Corte Bordales”

E antes de continuarmos a refeição, seguimos para outra Adega, onde ficam armazenados, entre outros rótulos, o “Gran Reserva Colheita de Inverno Merlot” e o “Gran Reserva Colheita de Inverno Cabernet Franc”, que foi premiado e que foram servidos para degustação ali.

Conhecendo outra Adega da Casa Geraldo…

Com direito a um Brinde com…

Depois nos dirigimos para um lindo salão, onde foi servido o Almoço Harmonizado, começando com uma Salada de Agrião com Legumes e Molho Especial , para combinar com o vinho “Arte – Chardonnay Reserva”, na sequencia foi servido o vinho “Reserva Colheita de Inverno Pinot Noir”, harmonizando com o “Arancini de Fondue de Queijo Meia Cura com Molho de Tomate Picante e Manjericão”.

Olha a felicidade da Degustadora Oficial do Blog!!!
Estão servidos?

De Prato Principal, para minha irmã (que não é vegetariana) foi servido o “Stinco de Cordeiro com Polenta”, harmonizando com o vinho “Liberdade Inconfidência Mineira – Corte Bordales” ainda sem rótulo, que o Carlinhos trouxe diretamente da última adega que visitamos. E para vegetarianos como eu foi servida a Burrata ao Molho Pesto com Risoto, que estava uma delícia!!! E de sobremesa foi Salada de Frutas com Chantilly¸ combinando com o “Moscato – Last Harvest – Colheita de Inverno”.

A Degustadora aprovou a combinação!!!
E eu super aprovei a Burrata ao Molho Pesto com Risoto

E a formiguinha aqui atacando a sobremesa…

E para finalizar com chave de ouro o banquete, Carlinhos serviu o Espumante Edição Limitada “Lily Cuvée”, que foi desenvolvido em homenagem a sua mãe!!! Uma história linda e emocionante!!!

A Alegria do Carlinhos ao servir…
O Espumante Lily Cuvée

Esse tour acontece aos sábados, dura em torno de sete horas e é feito mediante agendamento prévio. Mais detalhes e informações estão no site: https://www.casageraldo.com.br/ . A Casa Geraldo fica na Estrada de Andradas, S/N – Fazenda São Geraldo, Andradas/MG.

Lembrando que ainda tem a Loja, onde é possível adquirir os rótulos degustados e muitos outros produtos. Além do Ambiente Externo, com pergolados e áreas de descanso que são um convite para relaxar e aproveitar ao máximo a experiência!!!

Detalhes da Lojinha…
Olha que charme essa Área Externa da Casa Geraldo!!!

A visita à Casa Geraldo é realmente um tour que deve estar presente no seu roteiro por Andradas. Vamos aproveitar e deixar aqui nosso agradecimento ao Carlinhos e a toda a Equipe da Casa que nos receberam muito bem e nos proporcionaram um dia muito especial!!! Muita luz e sucesso a todos!!!

Gratidão ao Carlinhos e um brinde à Casa Geraldo!!!

Saindo dali voltamos para o Centro de Andradas e passamos na Igreja São Benedito, como estava fechada não foi possível contemplar seu interior, mas seu charme exterior já chama a atenção e entrou na lista para visitarmos na próxima vez que voltarmos à cidade e caso você a visite nos conte como foi!! Ela fica na Av. Dr. Bias Fortes, 991.

A Igreja de São Benedito…

E sua charmosa Praça

Está pensando que acabou? Ainda não… Para finalizarmos com chave de ouro nossa experiência no Enoturismo de Andradas fomos até a Vinícola Stella Valentino, que começou sua produção de vinhos finos de inverno em 2002, mas a história da família Stella e sua paixão pelo vinho vem desde sua chegada ao Brasil para trabalhar nas lavouras de café em 1888, quando inciou a fabricação de vinho para consumo próprio. Atualmente, quem dá continuidade a esse legado é o Sr. José Procópio Stella e sua família.

Na Vinícola Stella Valentino…
Detalhes da Sala de Degustação

Um dos atrativos da Vinícola Stella Valentino, além do passeio pelos vinhedos e da degustação, com certeza é a linda vista do pôr-do-sol. É simplesmente encantador!!!

Olha só que magnífico…
E completamente encantador…
O Pôr-do-sol visto da Stella Valentino

Outro detalhe interessante da Vinícola Stella Valentino, é que a degustação acontece na casa que foi construída pelo tetravô do Sr. José Procópio, mantendo viva as raízes da família. Além disso, cada vinho recebe o nome de um membro desta, por exemplo, Valentino Stella, o tetravô, batiza a marca, “Gran Modestus” vem de Modesto, bisavô de José Procópio, “Angelus”, deriva de Ângelo, irmão de Modesto. Que linda homenagem, não é mesmo?

A Área do Bar…
Detalhe do nome do vinho “Gran Modestus”

Na Vinícola Stella Valentino é possível fazer a Degustação Harmonizada de cinco rótulos e aperitivos, às sextas (14h), aos sábados (10h/14h) e aos domingos (10h), mediante agendamento prévio. Mesmo não tendo chegado a tempo para participar desta, minha irmã ainda conseguiu degustar alguns dos principais vinhos da casa, como o “Gran Modestus – Syrah” e o “Angelus – Tempranillo”!!! Saúde!!!

A Degustadora oficial experimentando…

Vale destacar que o atendimento na Vinícola Stella Valentino é maravilhoso, desde o primeiro contato por telefone, até a visita presencial. Todos foram muito atenciosos e gentis!!! Com certeza, você sentirá toda essa receptividade e acolhimento lá!!! A Vinícolafica na Estrada Velha de Andradas/ Caldas km 1 – Bairro dos Stella – Andradas/MG. E mais informações estão no site: https://stellavalentino.com.br/.

Um brinde à…
Vinícola Stella Valentino!!!

E com essa imagem que capta a essência do Enoturismo de Andradas, vou encerrando esse post. Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Viva o Enoturismo de Andradas e sua companhia!!! Saúde!!!

Da Xícara à Taça: as Riquezas de Espírito Santo do Pinhal

A jornada de hoje nos convida a percorrermos um caminho que vai do café ao vinho, repleto de sabores, aromas, cultura, fé, história e muita diversão. Me acompanha no tour “Da Xícara à Taça: as Riquezas de Espírito Santo do Pinhal”?

A distância entre São Paulo e Espírito Santo do Pinhal é de aproximadamente 200 km, percurso esse que dura pouco mais de duas horas de viagem, você pode fazer um bate e volta, que foi o nosso caso, ou aproveitar para se hospedar na cidade e desfrutar com mais calma. Porém, independentemente da sua escolha, com certeza será um passeio muito especial pela “Toscana Brasileira”, como é conhecida a cidade, por conta de sua paisagem repleta de vinhedos e cafezais!!!

Vamos conhecer a “Toscana Brasileira”?

Vamos começar nosso tour pelo Portal Turístico de Espírito Santo do Pinhal, que foi inspirado nos antigos Armazéns de Café da cidade. Sua construção se deu por volta dos anos 2.000 e o projeto foi do arquiteto Luciano Parziale. O Portal é considerado patrimônio histórico e fica na Av. Washington Luís, 1860.

O famoso Portal Turístico de Espírito Santo do Pinhal
Detalhes da Arquitetura do Portal

Seguimos agora para outro ponto turístico bem importante de Espírito Santo do Pinhal, que é o Santuário de Santa Luzia e foi a primeira coisa que nos chamou a atenção e despertou a vontade de conhecer a cidade quando ficamos sabendo de sua existência numa feira de turismo em São Paulo.

Santa Luzia

O Santuário de Santa Luzia como conhecemos atualmente foi inaugurado em 13 de dezembro de 1960, e a cada ano recebe milhares de fiéis devotos da Padroeira dos Olhos. Mas tudo começou no início do século XX, com uma pequena capela e uma imagem da santa vinda da Itália em 1908.

O Santuário de Santa Luzia…
E seu interior
Que Santa Luzia nos abençoe sempre!!!

A primeira missa foi realizada no dia 13 de dezembro de 1910, que é o dia de Santa Luzia, atraindo os moradores mais próximos, e com o passar do tempo foi crescendo e hoje em dia é o maior evento religioso do município, tanto que desde 1995 é feriado na cidade, mesmo a santa não sendo sua Padroeira.

A riqueza de detalhes do Santuário de Santa Luzia

A linda Estátua e a Água Abençoada!!!

O Santuário de Santa Luzia fica  no bairro rural de mesmo nome. Mais detalhes, horários de missa e outras informações você pode encontrar no site: http://www.santuariosantaluzia.com.br/ . Que Santa Luzia abençoe a todos nós!!!

Falando em bençãos, vamos pedir também ao Cristo Redentor de Espírito Santo de Pinhal, que as derrame sobre nós!!! Ele foi inaugurado em 12 de outubro de 1992, mede onze metros de altura e é uma réplica do Cristo do Rio de Janeiro.

O Cristo Redentor de Pinhal

O Cristo Redentor está localizado na Praça Dimas Camargo, no Bairro Monte Alegre. E um fato bem interessante é que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro foi construído na época em que o pinhalense Dom Sebastião Leme era Cardeal e ele também foi muito atuante para que Nossa Senhora Aparecida fosse consagrada Padroeira do Brasil!!!

Bem pertinho do Cristo fica o Lago Municipal de Espírito Santo do Pinhal, também chamado de Lago Municipal Iria da Motta e Silva, um verdadeiro refúgio para contemplar a natureza, praticar exercícios ou simplesmente relaxar. Ainda tivemos o privilégio de presenciar a “Mamãe Patinha” ensinando seu bebê a tomar banho, muita fofurice envolvida…

A beleza do Lago Municipal de Espírito Santo do Pinhal

Além de tudo isso, um detalhe que nos chamou a atenção foi a Estrutura em Pedra do Portão do Lago, vale a pena dar uma paradinha ali para uma sessão de fotos, com certeza, vai te proporcionar lindos cliques.

Amei a Estrutura em Pedra da Entrada do Lago…

O Lago Municipal fica no centro da cidade, na Av. Maria Joaquina, 364-642 e funciona de segunda a domingo das 6h às 21h.

Saindo dali, fomos conhecer a Antiga Estação Ferroviária, que foi inaugurada em 1889 e contribuiu muito para o desenvolvimento da cidade. Atualmente ela foi restaurada e é a sede da Estação Cultura, que abriga o “Espaço Cultural João Acaiabe” em homenagem ao grande artista pinhalense, que ficou conhecido por interpretar o “Tio Barnabé” no Sítio do Picapau Amarelo. Como fomos no início da manhã, o Espaço Cultural ainda estava fechado, mas já ficou na nossa lista para a próxima visita.

Na Antiga Estação Ferroviária de Espírito Santo do Pinhal…

Uma verdadeira volta ao passado…

Outro atrativo da cidade é o Theatro Avenida que lembra o Theatro Municipal de São Paulo e assim como esse é utilizado para apresentação de espetáculos e também para shows.

Olha o charme do Theatro Avenida…

O Theatro Avenida foi inaugurado em 1927 e projetado inicialmente no estilo Politeama, com a plateia plana e as poltronas removíveis, dando várias possibilidades de uso ao espaço, como, por exemplo, salão de baile e pista de patinação. Ficou fechado por um longo período e em 1982 foi adquirido pela Prefeitura e iniciado seu processo de restauro com algumas alterações na sua estrutura inicial, como a plateia mais inclinada e as poltronas fixas. Mas sua beleza arquitetônica e charme nos detalhes continuam impressionando até hoje.

Um lugar encantador…

O capricho dos detalhes

O Theatro Avenida fica na Avenida Oliveira Motta nº 51. Para acompanhar a programação completa e os eventos é só seguir o Instagram: @theatroavenidapinhal.

Mais um lugar que merece estar no seu roteiro de visita é a Igreja Matriz do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Dores que foi construída em 1897 e fica na Praça Central.

Na Igreja Matriz do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Dores
A beleza de seu interior
Detalhe do Divino Espírito Santo

Fazendo jus ao nome da cidade, a Igreja Matriz também chamada de Paróquia do Divino Espírito Santo é belíssima e muito rica em detalhes, tanto nas pinturas da parede e do teto, quanto nas colunas e nas madeiras trabalhadas. Separe alguns minutinhos para ficar contemplando essa preciosidade.

Encantada com…

Da Igreja Matriz de Espírito Santo do Pinhal
Seu altar…
E uma de suas Pinturas

A Igreja Matriz do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Dores está localizada na Praça da Independência s/n e mais informações estão no site: http://www.tvrosamistica.com.br . Que o Divino Espírito Santo, Nossa Senhora das Dores e Nossa Senhora da Rosa Mística abençoem a todos nós!!!

E o Divino Espírito Santo abençoem a todos nós!!

Como eu comentei, a Igreja Matriz de Espírito Santo do Pinhal fica na Praça da Independência, que é a Praça Central e também um importante atrativo da cidade. Ela é rodeada por casarões antigos e construções históricas e foi reformada recentemente, contando com uma linda fonte, coreto e uma boa estrutura para receber os moradores e turistas.

Na Praça da Independência…
Com sua linda fonte
E coreto!!!

Falando em casarões antigos ao redor da Praça, um desses abriga o Museu e Biblioteca Municipal “Doutor Vergueiro Cesar”. A residência foi construída em 1897, posteriormente foi comprada pela Prefeitura e inaugurada como museu e biblioteca em 1943. Inauguração essa que contou com a presença de grandes nomes como Guilherme de Almeida, José Lins do Rego e Di Cavalcanti. Vale lembrar que Di Cavalcanti está sendo homenageado com uma exposição linda no Farol Santander em São Paulo e que já postamos no blog, se você ainda não viu ou quer relembrar é só acessar: https://cadaviagemumabagagem.com/a-essencia-do-povo-brasileiro-em-di-cavalcanti-125-anos-no-farol/

Museu e Biblioteca Municipal “Doutor Vergueiro Cesar”
E sua beleza arquitetônica

O Museu e Biblioteca Municipal “Dr. Abelardo Vergueiro César” recebeu esse nome em homenagem ao seu fundador que na época de sua inauguração era Secretário de Justiça e Negócios do Interior do Estado de São Paulo.

O Museu e Biblioteca Municipal de Espírito Santo do Pinhal conta com exposições temporárias e um acervo permanente, entre esses Artigos Indígenas, Artefatos da Segunda Guerra Mundial e uma ala dedicada ao Cardeal Leme, que já falei sobre ele na parte do Cristo Redentor, lembra? Ele foi importantíssimo para a construção do Cristo Redentor no Rio de Janeiro e para a consagração de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil!!!

Ala dedicada ao…

Vários objetos e móveis antigos também compõem o acervo do Museu e Biblioteca Municipal de Espírito Santo do Pinhal. Além de obras belíssimas da artista Lecy Beltran, como a “Naipi, Rainha das Florestas Brasileiras” e “Desdobramento”.

As obras “Naipi, Rainha das Florestas Brasileiras”…
E “Desdobramento” de Lecy Beltran

Lembrando que o Museu e Biblioteca Municipal “Dr. Abelardo Vergueiro César” fica na Praça da Independência nº 275 e mais informações estão no Instagram: @museuebibliotecavergueirocesar.

Até aqui estávamos fazendo um city tour normal, mas de agora em diante vamos explorar a fundo o título desse post: “Da Xícara à Taça: as Riquezas de Espírito Santo do Pinhal” e vamos entender porque a cidade é conhecida como “Toscana Brasileira” e “Capital Estadual do Café”, cultivo esse que começou desde a fundação do munícipio em 1849 por colonos italianos.

Vamos conhecer a “Toscana Brasileira”…
E a “Capital Estadual do Café”

Começando pela taça, vamos visitar a Vinícola Guaspari, que foi fundada em 2006, pela família que leva esse sobrenome e que transformou uma antiga fazenda de café em uma vinícola que é sucesso absoluto em colheita de inverno.

Visitando a Vinícola Guaspari

A Vinícola Guaspari oferece vários tipos de passeios/degustações, nós optamos pelo mais completo que é o Menu Guaspari que inclui o tour guiado pelo vinhedo, pelos tanques de armazenamento e pela cave de barricas, além do café de boas-vindas e do almoço harmonizado. E quem no conduziu nessa jornada foi o Matheus Tonon, que foi super atencioso e nos contou detalhes de todo esse universo da Guaspari.

Com nosso comandante Matheus Tonon
Rumo a essa jornada!!!!

Os trabalhos começaram com o Café de Boas-vindas,café esse que é especial e de produção própria da Guaspari, e com um Brinde com o Syrah Rosé (para minha irmã que a degustadora oficial do Blog) e eu brindei com Suco de Uva mesmo, já que sou a motorista da vez!

O Café de Boas-Vindas da Guaspari

Saúde!!!

Seguindo nosso tour, fomos para os Vinhedos, onde o Matheus nos contou que a família Guaspari comprou a propriedade em 2002, plantou as primeiras videiras em 2006 e produziu o primeiro vinho em 2008. A partir daí, eles foram ampliando o plantio (hoje são 50 hectares) e a produção. Também nos explicou a nomenclatura das linhas “Vista da Serra”, “Vista da Mata”, “Vista do Chá”, entre outras, dependendo da localização do vinhedo e o logo da marca que é o Divino Espírito Santo de Asas Fechadas.

Passeio pelos Vinhedos…

Continuamos nosso tour pela área de produção, onde foi possível ver os Tanques de Inox e de Concreto Oval, sempre com o Matheus nos explicando detalhadamente todo o processo. Ele nos levou também até a Cave das Barricas de Carvalho Francês.

Conhecendo a área dos Tanques…

E a Cave das Barricas

Depois disso, fomos explorar os lindos espaços da Vinícola Guaspari.

Os lindos espaços da Vinícola Guaspari…

Parece uma pintura essa casinha…

E na sequencia seguimos para o Almoço Harmonizado, o Couvert foi “Focaccia & Lavosh” (Focaccia artesanal e Pão Armênio acompanhados de Queijo Fermier e Azeite) para harmonizar com o “Guaspari Sauvignon Blanc Vista do Café 2021”. Lembrando que minha irmã Ane vai fazer a degustação dos vinhos e eu ficarei no Suco de Uva e também com a opção dos pratos vegetarianos que harmonizariam com os vinhos. O couvert foi o mesmo para nós duas.

O couvert foi “Focaccia & Lavosh”

A Entrada foi o “Couscous & Bacalhau” (Salada de Couscous Marroquino com vegetais, frutas, amêndoas e lascas de bacalhau confitado) para harmonizar com “Guaspari Viognier Vista do Bosque 2021”.  A minha opção vegetariana foi a mesma salada sem o bacalhau.

A Degustadora Oficial do Blog trabalhando arduamente…
Provando o “Guaspari Viognier Vista do Bosque”

O Primeiro Prato foi o “Carré de Cordeiro” (Carré de Cordeiro co com o m molho do vinho tinto, purê de couve-flor e seleção de vegetais tostados), que harmonizou muito bem com o “Guaspari Syrah Vista do Chá 2017”. O meu prato vegetariano foi o “Hommus com Beringela Marinada e Vegetais tostados”.

O Vinho agora é o “Guaspari Syrah Vista do Chá”

E o sorriso da Degustadora cada vez mais animado…

O Segundo Prato foi “Costela & Aipim” (Costela desfiada cozida lentamente, com Mil-folhas de Aipim e Mix de brotos), harmonizando com o “Guaspari Cabernet Sauvignon & Cabernet Franc Vista da Mata 2018”. O meu segundo prato veggie foi o maravilhoso “Ragu com Shimeji e Mil-folhas de Aipim”.

“Guaspari Cabernet Sauvignon & Cabernet Franc Vista da Mata”

E o sorriso só aumenta….

E a nossa Sobremesa foi o “Bolo de Chocolate da Casa”, acompanhado do “Café Especial Microlote Guaspari”. Tudo estava delicioso e a harmonização foi perfeita, minha irmã super aprovou e queria levar esse Barril pra casa…rsrs

O Café com Bolo de Sobremesa!!!
E a Degustadora é só Felicidade!!!

Na saída passamos na Lojinha e tivemos a oportunidade de ver a quantidade de prêmios que a Vinícola Guaspari já conquistou em tão pouco tempo de estrada, com certeza, muitos outros virão pela frente!!!

Os Prêmios…
E a Loja da Guaspari

A Vinícola Guaspari fica na Rua Pedro Ferrari, 300 – Parque dos Lagos, bem pertinho do Lago Municipal. Mais informações e detalhes estão no site: https://www.vinicolaguaspari.com.br/

Seguimos agora para conhecer a outra riqueza de Espírito Santo do Pinhal que é o café, e para fazermos isso com excelência, escolhemos o tour “Do Genoma à Xícara” (que inspirou o título dessa matéria) e que é conduzido pela queridíssima Andréa Squilace, engenheira agrônoma e renomada produtora de café da cidade.

A Querida Andréa Squilace nos conduzindo…
Nesse incrível tour…
“Do Genoma à Xícara”

O tour “Do Genoma à Xícara” dura em média três horas e é dividido em três partes, a primeira parte começa no ponto de encontro na Praça Rio Branco em frente à Escultura “O Colhedor de Caf锸 feita pela artista Lecy Beltran (aquela que vimos lindas obras no Museu e Biblioteca Municipal, lembra?) e que presta uma homenagem aos cafeicultores, retratando sua destreza no uso da peneira para limpar o café.

“O Colhedor de Café” de Lecy Beltran

Essa escultura fica em frente ao Palácio do Café¸ que é um imponente edifício inaugurado em 1893, já tendo sido utilizado como Casa de Câmara e Cadeia e que atualmente abriga o “Centro Cultural Palácio do Café e a sede do Governo Municipal. E é aqui que a Andréa vai nos contando detalhes da história do café e da sua importância para o desenvolvimento da cidade, sendo conhecido como “ouro negro”.

Que prédio mais encantador…
O Palácio do Café

Em seguida pegamos nosso carro e fomos seguindo a Andréa que nos forneceu um rádio e foi nos mostrando e contando a história dos grandes Casarões e Construções da cidade, como a Câmara Municipal, a Residência da Família Vergueiro, entre muitos outros, destacando seus detalhes arquitetônicos.

A Câmara Municipal de Espírito Santo do Pinhal

E Casarões…

Nossa próxima parada foi na Praça Cardeal Leme, para visitarmos a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, que foi construída em neogótico, e é considerada a menor Igreja nesse estilo do mundo. Realmente é muito charmosa e acolhedora, com detalhes que enchem os nossos olhos. Que Nossa Senhora da Conceição Aparecida abençoe a todos nós!

Igreja de Nossa Senhora Aparecida

E detalhes de seu interior…

Que Nossa Senhora da Conceição Aparecida abençoe a todos nós!

Depois desse passeio histórico, fomos para a segunda parte “Do Genoma à Xícara”, onde tivemos a oportunidade de conhecer um Cafezal, aprender sobre a colheita, os utensílios e vestimenta adequados para esse trabalho, inclusive como é feito o uso da peneira para a limpeza dos grãos.

Conhecendo o Cafezal…

Detalhe dos grãos de café ainda verdes para a colheita…

E em seguida fomos para a terceira e última parte do tour, que é na Casa Sede, onde visitamos o Terreiro Antigo, onde é feita a secagem dos grãos, depois de passar pelo processo de “rodagem”.

A Casa Sede e seu…
Terreiro Antigo

E também aprendemos sobre a Moagem e Torra dos Cafés¸ os estágios dos grãos, o uso do Pilão e até sobre Nossa Senhora do Café, entre outras informações.

Aprendendo sobre a Moagem e Torra de Café…
Os Tipos de Grãos

E para finalizar o tour com chave de ouro, nada melhor que a Degustação de um Café Coado no Pano, acompanhado de Pão Caseiro e Bolo de Limão Rosa, esses últimos preparados com muito carinho pela Mãe da Andréa.

Hora de Degustar um Delicioso Cafezinho…

Estão servidos?

Realmente valeu muito a pena toda a experiência vivenciada no Tour “Do Genoma à Xícara”. A Andréa é super atenciosa e consegue transmitir todo o conhecimento de uma maneira muito didática. Para saber mais detalhes e informações sobre reservas é só seguir o Instagram @dogenomaaxicara. E viva o café!!!

Um brinde ao Café!!!!

Está pensando que acabou? Ainda não, vamos agora coroar esse tour de Riquezas do Espírito Santo do Pinhal Contemplando um Maravilhoso Pôr do Sol na Vinícola Mirantus!!!

Contemplando esse Maravilhoso Pôr do Sol…
Da Vinícola Mirantus

O nome da Vinícola Mirantus vem do verbo “Mirar” em Espanhol, que significa “Mirar ao Futuro”, o que faz todo o sentido, porque além da vista belíssima à 1300m de altitude, a vinícola surgiu do sonho do Jeyson, que largou o emprego estável em São Paulo e foi se dedicar à produção de vinho, sempre acreditando no amanhã!!!

A Vinícola Mirantus…
“Mirando ao Futuro”
É a realização do sonho do Jeyson!!!

A Vinícola Mirantus oferece vários tipos de visitas, nós optamos pelo Pic Nic, que inclui um tour pelo vinhedo, uma cesta de pães e frios, água e uma garrafa de vinho para duas pessoas. Tudo isso com direito a apreciar o lindo pôr do sol, curtindo a trilha sonora que é enviada para o Jeyson quando fizemos a reserva!!!

Área do Pic Nic

Olha esse Céu…
As Irmãs Adoraram!!!

Como nos atrasamos um pouco, fizemos o tour no vinhedo e contemplamos o pôr do sol, mas como já estava escurecendo, optamos por fazer o Pic Nic no Wine Bar da Vinícola Mirantus, que também foi super charmoso e especial!!!

Um brinde ao Pôr do Sol!!!
Aproveitando o Pic Nic

Além disso, a Vinícola Mirantus também oferece opção de hospedagem para quem quiser aproveitar com mais calma toda essa experiência!

Na Vinícola Mirantus…
É possível se hospedar…
Para aproveitar ainda mais essa paisagem

A Vinícola Mirantus fica no Sítio Santo Antônio e mais informações e detalhes estão no site: https://www.mirantus.com.br/ . Parabéns ao Jeyson pelo exemplo e determinação em lutar pelo seu objetivo!!! Com certeza o sucesso te acompanhará sempre!!!

Parabéns e Muito Sucesso ao Jeyson!!!

Para saber mais detalhes e conhecer outros passeios que Espírito Santo do Pinhal oferece é só acessar o link da página oficial de turismo da cidade: https://turismo.pinhal.sp.gov.br/

E com esse lindo Pôr do Sol, vou encerrando o post. Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem ) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/  ).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/@cadaviagemumabagagem

Gratidão de coração e até o próximo post!!!

A Essência do Povo Brasileiro em Di Cavalcanti – 125 anos no Farol

Nessa postagem somos convidados a participar de uma homenagem muito especial feita pelo Farol Santander aos 125 anos de nascimento do grande artista Di Cavalcanti, que com toda sua genialidade captou como ninguém a Essência do Povo Brasileiro! Me acompanha nessa celebração?

A Exposição “Di Cavalcanti — 125 anos” está no 22° andar do Farol, mas antes de começarmos a visita, fomos recebidos no Loft do 25 com muito carinho pelos organizadores dessa linda homenagem, entre eles a Bibiana Berg (Head – Experiências & Cultura do Santander), a Denise Mattar (Curadora da Exposição) e a Elisabeth Di Cavalcanti (filha do artista), que nos contaram detalhes sobre o processo de elaboração da Mostra e da vida desse grande ícone da arte brasileira. Os curadores nos acompanharam na visita, sempre destacando sua paixão por retratar a alma, os costumes e a essência do povo brasileiro em suas obras.

A Apresentação da Exposição no Loft do 25…
Denise, Elisabeth e Bibiana
Com a Curadora Denise Mattar
E com a Elisabeth Di Cavalcanti

A recepção no Loft do 25 contou com um delicioso Coffee Break, além de nos convidar a explorar a vista e o ambiente aconchegante desse espaço de 400 m² com pé-direito de 5 metros preparado para receber eventos memoráveis!!!

Contemplando essa linda vista…
E degustando…
Esse maravilhoso Buffet

Falando em memorável, vamos agora para o 22° andar contemplar a Exposição “Di Cavalcanti – 125 anos” para celebrar os 125 anos do nascimento de Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque Melo, o famoso Di Cavalcanti, que se deu em 06 de setembro de 1897 no Rio de Janeiro. Ele começou sua carreira como caricaturista e ilustrador, foi poeta, muralista, desenhista e um marcante pintor modernista, entre outras habilidades. Era antenado com os movimentos artísticos e políticos e sua grande paixão era o povo brasileiro, que retratou tão bem em seus trabalhos. Ele faleceu no Rio de Janeiro em 26 de outubro de 1976, deixando um legado de cerca de nove mil trabalhos, desde pequenos desenhos até obras grandiosas.

Autorretrato de Di Cavalcanti

Já que estamos nesse tema de grandiosidade, a grande novidade da Exposição “Di Cavalcanti – 125 anos” é a obra “Carnaval”, que está sendo exposta ao público brasileiro pela primeira vez. Ela foi adquirida na década de 1930 por um colecionador em Paris, e estava lá até o ano passado, quando voltou ao Brasil e agora está ao nosso alcance contemplar esse trabalho primoroso, com características marcantes de sua obra como as cores vibrantes, as formas sinuosas, o povo e seus costumes, muito bem representado pelo Carnaval!!!

A inédita obra “Carnaval”
Seus Detalhes…
E um presente poder contemplá-la!!!

Além desse quadro, a Exposição “Di Cavalcanti – 125 anos”  nos apresenta cerca de 30 obras do artista e 16 gravuras, abrangendo seu trabalho de 1920 a 1970, como os famosos “Seresta”, “Devaneio” e “Samba”, nos quais a brasilidade é pulsante.

A brasilidade pulsante nas obras: “Seresta”
“Devaneio”
“Samba”

Di Cavalcanti é conhecido como o Pintor das Mulatas, por registrá-las em vários de seus trabalhos, mas sempre privilegiando a ternura ao olhar erótico, captando a doçura feminina, como nas obras “Mulata na Cadeira”, “Mulata”, “Abigail” entre outras.

As Mulatas de Di Cavalcanti…

“Mulata”

Outra característica marcante da obra de Di Cavalcanti é o Mar, onde ele retrata a essência da áurea litorânea do Rio de Janeiro e tudo que ela abrange, como em “Vila de Pescadores” e “Aldeia de Pescadores”, entre outros.

A Paixão de Di Cavalcanti pelo Mar é cativante…
“Aldeia de Pescadores”
“Vila de Pescadores”

Como Di Cavalcanti sempre estava conectado com as novidades e o que estava acontecendo no cenário artístico mundial, muitas dessas referências acabavam influenciando seu trabalho, o que é possível perceber nas obras “Mulheres no Bar”, “Mulher de Perfil” , “A Espera” e “Mulheres”.

“Mulheres no Bar”
“Mulher de Perfil”

Outra parte bem interessante na Exposição “Di Cavalcanti – 125 anos” é a Linha do Tempo, em formato de vídeo, que destaca fatos marcantes da vida e carreira do artista!

Na linha do tempo…

Lembra que comentei que além das pinturas, a Exposição nos apresentava 16 gravuras? Então, esse trabalho é chamado de “Fantoches da Meianoite”, foi feito por Di Cavalcanti em 1921 e acompanhado do texto do poeta Ribeiro Couto e editado por Monteiro Lobato formando álbum super moderno para a época e que foi o ponto de partida da Semana de Arte Moderna de22!!! Qualquer semelhança desse trabalho com a atualidade não é apenas coincidência…

A Série “Fantoches da Meia-noite”

Vale lembrar que Di Cavalcanti teve ma participação marcante na Semana de Arte Moderna de 1922, além de idealizar e organizar, ele ainda criou o catálogo e o programa da Semana e se tornou um dos principais nomes do modernismo brasileiro.

Enfim,  a Exposição “Di Cavalcanti –  125 anos” nos mostra o artista na sua totalidade, desde seu lado intelectual, passando pelo boêmio, sensual, até sua ternura em criar “Obras que têm o cheiro, o sabor e a cor do Brasil”!!!

Mais brasilidade nas obras: “Morro”
“Natureza morta – Gasômetro”
“Nascimento de Vênus”

A Exposição “Di Cavalcanti – 125 anos” ficará até o dia 07 de janeiro de 2024. Mais informações e detalhes estão no site: https://www.farolsantander.com.br/#/sp/agenda/exp_22

Além dessa belíssima mostra, o Farol Santander conta com outras Exposições bem interessantes que contamos detalhes no post anterior, como a “Arigatôbrigado – Arte Japonesa no Brasil / Culturas Conectadas” e “Arte da Alma”. Se você ainda não viu ou quer rever é só acessar: https://cadaviagemumabagagem.com/arigatobrigado-por-voar-pelo-primeiro-olhar-e-pela-arte-da-alma/

O Farol Santander ainda possui um  rico acervo permanente, restaurante, bar, cafés e o maravilhoso Mirante do 26°andar, que nos proporciona essa linda vista  e é parada obrigatória em todas as nossas visitas.

Essa linda vista!!!

Pelas fotos já deu pra perceber o que te espera, não é mesmo? Para vivenciar tudo isso pessoalmente é só ir até o Farol Santander, que fica na Rua João Brícola, 24 – Centro de São Paulo – próximo à Estação São Bento do Metrô. Lembrando que o funcionamento é de Terça a Domingo das 9h às 20h e a última entrada é às 18h (para dar tempo de concluir a visita antes das 20h). Para maiores informações é só acessar o site: www.farolsantander.com.br

Gratidão pela sua companhia e te espero no próximo post!!! Ah! Se você gostou dessa postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ )  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Te “Esperamos” no próximo post!!!

Arigatobrigado por Voar pelo Primeiro Olhar e pela Arte da Alma

O título pareceu confuso? Relaxa que você já vai entender… Te convido agora a visitar comigo quatro exposições maravilhosas que estão no Farol Santander em São Paulo: “Arigatôbrigado – Arte Japonesa no Brasil/ Culturas Conectadas”, “Santos Dumont – O Poeta Inventor”, “Frans Post: O Primeiro Olhar” e “Arte da Alma – História da Tatuagem no Brasil”.

Me acompanha nesse tour: “Arigatobrigado por Voar pelo Primeiro Olhar e pela Arte da Alma”?

Vamos começar nosso tour?

Mas antes de explorar as Exposições, a dica é ir direto para o 26º andar e contemplar essa linda vista!!! Toda vez que eu vou ao Farol Santander aproveito a oportunidade de apreciar São Paulo das alturas!!!

Apreciando…
Essa linda vista!!!

Outra dica é descer pelas escadas e se divertir com as instalações que já vão nos preparando para o que vem pela frente.

Aproveitando as escadas…

Agora sim vamos para o 24º andar onde podemos contemplar a Exposição “Santos Dumont – O Poeta Inventor”, em homenagem aos 150 anos do nascimento de Alberto Santos Dumont, mais conhecido como o “Pai da Aviação”.

Santos Dumont…
“O Pai da Aviação”

Essa Exposição conta detalhes da vida e da carreira desse grande gênio brasileiro, suas conquistas, seus desafios e principalmente sua garra e determinação de persistir diante das adversidades. Imagina quantas dificuldades e tropeços Santos Dumont não encontrou até conseguir voar? Na mostra estão expostos vários de seus dirigíveis, inclusive o “Dirigível n° 6” com o qual ele contornou a Torre Eiffel e ganhou o Prêmio Deustch em 1901, e o “Dirigível n° 9 – La Baladeuse”, que foi a primeira aeronave a ser pilotada por uma mulher, a Aida de Acosta.

O Dirigível nº 6 sobrevoando Paris…

O Dirigível nº 9 – La Baladeuse

Também estão em exposição, o Cesto e a Réplica do Balão Brasil, pilotado por Santos Dumont em 1898.Além de vários itens pessoais, como seu famoso Chapéu Panamá, Relógio de Pulso, Caderno de Anotações, Luvas, entre outros. Bem como a Cédula e Moeda Comemorativa do seu Centenário.

Outro destaque da Exposição é a Linha do Tempo, que aborda desde o nascimento de Alberto Santos Dumont em 20 de julho de 1873 em Minas Gerais, até sua morte em 23 de julho de 1932 no Guarujá, em São Paulo.

A Linha do Tempo de Santos Dumont

Continuando a viagem pelo tempo, vale a pena apreciar Fotos da Época¸ através de monóculos¸ e contemplar o trabalho de Santos Dumont, o voo de balão e de dirigível, entre outras aventuras.

Um convite para viajar no tempo…

Todo o andar está repleto de história, ensinamentos e homenagens, como a reprodução do Monumento “Ícaro”, do escultor francês George Collin, que fica na Praça Santos Dumont em Saint-Cloud no sul de Paris e foi feito para homenageá-lo.

A Exposição continua no 23º andar, mas antes de chegarmos lá, no acesso das escadas, encontramos essa instalação com diversos aeroplanos de Santos Dumont, para nos transportar para as nuvens.

Nas nuvens…
Com os aeroplanos de Santos Dumont

Agora sim no 23° andar, a Exposição “Santos Dumont – O Poeta Inventor” torna-se mais imersiva, nos convidando a voar por Paris no Dirigível nº6¸ através de um simulador.

E também a pilotar a aeronave “La Demoiselle”, que foi o aeroplano nº 20 e trouxe vários detalhes na sua estrutura que serviram de modelo para projetos futuros.

Simulador da…
“La Demoiselle”
Me acompanha nesse voo?

Falando em “La Demoiselle”, temos uma Réplica sendo pilotada por Santos Dumont e também detalhes de seu processo de elaboração.

A Réplica de…
“La Demoiselle” pilotada por Dumont

Já que estamos falando em projetos, na Exposição, também podemos acompanhar detalhes do famoso “14-Bis”,  através do qual Santos Dumont entrou para a História por ser o primeiro a decolar a bordo de um avião com motor a gasolina em 23 de outubro de 1906. Está exposto, inclusive, uma réplica do Cesto do 14-Bis.

Detalhes da Produção do 14-BIS

E no Hall do Farol Santander tem uma Réplica em tamanho original do 14-Bis, para nos sentirmos como se estivéssemos no Parque de Bagatelle em 1906 acompanhando esse voo histórico.

A Réplica do 14-BIS

Como já deu pra perceber a Exposição “Santos Dumont – O Poeta Inventor” está incrível e super completa. Mas corre que ela só ficará até o dia 15 de outubro de 2023, de terça a domingo das 9h às 20h. Mais informações estão no site: https://www.farolsantander.com.br/#/sp/agenda/exp_24

Continuando a explorar o Farol, seguimos para o 22º andar, onde está a Exposição “Frans Post: O Primeiro Olhar”, que nos convida a viajar pelo Brasil na época da colonização holandesa através das paisagens retratadas por Post.

Viajando pelo Brasil…

Frans Janszoon Post nasceu em 1612 na Holanda e veio para o Brasil em 1637 na comitiva de Maurício de Nassau, permanecendo até 1644. Período suficiente para que pudesse retratar além das lindas paisagens brasileiras, detalhes do cotidiano, dos costumes e tradições da população local.

O famoso Frans Post

A Exposição “Frans Post: O Primeiro Olhar”, nos mostra além de detalhes sobre os Quadros, Projeções em 360º dos mesmos e alguns Comparativos de como os locais eram na época que ele retratou e como estão agora. Vale lembrar que a maior coleção de pinturas de Frans Post, encontra-se no Instituto Ricardo Brennand em Recife, Pernambuco.

A obra “Cachoeira na Floresta”

E o comparativo com o local atualmente

Permita-se sentar por alguns instantes e ficar ali contemplando as paisagens, viajando no tempo e apreciando o Primeiro Olhar.

Apreciando o Primeiro Olhar…

A Exposição “Frans Post: O Primeiro Olhar ficará até o dia 23 de setembro de 2023. Mais informações estão no site: https://www.farolsantander.com.br/#/sp/agenda/exp_22

Descendo mais um pouquinho, vamos agora para o 20° andar, onde está a Exposição “Arigatôbrigado – Arte Japonesa no Brasil / Culturas Conectadas” que homenageia a influência nipônica nos costumes e também na arte brasileira.

Me acompanha em “Arigatôbrigado – Arte Japonesa no Brasil / Culturas Conectadas”?

A Exposição “Arigatôbrigado” conta com obras de artistas japoneses que se destacaram no desenvolvimento da arte nipo-brasileira, como Tomoo Honda, Tomie Ohtake, Tikashi Fukushima, Kazuo Wakabayashi, entre outros.

Com as obras de Tikashi Fukushima
E de Kazuo Wakabayashi

Mas não é só na pintura que essa conexão cultural se destaca, temos também a Arte em Cerâmica, com lindas peças, como esse Vaso com design bem diferenciado de Mieko Ukeseki e as “Coluna Bambu” e “Coluna Coqueiro” de Kimi Nii.

Arte em Cerâmica
O “Vaso” de Mieko Ukeseki

Outra arte que chama atenção na Exposição é a do Vestuário, com uma mostra de Quimonos belíssimos, utilizados tanto para cerimônias especiais, quanto para o trabalho, para apresentações teatrais, entre outras ocasiões.

Os Quimonos e o Lago…
Olha a riqueza de detalhes desse vestuário

Um para cada ocasião…

E olha só que charme essa projeção do Lago de Carpas, que é algo bem característico da cultura japonesa, já que esse peixe é o símbolo de força, determinação e sucesso!!!

O charme do Lago de Carpas

E falando em sucesso, merece destaque esses lindos Painéis de Tecido nos recepcionando, logo que adentramos à sala de Exposições.

Que trabalho belíssimo nesses Painéis…

A Exposição “Arigatôbrigado – Arte Japonesa no Brasil / Culturas Conectadas” ficará até o dia 20 de novembro de 2023. Mais informações e detalhes estão no site: https://www.farolsantander.com.br/#/sp/agenda/exp_20

Outra Exposição que está fazendo muito sucesso é a “Arte da Alma – História da Tatuagem no Brasil” que presta uma homenagem aos artistas tatuadores do Brasil.

Na Exposição “Arte da Alma” é possível conhecer a grande variedade de estilos de tatuagem, como as tradicionais “Old School”, que surgiram nos Estados Unidos no início de século XX e se destacam por suas cores vibrantes e simbologia, como amor, proteção, entre outros sentidos. Em contrapartida com a “BlackWork”, que utiliza somente a tinta preta e o contraste com a pele e era utilizadas em culturas religiosas para simbolizar ritos de passagem, marcas de proteção entre outros significados.

As Tattoos da “Old School”…

E da “Black Work”

Também com origem em crenças religiosas e espirituais estão as “Tribais” e “Geométricas”, que serviam para refletir a identidade e a história das tribos indígenas e da geometria sagrada das civilizações antigas. E ainda nessa seara tradicional encontram-se as tatuagens “Orientais” que são carregadas de simbolismo como bravura e espiritualidade, além de significados mitológicos, como dragões, carpas, divindades, etc.

As “Tribais”
“Geométricas”
E “Orientais”

E como toda forma de arte, a tatuagem também foi se modificando com o tempo, adquirindo nova roupagem, sentido e técnica, são as “Novas Vertentes”¸ que utilizam desde abstração até realismo, letreiros, aquarelas, entre outras modalidades.

As “Novas Vertentes”

Agora que já aprendemos sobre os vários tipos de tattoos, é muito interessante conhecer também os diversos Materiais que são utilizados para concretizar essa arte.

Os Materiais para as tatuagens…

Na Exposição ainda encontramos Troféus e Tatuagens em Pele Artificial. Além de fotos com tattoos, inclusive do curador da mostra, o Antonio Curti, que já é conhecido de outras exposições aqui no Farol e sempre busca trazer novidades, tendências e nos conectar com as diversas formas de arte. Parabéns por mais esse belíssimo trabalho!!!

O Curador da Exposição Antonio Curti
Alguns Troféus

E para fechar com chave de ouro a visita, que tal sentir a “Arte da Alma” na pele. É isso mesmo, tem uma parte imersiva, na qual são projetadas tatuagens em nosso corpo. É uma experiência bem divertida!!!

Sentindo na Pele…
A Arte da Alma

E para fechar com chave de ouro a visita, que tal sentir a “Arte da Alma” na pele. É isso mesmo, tem uma parte imersiva, na qual são projetadas tatuagens em nosso corpo. É uma experiência bem divertida!!!

Que visita cativante, não é mesmo? Para vivenciar tudo isso é só ir até o Farol Santander, que fica na Rua João Brícola, 24 – Centro de São Paulo – próximo à Estação São Bento do Metrô. Lembrando que o funcionamento é de Terça a Domingo das 9h às 20h e a última entrada é às 18h (para dar tempo de concluir a visita antes das 20h). Para maiores informações é só acessar o site: www.farolsantander.com.br

Gratidão de coração sua companhia e te espero no próximo post!!! Ah! Se você gostou dessa postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/)  e se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Arigatôbrigada pela sua companhia!!!

Nas Novidades de Campos do Jordão

O inverno ainda não acabou, e nada melhor que curtir um friozinho num lugar que é referência nesse assunto. Então prepare o casaco e embarque comigo “Nas Novidades de Campos do Jordão”.

Me acompanha nas novidades?

A cidade de Campos do Jordão fica a cerca de 170 km de São Paulo e é chamada de Suíça Brasileira, por conta do seu clima e da sua arquitetura, que é super charmosa. Logo que chegamos, o lindo Portal da Cidade já demonstra o que nos espera…

O famoso Portal da…
Apaixonante Campos do Jordão

Você deve estar estranhando o título desse post… É que os passeios tradicionais de Campos do Jordão já estão numa postagem anterior e nessa de agora quero te mostrar o que está bombando na cidade. Mas se você não lembra ou quer rever é só acessar o link:  https://cadaviagemumabagagem.com/no-friozinho-de-campos-do-jordao/

Vamos começar unindo o tradicional ao novo, que é uma das novas unidades do famoso Pastelão do Maluf, aquele pastel gigante que faz sucesso na Vila Capivari e agora abriu mais unidades: entre elas uma perto do Portal (que foi a que visitamos), uma próxima da Ducha de Prata, mais uma unidade na Vila Capivari, que é o Centrinho de Campos do Jordão e outra no Parque Capivari.

Na Unidade do Portal…
Do Pastelão do Maluf

O Pastelão do Maluf mede 32 centímetros e é bem recheado, uma verdadeira e deliciosa refeição!!! Ele faz muito sucesso entre os turistas e também entre as celebridades, existem várias fotos espalhadas pelo restaurante com todos os famosos que já passaram por lá, inclusive o ex-governador de São Paulo, Paulo Maluf, que “batizou” o estabelecimento em 2005 quando sua visita ao restaurante foi fotografada e divulgada na imprensa, desde então, ele ganhou até uma receita especial de pastel que recebeu seu nome e é feito à base de carne moída, salsa, tomate, azeitona e dois ovos (foi a opção dos meus pais), minha irmã escolheu o de Pernil e eu optei pelo “Cid Moreira III” (com queijo branco, rúcula e tomate).

O Pastelão e as Celebridades…
A Família fazendo a Festa!!!

O Pastelão do Maluf Portal Campos do Jordão é bem espaçoso e tem uma varanda no piso superior que nos proporciona essa linda vista do Portal!!! Para saber mais detalhes sobre os pastéis, os endereços das lojas e os visitantes ilustres é só acessar: http://pastelaodomaluf.com.br/

A Vista do Portal de Campos do Terraço do Pastelão do Maluf

Agora fazendo jus ao título desse post, vamos conhecer o Novo Parque Capivari, que fica bem no Centrinho de Campos do Jordão e foi totalmente revitalizado, com direito a uma nova praça de eventos com um palco sobre o lago, novos pedalinhos, além do novo teleférico e trenó da montanha (que vou comentar mais pra frente), entre outras atrações.

No Novo Parque Capivari
O Lago do Parque

O Parque Capivari foi criado em 1914 com a inauguração da Estrada de Ferro e da Estação Emílio Ribas (onde hoje funciona o Centro de Memória Ferroviária) e ficou famoso na década de 1970 com a construção do primeiro teleférico de cadeirinha monocabo do Brasil. E até hoje é um sucesso na cidade!!! Seu endereço é Rua Engenheiro Diogo José de Carvalho nº 1291 – Bairro Capivari e mais detalhes sobre sua história e atrativos estão no site: https://parquecapivari.com.br/

E o Novo Parque Capivari continua fazendo história, abrigando agora o Novo Teleférico, que é o primeiro modelo de Teleférico Misto da América Latina, com opção de Cadeira com 6 lugares e Cabine com 8 lugares.

O Novo Teleférico Misto de Campos do Jordão
Detalhe da Cabine

Nós escolhemos ir na Cabine do Novo Teleférico e foi maravilhoso!!! A vista é encantadora e como fomos no final da tarde, tivemos a oportunidade de contemplá-la tanto durante o dia, quanto à noite. O Teleférico sai do Parque do Capivari e nos leva até o Morro do Elefante. Vale muito a pena incluir essa novidade no seu roteiro!!!

Na Cabine do Novo Teleférico…
As Irmãs contemplando…
Essa linda vista…
Ao anoitecer também…

Os ingressos para a Cabine do Novo Teleférico custam R$ 60,00 por pessoa (tem meia entrada para crianças e idosos), o valor é de ida e volta e caso você vá com seu pet tem a opção de leva-lo na Cabine Pet (valor à parte). Tanto a cadeira quanto a cabine não são exclusivas, então aproveite para fazer novas amizades durante o percurso😉 . Para saber mais informações, horários e outros valores do Novo Teleférico é só acessar: https://parquecapivari.com.br/atracao/teleferico/

Aproveitando a descida na Cabine…
Para contemplar essa vista iluminada!!!

Outra novidade que está bombando em Campos do Jordão é o Trenó da Montanha, que faz parte do Novo Parque Capivari, mas fica no Morro do Elefante, você pode ir direto pra lá, mas a minha dica pra aproveitar mais o passeio é subir com o Novo Teleférico, andar de Trenó e depois voltar de Teleférico. E outra dica é alugar o guarda-volume quando for comprar o ingresso, porque não é permitido ir com bolsas, mochilas, etc.

O Trenó da Montanha
Com emoção…

O Trenó de Montanha realiza um percurso de 485m e pode atingir até 40 km/h, dependendo da vontade de adrenalina, afinal somos nós que controlamos os freios…rsrs. O trajeto tanto pode ser feito individualmente (que foi o nosso caso) ou em dupla (respeitando o limite de 150 kg). Seja qual for a forma escolhida, a diversão é garantida!!! Como não é indicado levar celular, deixamos na bolsa e como fomos perto do horário de fechar, a equipe não estava mais tirando foto, então não conseguimos registrar esse momento pra te mostrar, mas ficou na nossa memória e vale muito a pena essa aventura!!!

O percurso do Trenó da Montanha

Os valores do Trenó de Montanha são: R$ 50,00 (se for no passeio individual e nesse caso os idosos pagam R$ 25,00) e R$ 75,00 (se for em dupla). Ah! Existe a possibilidade tanto para o Novo Teleférico quanto para o Trenó de adquirir o “Fast Pass” por R$ 50,00 por pessoa para cada atração e ter preferência na fila, nós não utilizamos esse serviço, mas fica a informação caso você queira. E para saber mais detalhes desse brinquedo é só acessar: https://parquecapivari.com.br/parque-capivari-inaugura-treno-de-montanha-em-campos-do-jordao-sp/

Lembra do local que comentei onde o trenó está localizado? Então, esse lugar é o famoso Morro do Elefante¸ que fica a uma altitude de 1800m acima do nível do mar e foi batizado assim por ter um formato parecido com o animal. É um dos pontos turísticos mais visitados da cidade e do seu mirante temos uma vista maravilhosa de Campos do Jordão!!!

No Morro do Elefante…
Admirando a vista…

O acesso ao Morro do Elefante é feito tanto pelo Novo Teleférico, quanto pela estrada normal, nós fomos das duas formas e vale muito a pena ir até lá. Além das atrações que já comentei, lá você também encontra lojinhas e praça de alimentação!

E também ali no Morro do Elefante, do lado oposto ao Mirante, fica o Parque dos Elefantes, que é bem instragramável, com várias réplicas de elefantes e cenários que nos contam a história e a importância dos elefantes ao longo dos anos…

No Parque dos Elefantes…

Muito fofos…

No Parque dos Elefantes também encontramos Mamutes, Rinocerontes, além de Elefantes fofíssimos, Mascotes e até Elefante de Ouro. A entrada no parque é gratuita, mediante autorização para tirar uma foto (que no final eles colocam em um chaveiro e você adquire se quiser). Se preferir não tirar a foto, a entrada custa R$ 10,00.

Saindo do Novo Parque Capivari, acompanhando a linha do trem (sentido Portal), chegamos até a Galeria Villa Capivari, onde fica o Romantik Dalen¸ que é um Parque Romântico, onde fica a Ponte do Eterno, cheia de lindos Guarda-chuvas pendurados e Cadeados, que os apaixonados colocam seus nomes e trancam simbolizando a força da sua união.

No Romantik Dalen…
Com seus guarda-chuvas e cadeados!!!

O Romantik Dalen fica na Avenida José de Oliveira Damas, 582 e funciona diariamente das 8h às 20h. Além da Ponte, o parque conta com outras atrações que estão detalhadas no site: https://romantikdalen.com.br/

Outra atração que é novidade de Campos é o Mirante da Aventoriba, um mirante de vidro a uma altitude de 1.757m que nos proporciona uma vista encantadora da Serra da Mantiqueira.

Contemplando a vista…
do Mirante da Aventoriba

O Mirante é todo de vidro (tanto o piso quanto o parapeito), nos convidando a desfrutar de uma sensação maravilhosa de caminhar nas alturas. Além do mirante, tem uma moldura amarela, para deixar as fotos ainda mais especiais.

Aproveitando a sensação…
De caminhar nas alturas…

O Mirante de Vidro, fica ao lado do guichê de atendimento da empresa de turismo Aventoriba na Avenida Ernesto Diederichsen, 2.962 e custa R$ 15,00 por pessoa a visita, valor esse que é revertido para uma Associação Beneficente da Cidade. Unindo dessa forma o útil ao agradável, além de ajudar a quem precisa, temos de presente contemplar essa Natureza Viva!!!

Viva!!!!

Falando em contemplar a Natureza, vamos agora visitar um outro mirante: o Mirante da Mantiqueira que fica no Parque da Cerveja.

O Mirante da Mantiqueira…
No Parque da Cerveja

O Mirante da Mantiqueira, como o próprio nome diz nos possibilita apreciar uma vista de 180° das paisagens da Mantiqueira. É um local perfeito para relaxar e agradecer a Deus por nos proporcionar essa natureza tão espetacular. O dia estava belíssimo, o que tornou nossa visita ainda mais especial. Outro detalhe bem interessante é que no mirante estão indicadas as distâncias de diversos lugares do Brasil e do mundo. Também tem um Bar para tomar aquela cervejinha, já que o mirante fica no Parque da Cerveja.

Que presente de Deus essa vista!!!
No Bar do Mirante da Mantiqueira

Para chegar até o Mirante da Mantiqueira percorremos uma pequena Trilha, que também é muito bonita e já vai nos preparando para o que encontraremos pela frente. Com direito até uma Fonte de Leão. O valor do ingresso para acessar o mirante é de R$ 78,00 até às 16h e após esse horário (para contemplar o pôr do sol), o valor é de R$ 106. Eu achei bem interessante que na entrada do Parque da Cerveja eles fornecem uma pulseira e tudo que você vai fazer é registrado nela e você acerta tudo no final. É bem prático (e nos ajudou porque esqueci o ticket do Mirante na bolsa que deixei com meus pais no restaurante, foi só aproximar a pulseira e o acesso foi liberado).

Na trilha do Mirante da Mantiqueira
Com direito à Fonte do Leão

Além do Mirante, existem outros espaços no Parque da Cerveja, como os Jardins, inclusive o Jardim Japonês e também o Museu da Cerveja, que é ao ar livre e conta a história da bebida através de totens, além dos espaços gastronômicos como bar e restaurante. A entrada no Parque que dá direito a aproveitar essas atrações custa R$ 61,00.

Com o Símbolo do Parque da Cerveja
No Museu da Cerveja…

Vamos agora para um dos momentos mais aguardados do passeio: a Visita à Fábrica da Cerveja Campos do Jordão e Degustação, onde é possível aprender sobre todo o processo de produção da bebida e ainda degustar seus diversos sabores.

Visitando a Fábrica da Cerveja Campos do Jordão…

Parte final da Fábrica com as Cervejas prontas para distribuição

Na Visita à Fábrica da Cerveja Campos do Jordão descobrimos que são produzidos em média 40 mil litros de cerveja por mês e devido a essa quantidade pode ser considerada cerveja artesanal. E outro detalhe bem interessante é a preocupação deles com a sustentabilidade, pois tudo é aproveitado, como por exemplo, os resíduos de cevada e dos outros ingredientes utilizados na produção da bebida viram suplemento para a alimentação do gado de fazendas vizinhas ou adubo.

Na Fábrica da Cerveja Campos do Jordão…
Conhecendo seus ingredientes

Depois dessa visita, seguimos para a Sala das Barricas, onde acontece a Degustação de seis rótulos da Cerveja Campos do Jordão: Lager, Ginger, Avelã, Pinhão, Dark e American IPA. Minha família super aprovou essa Missão de Degustar e apreciar esses diferentes sabores!!! Além disso, as embalagens são um charme, cada rótulo destaca um cartão-postal da cidade!!!

A hora mais esperada: Momento Degustação!!!
A Degustadora Oficial do Blog!!!

Quem nos conduziu tanto na visita quanto na degustação foi a Guia Maria, que é super atenciosa e didática!!! Ela entende muito do assunto e consegue transmitir para o público de uma maneira muito clara e interessante!!! Lembrando que a Visita à Fábrica da Cerveja Campos do Jordão, incluindo o Tour guiado e a Degustação custa R$ 70,00 por pessoa e vale muito a pena!!!

Com a Guia Maria
Os Rótulos das Cervejas Campos do Jordão

Ah! Também é possível fechar combos promocionais para aproveitar as atrações do Parque da Cerveja, como por exemplo: Entrada + Visita à Fábrica e Degustação + Mirante (até às 16h fica por R$ 178,00 e após às 17h fica R$ 205,00). O endereço do Parque é Estrada Municipal Paulo Costa Lenz Cesar, 2150 – Alto Lajeado – Campos do Jordão). Mais detalhes e informações estão no site: https://cervejacamposdojordao.com.br/parque/

No Parque da Cerveja

Além da cerveja, outro item que faz muito sucesso em Campos do Jordão é o Chocolate!!! Então, visitar as fábricas ou lojas dessa guloseima sempre está no roteiro!!! Entre os destaques está a Maquete de Chocolate da Cacau Show, que retrata a cidade de Campos do Jordão feita de chocolate!!! A maquete é bem grande e fica no piso superior da loja da Cacau Show, que também oferece uma grande variedade de produtos, inclusive com bons descontos. A Loja da Cacau Show fica na Avenida Frei Orestes Girardi, 3527 – no Jardim Atalaia.

Com a Maquete de Chocolate da Cacau Show

Detalhe do Portal de Campos do Jordão feito de Chocolate

Outra loja que chama a atenção é o Castelo do Alfajor da Toco¸ que é a fábrica de alfajor e chocolate da Toco. Ele é todo charmoso e cor de rosa. Imagina o sucesso que está fazendo agora nessa época da Barbie Mania?Ele fica bem próximo do Centrinho de Campos, na Avenida Macedo Soares, 614-642. Mais detalhes estão no instagram: @castelodoalfajorcamposdojordao

No Castelo de Alfajor da Toco
E a Fachada do Castelo

Ainda no quesito chocolate, vale muito a pena visitar a Fábrica de Chocolate Araucária, que surgiu em 1991 e vem se expandindo ao longo dos anos. E sempre que vamos a Campos do Jordão é um lugar que está no roteiro da chocólatra aqui…

Chocolover Sempre!!!
A História do Chocolate

Na parte térrea fica a Loja, a Cafeteria, a Sorveteria e a Fábrica de Chocolate Araucária¸ mas a vista da fábrica é melhor do piso superior, já que é toda de vidro e nos permite acompanhar detalhes da produção. Nesse piso também fica mais espaços de Cafeteria e um Museu¸ que nos mostra detalhes e curiosidades da história do chocolate. Nesse passeio, degustamos chocolate quente, chocolate em barra, sorvete… Enfim, fizemos a festa!!!

No Museu…

A Fábrica de Chocolate Araucária fica na Rua Amadeu Carletti Jr., 255 – na Vila Jaguaribe e mais informações estão no site: http://www.chocolatearaucaria.com.br/site/visite/

Bem perto dali fica outro lugar que também vale muito a pena incluir no seu roteiro, a Hamburgueria 3 Varinhas, que conta com uma decoração inspirada no universo do bruxinho mais amado de todos os tempos: Harry Potter!!!

A decoração temática da…
Hamburgueria 3 Varinhas

A Hamburgueria 3 Varinhas possui vários ambientes e todos eles super instagramáveis para você se divertir e registrar cada detalhe para postar nas redes sociais e realmente mergulhar no mundo da magia!!! Se você só quiser conhecer e fotografar, sem consumir no local, é cobrado o valor de R$ 15,00 por pessoa, mas se você for consumir, fica isento desse valor. Também tem uma lojinha com produtos temáticos.

Muita diversão nos ambientes…
Preparada para voar!!!
Quem não gostaria de conhecer o quarto do Harry?

Nós optamos por consumir, e o cardápio da Hamburgueria 3 Varinhas tem várias opções, inclusive vegetariana, que foi a milha escolha: o “Mandrago” (pão de brioche, hamburguês de proteína de soja, alface e tomate, acompanhados de fritas) e o da minha irmã foi o “Dupla” (pão de brioche, hamburguer bovino de 140g, dupla de queijos: chedar e prato, acompanhado de fritas e maionese da casa. Minha bebida foi o “Elixir de Frutas Vermelhas” (soda italiana com sabor de frutas vermelhas) e a da minha irmã foi o “Campus Felices” (sem álcool, à base de suco de laranja e soda e que mudava de cor). Tudo estava muito bom!!!

Um brinde…

Lanchando e sendo observadas…

A Hamburgueria 3 Varinhas fica na Avenida Frei Orestes Girardi, 3301 na Vila Jaguaribe e funciona de quinta a domingo a partir das 12h. Costuma lotar aos finais de semana, então é melhor já deixar reservado para garantir. Mais informações e reservas estão no Instagram deles: @3_varinhas.

Seguindo agora para a Vila Capivari, no Centrinho de Campos do Jordão, fomos visitar a Paróquia de São Benedito, que fica na Avenida Macedo Soares, 55 e também recebe muitos visitantes. A Igreja foi inaugurada em 1946 e projetada pelos arquitetos Américo Salfati e Mário Buchighani. É muito acolhedora e transmite muita paz!!! Embora não seja uma novidade em Campos do Jordão, vale a pena fazer uma visitinha para agradecer a oportunidade de estar na cidade!!! Que São Benedito abençoe a todos nós!!!

Paróquia de São Benedito
Seu interior acolhedor
E São Benedito a nos abençoar!!!

Falando em receber muitos visitantes, um lugar que é mestre no assunto é o Parque Pico do Itapeva, com seu Mirante que fica a aproximadamente 2.030m de altitude e nos presenteia com uma vista incrível!!! Parece que estamos caminhando nas nuvens…

Contemplando a vista maravilhosa…
No Parque do…
Pico do Itapeva
Um verdadeiro presente de Deus!!!

O nome “Pico do Itapeva” é de origem tupi-guarani e significa “Pedra Chata” e realmente se prestarmos atenção tem esse formato achatado no seu topo, o que colaborou para a arquitetura do Parque e para a vista privilegiada da Serra da Mantiqueira e das cidades do Vale do Paraíba.

A vista privilegiada da “Pedra Chata” ou

Além do Mirante, o Parque do Pico do Itapeva, possui uma Cafeteria em formato de Castelo, que se destaca no alto da montanha e é uma excelente opção para tomar aquele Chocolate Quente em Família apreciando a paisagem!!!

A Família reunida…
No Castelo do Pico do Itapeva…
Na Cafeteria com direito a…
Chocolate Quente apreciando a paisagem

O Parque do Pico do Itapeva também possui um pequeno Lavandário, ao redor do Castelo, que deixa o ambiente ainda mais charmoso e especial.

Caminhando no…
Lavandário do Pico do Itapeva
Cenário mais que encantador!!!

­O Parque Pico do Itapeva fica na divisa com Pindamonhangaba, mas o acesso é feito somente por Campos do Jordão, na Avenida Senador Roberto C. Simonsen. O ingresso custa R$ 20,00 (estudantes e idosos pagam meia – R$ 10,00 e tem valor diferenciado para excursões) e o estacionamento custa R$ 20,00 – vale lembrar que na bilheteria eles não aceitam cartões, então é bom se programar para levar o valor em dinheiro, mas o pagamento também pode ser feito por PIX ou transferência bancária caso você esqueça. Para maiores informações é só entrar em contato pelo Whatsapp deles: (12)99681-1188.

Descendo a estrada do Pico do Itapeva, sentido centro de Campos do Jordão, vale a pena incluir no seu roteiro uma parada no Prana Park, que é um parque recheado de aventura e contato com a natureza.

O que nos espera…
No Prana…
Park

Vamos começar nossas atividades no Prana Park fazendo um “voo” na Mega Vassoura e contemplando essa vista maravilhosa dos Redários.

Depois do aquecimento de ontem…

E depois relaxar…
No Redário do Prana Park

Outra atração que é show no Prana Park é o Mega Balaço Infinito, que é o balanço mais alto do Brasil. Imagina a sensação de se balançar bem no alto da montanha, com essa vista para o horizonte. Nós fomos no meio do dia, e já foi incrível, mas se você puder ir na hora do por do sol com certeza terá uma experiência ainda mais admirável!!!

As Irmãs no Mega Balanço Infinito…
Com muita emoção!!!

Agora a aventura que é sucesso absoluto no Prana Park é o Pedal nas Nuvens, mais conhecido como Bike Aérea. Isso mesmo que você está lendo… Prepare-se para pedalar nas alturas!!! Tanto a pessoa quanto a bicicleta são presos por cabos de aço. A velocidade do percurso é você que controla, a bike é elétrica e você que vai acelerando se quiser com emoção ou terminar chegar logo em terra firme…rsrs.

Preparadíssimas para embarcar na aventura da…
Na Bike Aérea
Uma sensação de liberdade incrível!!!

A Bike Aérea do Prana Park é uma experiência maravilhosa, no começo você pode até sentir um friozinho na barriga, mas depois, pedalando nas alturas e contemplando uma vista incrível, dá uma sensação de liberdade e gratidão por ter a oportunidade de vivenciar uma aventura assim. Chegando do outro lado, você desce pra trocar a bike de lugar e faz o percurso de volta. Sim!!! É ida e volta para ser mais emocionante ainda. Pelas fotos já dá pra ter uma ideia de como é sensacional. Todo o percurso é filmado através de drone pelo João Luiz de Sousa, que arrasou!!! Ele tem o canal no Youtube “Visão Aérea” que mostra paisagens lindas de Campos do Jordão vistas do alto, é só acessar o link pra conferir:   https://www.youtube.com/c/visaoaereacamposdojordaosp! Voltando ao nosso passeio de Bike, você contrata esse registro do drone (R$150,00) se quiser, mas vale muito a pena, afinal não é todo dia que você pedala nas nuvens…

Que imagens lindas captadas pelo João Luiz com seu drone!!

Pedalando nas nuvens…

Para você sentir como foi nossa experiência na Bike Aérea e nos outros passeios em Campos do Jordão, é só dar uma olhadinha nesse vídeo que postei no nosso Canal do Youtube e depois me fala se realmente não é top: https://youtu.be/T-I_CfcKlhA

Uma experiência mais que especial!!!

Do outro lado onde chega a Bike Aérea fica uma linda Plantação de Oliveiras,  as Asas de Anjo e um Caminho de Hortências.  Depois que terminar o passeio da bike, vale a pena cruzar o parque e ir explorar essa área.

Na linda Plantação de Oliveiras…

No Prana Park tem o Restaurante Prana Gourmet, que oferece uma Culinária Serrana de alta qualidade!!! Meus Pais e Irmã optaram pela “Costela Fogo de Chão” (que eles ficaram vendo assar enquanto a Ane e eu fomos curtir as atrações) e super aprovaram, para harmonizar escolheram o Vinho Argentino Sin Palabras Malbec. Minha opção vegetariana foi o “Risoto de Cogumelo”, que estava delicioso e acompanhado de Limonada Suíça e de sobremesa foi “Petit Gateau” e “Torta de Limão”.  Tudo estava maravilhoso!!!

A Família no Restaurante Prana Gourmet

A Limonada Suíça…
E as Sobremesas:“Petit Gateau” e “Torta de Limão”

O ambiente do Restaurante Prana Gourmet é super acolhedor, a comida deliciosa e o atendimento excepcional!!! Nosso agradecimento especial ao Pablo que foi muito atencioso e prestativo.

No Restaurante Prana Gourmet…

O valor de entrada do Prana Park é R$40,00 por pessoa (idosos e crianças pagam meia entrada – R$ 20,00) e dá direito a passear pelo parque e curtir atrações como Redário, Mirante, Asas, Vassoura, Balanço Infinito e Prana Kids. As outras atividades são pagas como o Pedal nas Nuvens ou Bike Aérea (R$120,00 por pessoa), Mega Tirolesa (R$ 100,00) e Passeio a Cavalo (R$ 70,00). Também tem a possibilidade de adquirir o Day Use, que inclui entrada e todas as atrações (uso ilimitado) por R$350,00. Ao lado do Prana Park fica o Prana Pôr do Sol, que é um restaurante que conta com três balanços e um ambiente todo preparado para contemplar o por do sol e já está na minha lista para a próxima vez que voltar em Campos do Jordão!!

No Prana Park!!!

O Prana Park funciona todos os dias das 10h às 18h e o estacionamento custa R$30,00 a diária. Você deixa o carro no estacionamento e uma van leva até o parque. O endereço é Avenida Gustavo Biagioni, 7900 – Estrada do Pico do Itapeva. Mais informações estão no site: https://pranapark.com.br/ . Vale muito a pena visitar esse parque e aproveitar tudo que ele tem a oferecer!!! Deixo aqui um agradecimento especial ao Rogério, que foi muito prestativo e atencioso conosco, providenciando toda a acessibilidade para que minha família desfrutasse de momentos tão especiais!!! E muita Gratidão a Deus por essa natureza exuberante e por nos permitir estar aqui!!!

A Ducha de Prata é um lugar super tradicional de Campos do Jordão e que sempre vale uma visita, além de render belas fotos para as redes sociais!!!

Na Ducha de Prata

E é na Ducha de Prata que fica o Parque “A Selva”, que nos transporta para um ambiente selvagem, com diversos animais, como Servo, Urso, Leões, Pantera, Onça, Girafa, Águia, Cachorro, entre outros.

Na Selva da Ducha de Prata…

Com esse lindo casal Leonino!!!

O Parque “A Selva” ainda conta com Elefante, Letreiro da Cidade¸ Mago Merlin, entre outros espaços instagramáveis. A entrada (assim como no Parque dos Elefantes) é gratuita, mediante autorização para tirar uma foto (que no final eles colocam em um chaveiro e você adquire se quiser). Se preferir não tirar a foto, a entrada custa R$ 10,00.

Amei esse Letreiro!!!
Com mais um Elefante Dourado… Acho que é um sinal…
Vou perguntar para o Mago…

A Ducha de Prata fica na Avenida Senador Roberto Simonsen – Vila Inglesa, funciona diariamente e a entrada é gratuita.

Outro lugar que é bem tradicional e merece sempre ser visitado em Campos do Jordão é a Vila Capivari, que é o Centrinho da cidade, com uma arquitetura super charmosa em estilo europeu. A Vila é repleta de bares, restaurantes, lojas e diversos atrativos que encantam os turistas!!! É bem provável que você passe todos os dias por lá, durante sua estada em Campos.

O Charme da Vila Capivari…

Toda a beleza da Vila…

Outra coisa que com certeza você vai fazer na cidade é acompanhar a Temperatura em Campos do Jordão, sempre buscando a mais fria… Nós conseguimos registrar entre nove e zero grau. Isso mesmo, zero grau quando estávamos voltando da balada.

Até Chegar a O°C na volta da balada…

Falando em balada, uma que é top em Campos do Jordão é a Winter Lounge, que há mais de 15 anos vem agitando a cidade com muita música pop e eletrônica. E que sempre está presente nas nossas visitas a Campos.

As Irmãs curtindo na Winter Lounge

E dessa vez quem estava animando a night na Winter Lounge era a DJ Carol Seubert, que é sensacional!!!

Muita Animação!!!
A DJ Carol Seubert agitando a night!!

A Winter Lounge fica na Av. José de Oliveira Damas, 500 – Capivari. Para saber a programação completa e mais detalhes das atrações é só seguir no insta: @winterlounge

Outro lugar que também vale visitar sempre em Campos do Jordão é o Parque da Cerejeira, em especial na época da Festa da Cerejeira¸ entre julho e agosto, quando acontece a florada.

Na Festa da Cerejeira…

A Cerejeira (ou Sakura) é uma árvore que é o símbolo do Japão e quando acontece sua florada é motivo de celebração. Sendo assim, a Festa da Cerejeira é um “hanami”, ou seja, um costume japonês de contemplação da beleza das flores da Sakura, comemorando a chegada da primavera. É  realmente um espetáculo da natureza!! Ficar observando as flores acalma e enche nosso coração de alegria!!!

Contemplando a Florada…

Além da admiração da florada, a Festa da Cerejeira conta com várias apresentações artísticas e tem um espaço bem confortável para que o público possa ficar sentado e assistir ao shows. Também tem feira de artesanato e uma Praça de Alimentação recheada de Pratos Típicos da Culinária Japonesa e a Sakerita que não poderia faltar… O que me fez parecer até uma Gueixa….rsrs

A Família aproveitando as Apresentações….
E a Culinária Japonesa

O Parque da Cerejeira também tem novidades, entre elas a Estátua do Buda de Kamakura, que é uma réplica do Grande Buda “Daibutsu”, o Grande Buda Armida, que significa “Luz Infinita”. A Estátua é feita de bronze, fica na Província de Kanagawa e é considerada a maior estátua ao ar livre no Japão. Que a “Luz Infinita” possa brilhar para todos!!!

Buda de Kamakura
Que a Luz Infinita possa Brilhar!!!

Outra novidade do Parque da Cerejeira é o Mirante, que fica bem no alto do parque e nos proporciona uma linda vista das Araucárias e também da cidade. O percurso é um pouco longo, mas mesmo durante o caminho é possível apreciar lindas paisagens, inclusive de um outro mirante.

Contemplando as Araucárias…
No Mirante…

As paisagens do Caminho…
E do outro Mirante

Outro lugar lindo do Parque da Cerejeira é o Jardim Oriental, com sua Ponte, Cascata, Carpas e toda a atmosfera para nos permitir vivenciar um pouquinho mais da riqueza cultural japonesa!

No Charmoso Jardim Oriental!!!
Com sua Cascata…
E Carpas

Os ingressos para a Festa da Cerejeira custam R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada), é uma festa beneficente organizada pelo Recanto de Repouso Sakura-Home e toda a renda arrecadada vai para a manutenção dessa instituição. O Parque da Cerejeira fica na Avenida Capitão Tassaburo Yamaguchi, 2173 e maiores informações estão no site: https://parquedacerejeira.com.br/festa/2023/

E com essa imagem do Mirante do Parque da Cerveja, vou encerrando esse post. Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem ) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Gratidão de coração e até o próximo post!!!

Na Adrenalina x Calmaria de Tuiuti

Já imaginou a sensação de pilotar carros tops do mercado em uma pista de corrida, ou então encarar os desafios de uma trilha off road, seja com um 4×4 ou um UTV, e ainda desfrutar da calmaria de observar um lago, contemplar o pôr do sol e colher cogumelos, tudo isso na mesma cidade?

Atiçou sua curiosidade, não é mesmo? Então é só me acompanhar “Na Adrenalina x Calmaria de Tuiuti”. Vamos começar nosso tour?

Na calmaria para começar a adrenalina…

Tuiuti fica na Região de Bragança Paulista, a uma distância de cerca de 115 km da capital paulista. Sua fundação se deu em 1890, porém sua emancipação foi em 1991, ou seja, é uma cidade recente, que vem conquistando seu espaço e está entre as 5 cidades brasileiras selecionadas para participar do Concurso Internacional “Melhores Vilas Turísticas” da Organização Mundial do Turismo (OMT). Estamos na torcida!!!!

Respeitando a ordem do título da matéria, vamos começar nossa postagem pela “Adrenalina” no Motor Park Haras Tuiuti, que é o primeiro parque temático de mobilidade do Brasil e nos proporciona experiências incríveis!!! Nele, a aventura é garantida e tudo é feito com muita segurança para que o passeio seja inesquecível!!!

Preparada para grandes emoções no Motor Park Haras Tuiuti!!!

O Motor Park Haras Tuiuti funciona da seguinte maneira: você adquire o ingresso online (que foi o nosso caso) ou na bilheteria (porém se deixar para comprar na hora pode ser que tenha esgotado, por isso, recomendo a compra antecipada) e nele estão inclusos os Testes Drives On Road e Off Road, os Simuladores na Sala de Games e os Brinquedos de rua (carrinhos de rolimã, patinetes e bicicletas). Tem outras atrações pagas à parte que vou comentar adiante. O valor do ingresso adulto é R$80,00 (tem meia entrada para idosos e estudantes) e pode ser adquirido no site: https://motorparkht.com.br/ingressos/

É só escolher o carro…
E se jogar na Pista!!!

Logo que você entra no Motor Park Haras Tuiuti, já encontra o local onde é feito o cadastramento do termo de responsabilidade (com seus dados pessoais e CNH) e agendamento para as experiências que quer vivenciar. Como o é feito um agendamento por vez, sugiro que você escolha primeiramente o carro que mais tem vontade de conhecer e na sequencia vá agendando os demais veículos. Minha Irmã Ane optou pelo Teste Drive Off Road com o Nissan Frontier Pro4-X e eu embarquei com ela nessa aventura. Lembrando que todos os percursos são acompanhados por instrutores que vão nos passando informações dos carros e também dos obstáculos na pista.

A Ane ansiosa para o desafio OffRoad…

O Circuito Off Road tem desafios que realmente impressionam e são pura adrenalina, como a caixa de ovo (que são os buracos), a parada lateral, a subida e a descida de quase 90°, entre outros. Amamos a experiência!!! O outro veículo que também estava disponível para esse teste era o VW Amarok V6 e pelas fotinhos dá pra perceber o que esses dois 4×4 enfrentaram!!!

Olha que show a Pista Off Road dos 4×4!!!
Encararia o desafio de ficar de lado na pista?

Subida e Descida com Emoção!!!

Mais uma experiência OffRoad acontece em outra arena e é com o UTV Polaris, o RZR Trail S, e é muuuuuito divertido!!! Nesse caso é necessário colocar capacete para aproveitar ao máximo a aventura e o acompanhamento do instrutor!!! Vale lembrar que UTV é a sigla “Utility Task Vehicle“, que traduzindo significa “Veículo Utilitário Multitarefas” e é utilizado para trilhas e competições off-road, já que não é emplacado e não tem vidros.

Olha o percurso que nos espera!!!
Preparadíssima para encarar essa aventura…

A Maninha Ane também adorou!!!

Continuamos nosso passeio pelo Parque, conhecendo as novidades, como o Nissan Leaf – Elétrico, uma linda Yamaha e também os clássicos, como a Kombi.

Conhecendo o Nissan Leaf…
Tirando onda na Yamaha…
E na Kombi!!

Seguimos agora para a Pista On Road, onde nos sentimos como pilotos em pistas de corrida, com direito a curvas, área reta para uma velocidade maior e muuuita adrenalina!!! Aqui também somos acompanhados por instrutores técnicos que vão nos passando detalhes sobre os carros. Minha primeira experiência nessa pista foi com o BYD Yuan Plus que é elétrico e muito gostoso de dirigir. Foi uma sensação maravilhosa, de leveza e liberdade!!! Sem falar que super combinou com meu look, adoraria ter um desse em casa…rsrs.

Começando os trabalhos na Pista com o BYD Yuan Plus…. E look combinando…
Uma experiência incrível!!!

Ainda na Pista On Road, foi o momento da Minha Irmã vivenciar a experiência com o Jeep Renegade T270, com direito a muita emoção nas curvas!!!

A Ane começando na Pista On Road com o Jeep Renegade…
Com direito a essa vista linda…

Continuando no Circuito On Road, chegou minha vez de pilotar o VW T-Cross 250 TSI, que também foi divertido e pra variar combinou com meu look. Assim fica difícil escolher…rsrs

Agora vamos de T-Cross (continuando combinando com o look…)
Animada para mais uma aventura!!!

E a Minha Irmã continuando na paleta de cinza/ prata foi de VW Taos 250 Tsi (brincadeiras a parte, a cor foi só uma coincidência) e a experiência dela também foi super top!!!

A Ane de Taos (e na paleta cinza/prata…rsrs)
Com emoção…

Agora foi minha vez de adotar a cor prata e testar o VW NOVO VIRTUS, um sedan muito confortável e um dos instrutores mais divertidos que nos acompanhou!!! Foi uma maneira muito especial de fechar nossa participação no Circuito On Road.

Finalizando a Pista On Road em grande estilo no Virtus….

E adrenalina!!! Me segura nas curvas…kkkk

Só lembrando que cada teste dura em média 5 minutos, e apesar de parecer pouco tempo, é uma experiência única. Não deu tempo de fazer todos os carros, mas valeu muito a pena!!! E uma dica super importante: o Motor Park Haras Tuiuti só funciona aos finais de semana e essa Primeira Temporada (que começou no ano passado) vai só até o dia 30 de julho de 2023. Então, corre pra aproveitar!!!

O Motor Park Haras Tuiuti fica na Rodovia Eloy de Camargo Bueno, km 4 – Passa Três – Tuiuti/SP. Para maiores informações e detalhes da temporada é só acessar: https://motorparkht.com.br/

Está pensando que a aventura acabou? Ainda não!!! Lembra que comentei que tinha atrações no Motor Park Haras Tuiuti que eram cobradas à parte? Uma delas, nós tivemos a oportunidade de participar e foi maravilhosa!!! Estou falando do Fusca Adventure!!!

E tem mais adrenalina pela frente…
No Fusca Adventure!!!

O Fusca Adventure é um passeio de fusca pela região. É uma excelente forma de celebrar os 70 anos da Volkswagen no Brasil, que com certeza faz parte da nossa história, no meu caso, por exemplo, o fusca foi o primeiro carro que andei na vida (meu pai tinha um fusca quando eu nasci…).

O valor do Fusca Adventure varia de R$150,00 a R$ 250,00 dependendo do roteiro, que são dois: o Roteiro Light (que dura aproximadamente 40 minutos e não tem parada, saindo às 12h, 13h e 14h, no valor de R$150,00 para até 4 pessoas) e o Roteiro Full (que dura aproximadamente 1h30 e conta com uma parada para café e degustação de quitutes no “Cogumelos Serrano”, saindo às 15h, no valor a partir de R$ 200,00 para 1 ou 2 pessoas). Ambos os roteiros nos levam para um passeio na área rural de Tuiuti.

Partiu Diversão!!!

Os Fuscas disponíveis para esses roteiros são os últimos exemplares produzidos no Brasil, eternizados como “Fusca Itamar” e que foram reformados recentemente. O que nós fomos foi esse Verdinho Lindo que é da série ouro e de colecionador. Uma super responsabilidade dirigir um carro assim. Detalhe que no Fusca Adventure, os instrutores vão no primeiro e no último carro para acompanhar e nós vamos dirigindo sozinhos.

Que Verdinho mais charmoso!!

O Fusca Adventure é uma experiência que vale muito a pena, durante o percurso, através do rádio, o instrutor vai nos passando informações tanto dos locais por onde estamos passando, quanto da história do Fusca. Se você quiser, é possível comprar esse passeio pela internet, eu não sabia, deixei pra comprar na hora e não tinha mais vaga para o Roteiro Full, então fizemos o Roteiro Light e depois encontramos o pessoal do Roteiro Full no “Cogumelos Serrano” (é uma opção caso já esteja lotado, porque essa parada é sensacional?). Mais detalhes e ingressos estão no site: https://motorparkht.com.br/fusca-adventure/ e para acompanhar suas aventuras é só seguir as redes sociais: https://www.instagram.com/fuscaadventure/

Detalhe do Painel do Fusca…

A Expedição chegando no Cogumelos Serrano

Agora você vai entender porque que fiz questão de fazer essa parada!!! É que a Loja Cogumelos Serrano é produtora de Cogumelos. Isso mesmo, já pensou que interessante conhecer uma “fazenda” de cogumelos, aprender sobre seu cultivo, poder colhê-los e ainda degustar pratos deliciosos feitos com ele? Tudo isso e muito mais nos espera nesse tour!!!

No Cogumelos Serrano

Os proprietários da Cogumelos Serrano são o Jorge e a Sandra, que são super acolhedores e atenciosos!!! Ele nos explicou os detalhes da produção, as espécies de cogumelos cultivados ali, os benefícios para nossa saúde, entre outros detalhes e ela é a responsável por preparar todas as delícias que degustamos, como o Croissant de Cogumelos, os Docinhos de Cogumelos, entre muitos outros quitutes maravilhosos (além de nos passar várias dicas de turismo da cidade). Enfim a visita à Cogumelos Serrano é imperdível!!!

A Mesa da Cogumelos Serrano repleta de delícias…

Dentre as espécies de cogumelos produzidas na Cogumelos Serrano estão o Shimeji Branco eo Shimeji Rosa (que eu não conhecia), e eles ficam em estufas climatizadas, após o substrato (de bagaço de cana ou outro material orgânico) receber a “semente” de cogumelo (que na verdade não é uma semente por não ser uma planta, e sim, um fungo, mas é um tipo de preparo que permite o cultivo) e depois de certo tempo já estão prontos para a colheita.

As Estufas dos Cogumelos…

Foi muito interessante visitar as estufas e ter a experiência de colher os cogumelos. Eu que sou vegetariana, sou uma grande consumidora desse produto que é tão rico em nutrientes, então, fiz a festa no colha e pague da Cogumelos Serrano!!!

E Momento Felicidade com essa Experiência!!!

A Cogumelos Serrano é um exemplo de sustentabilidade, possui horta orgânica, composteira, entre outros itens sustentáveis. E além dos cogumelos in natura que colhemos, na loja é possível encontrar vários produtos artesanais. O endereço é Estrada Municipal José Camargo Filho, 76 – Recanto Santa Paulina – Tuiuti/SP e para acompanha-los é só seguir suas redes sociais: https://www.instagram.com/coguserrano/ e https://www.facebook.com/CogumelosSerrano . Muita Gratidão à Sandra e ao Jorge por nos proporcionar esse passeio tão especial!!!

Lembra do título do post: “Na Adrenalina x Calmaria de Tuiuti”? A Adrenalina já vivenciamos, então, chegou a hora da calmaria… E para isso nada melhor que contemplar uma linda vista no Parque do Lago ou Lake Park de Tuiuti.

Momento Relax no Parque do Lago…
Ou Lake Park de Tuiuti…
Que lugar mais encantador!!!

O Parque do Lago Municipal de Tuiuti foi inaugurado em 01 de novembro de 2020 e é um excelente lugar para praticar esportes, relaxar, apreciar a natureza e vivenciar a tranquilidade e a paz da cidade!!! Lembrando que ele fica na Rua Zeferino de Lima nº 165.

Falando em tranquilidade e paz, nada melhor que visitar outro lugar que nos transmite tudo isso, não é? Então, seguimos agora para a Igreja Matriz de São Sebastião, padroeiro da cidade, que é protetor contra a fome, a peste e a guerra e seu dia é comemorado em 20 de janeiro.

Na Igreja Matriz de São Sebastião
Detalhe do Vitral Iluminando…
São Sebastião!!

Tudo começou com uma capelinha em homenagem à São Sebastião no início do século XX, depois passou a ser uma igreja de taipa (ambas em outros locais) e em 1917 começou a construção da Igreja Matriz na localização atual (alto de uma colina), que durou 10 anos, tornando-se em 25 de Novembro de 1928 a Paróquia de São Sebastião de Tuiuti.

No Interior da Igreja Matriz de São Sebastião

A Igreja Matriz de São Sebastião é muito bonita e acolhedora. Mais detalhes sobre a história da Paróquia e a devoção à São Sebastião estão no site: https://paroquia-sao-sebastiao-tuiuti7.webnode.pt/sobre-nos/ . Que São Sebastião e todos os Santos derramem suas bençãos sobre nós!!!

Detalhes do Altar da Igreja Matriz de Tuiuti

Em frente à Igreja, fica a Praça de São Sebastião, conhecida também como Praça da Matriz, que é muito charmosa e tem uma linda Gruta de Nossa Senhora de Lourdes. Que Ela também nos abençoe e interceda a Jesus por todos!!!

Na Gruta de Nossa Senhora de Lourdes
Detalhe da Imagem de Nossa Senhora de Lourdes
Na Praça de São Sebastião…

E em frente a essa praça, fica a Praça Major Felício, que também é muito bonita, arborizada, bem cuidada e tem um lindo Coreto.

Na Praça Major Felício…
Detalhe do Coreto da Praça

E é na Praça Major Felício que acontecem grandes eventos na cidade, como a Festa Julina (organizada pelo Grupo Oração em Missão da Paróquia São Sebastião), que tivemos a oportunidade de participar, com direito a barracas, comidas típicas e apresentações de danças tradicionais.

Animada para a Festa Julina na Praça Major Felício…

Também na Praça Major Felício estava acontecendo a Exposição “Venha Ver o Sol em Tuiuti”, com poemas de Reginaldo Meana e Carlinhos Jequitinhonha, várias fotos do Pôr do Sol como a da cachorrinha Luna contemplando o crepúsculo (amei a minha xará) e Obras da talentosíssima Sandra Scavassa, como “Pássaro Flor”, “Luz”, “Plenitude” entre outras.

Com a artista Sandra Scavassa e a Obra “Plenitude”…

Detalhe da Belíssima Obra “Pássaro Flor”…
E da Cachorrinha Luna contemplando o Pôr do Sol

Foi um verdadeiro presente termos a oportunidade de conhecer essa grande artista que é a Sandra Scavassa!!! Além de seu trabalho belíssimo e conceituado, é uma pessoa extremamente atenciosa e receptiva. Ela nasceu em Amparo, é moradora de Tuiuti, foi professora de Ciências e Educação Ambiental durante trinta anos no Ensino Público do Estado de São Paulo (continua desenvolvendo um papel muito importante nessa área na Agrofloresta Monalisa, que vou explicar mais pra frente) e produz suas obras através de um processo intuitivo, de onde surgem rostos, cores, movimentos e cenários, tudo isso sendo influenciado pela sua vivência e cumplicidade com a natureza!!!

A Talentosíssima Sandra Scavassa…
Catálogo de suas obras que estão na Exposição…
Como “Girassóis”, acompanhada do Poema “Ciclo da Vida”

Falando em processo de criação, a Sandra Scavassa está preparando uma nova exposição, valendo-se de um processo criativo bem diferente, no qual ela homenageia grandes artistas mulheres, mas não fazendo releituras de suas obras, e sim pesquisando os procedimentos que foram utilizados por essas artistas e que as tornaram especiais e marcantes, como por exemplo, a criação de autorretratos conceituais, com o uso de adereços e outros itens de Cindy Sherman, que inspiraram a Sandra na obra “Somos Muitas”, onde ela usa sua própria foto trabalhando na Agrofloresta.

A Obra “Somos Muitas”

Outra artista que inspirou a Sandra Scavassa foi a pintora Djanira que retrata em suas obras tarefas do cotidiano, costumes e tradições de várias religiões, o que Sandra sintetizou na obra “A Costureira”, onde o bule (que era o objeto onde a Djanira colocava seus pincéis) recebe as cores vindas da janela aberta (natureza) e transporta para as figuras religiosas de Iansã e Iemanjá que acompanham “A Costureira”, que tem asas angelicais, tudo interligado e em perfeita conexão!!!

“A Costureira”

E mais uma obra que fará parte da nova exposição é “Eu Frida”, que pelo próprio nome já nos remete à icônica pintora mexicana Frida Kahlo, que é famosa pelos seus autorretratos e inspiração na natureza, nos regionalismos e no surrealismo. Nessa obra, a Sandra Scavassa retratou a Frida num universo vermelho, pulsante de um coração, envolto pela fauna e flora que são tão marcantes para as duas!!!

“Eu Frida”

Realmente, são trabalhos tocantes!!! Fica aqui o convite para conhecer mais do trabalho da Sandra Scavassa através de suas redes sociais: https://www.instagram.com/sandracristinascavassa/ . É só seguir para ficar sabendo também das datas e locais de suas próximas Exposições. Muita Luz, sucesso e inspiração para a Sandra!!!

A Obra “Luz” de Sandra Scavassa!!!

Falando em inspiração, lembra que comentei que a natureza estava muito presente na vida da Sandra Scavassa e que ela continuava desenvolvendo um trabalho nesse sentido? Então, tudo isso acontece na Agrofloresta Monalisa, que é um espaço de agricultura orgânica, educação ambiental e cultura e onde muitos dos registros de Pôr do Sol da Exposição foram captados, como o da Luna, por exemplo!

O Pôr do Sol na Agrofloresta Monalisa…

Na Agrofloresta Monalisa, é possível fazer uma visitação guiada pelo campo, onde a Sandra proporciona aos visitantes uma verdadeira aula de educação ambiental, em meio à belíssimas paisagens, além de um maravilhoso Café Rural (que já está na minha lista para a próxima visita a Tuiuti)!!!

O Café Rural da Agrofloresta Monalisa…

Paisagens!!!

A Agrofloresta Monalisa fica na Rodovia Benevenuto Moretto/ Loteamento Caminho das Águas s/n Km 19 – Unnamed – Tuiuti e funciona de quarta a domingo das 8h às 17h (mediante agendamento). Para maiores informações é só acessar suas redes sociais: https://www.instagram.com/agroflorestamonalisa/ e https://www.facebook.com/turismoruraltuiutisp/

Todo esse passeio está dando fome, não é mesmo? Então, prepare-se que vamos conhecer agora um dos restaurantes mais famosos e tradicionais de Tuiuti: o Ponto do Peixe¸ que como o próprio nome diz é especialista em peixe (visto que a cidade tem o Rio Jaguari que é o grande fornecedor desse alimento na região).

Mas não se preocupe que o Ponto do Peixe  também tem outras opções de pratos, inclusive para vegetarianos (como eu). Então, eu fiquei com a Batata Frita e a minha irmã com a Truta Individual, que é um dos principais da casa e ela super aprovou o tempero. Assim como o ambiente e o atendimento!!!

Apreciando os pratos do Ponto do Peixe
A Truta Individual e a Batata Frita
Minha Irmã super aprovou!!!

O Ponto do Peixe fica na Rua Antônio Pires de Camargo, 472 – Bairro do  Passa Três – Tuiuti e mais informações estão nas redes sociais: https://www.instagram.com/pontodopeixe2020

Para fechar com muita paz e calmaria a nossa visita a Tuiuti, vamos até a Capela de Santo Antônio, que fica bem pertinho do Ponto do Peixe, ali no Bairro do Passa Três na Praça Santo Antônio. Que Santo Antônio abençoe a todos nós!!! E para saber mais informações sobre a cidade e eventos que vão acontecer por lá é só acessar: https://tuiuti.sp.gov.br/servicos-para-o-turista/

Na Capela de Santo Antônio!!!

Gratidão imensa por sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (https://www.instagram.com/cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Muita Gratidão e até breve Tuiuti!!!

Na Grandiosidade de Itu

Quando se fala em Itu, provavelmente nos vem à cabeça algo exagerado. Isso se deve à fama de tudo ser grande em Itu. Será que é assim mesmo? Onde começou essa história? O que a cidade tem a nos oferecer? Tudo isso e muito mais vamos descobrir agora…

Te convido a embarcar comigo “Na grandiosidade de Itu”!!!

Um “Alô” te convidando a nos acompanhar nessa jornada…

A cidade de Itu fica a aproximadamente 100km de distância da capital paulista e o percurso de carro dura pouco mais de uma hora, então é uma excelente opção para um bate e volta, ou se você tiver um tempinho a mais, pode ficar um final de semana ou feriado prolongado e aproveitar com calma tudo de bom que tem por lá!!!

Contemplando a vista em um dos passeios em Itu!!!

Agora que você já sabe a distância até Itu, vamos descobrir como começou a lenda dos seus exageros… Foi na década de 1960 no programa humorístico “A Praça da Alegria” da extinta TV Tupi, onde o personagem “Osório de Itu” (interpretado pelo humorista ituano Francisco Flaviano de Almeida, mais conhecido como “Simplício”) representava um caipira do interior que pedia para sua esposa “Ofélia” falar para o apresentador do programa o tamanho das coisas em Itu e sempre exagerava no tamanho, criando até o bordão: “Conta pra eles, Ofélia, o tamanho da mandioca lá de Itu” e a partir daí, tudo que era relacionado à cidade era tido como grandioso.

Com isso, Itu, que era conhecida como o berço da República, por ter sido a sede da Primeira Convenção Republicana do Brasil de1873, passou a ser chamada de “Cidade dos Exageros” e atrair os turistas. Então, para fazer jus a fama, começaram a ser instalados objetos realmente grandes na cidade, como o “Orelhão de Itu”, com sete metros de altura, que foi fabricado pela operadora de telefonia “Telesp” em 1973.

O “Orelhão de Itu” continua chamando atenção até hoje, é considerado um dos principais pontos turísticos da cidade e está localizado na Praça Padre Miguel (mais conhecida como Praça da Matriz), no Centro. O Orelhão passou por várias reformas, a primeira no ano 2000, quando a Telesp foi privatizada e passou a pertencer à Telefônica, depois em 2012, quando a empresa mudou de nome e novamente em 2019, retornando às cores da Telesp e à ficha telefônica.

O famoso Orelhão de Itu

Outro ponto turístico exagerado de Itu é o “Semáforo Gigante” que também fica na Praça da Matriz, bem em frente à Igreja de Nossa Senhora da Candelária.

O Semáforo Gigante

O “Semáforo Gigante” foi instalado na década de 1970,  reformado no final da década de 1980 e continua em funcionamento até hoje, servindo como sinalização de trânsito!

Apreciando os “exageros de Itu”…

E se você quiser levar uma lembrancinha da cidade, tem diversas lojas de souvenirs espalhadas ao redor da Praça da Matriz, com objetos, como lápis, chaveiros, pentes, entre outros, em tamanho exagerado para fazer jus à fama de Itu.

Na Praça da Matriz de Itu…
E as lojinhas ao redor

Ainda na Praça da Matriz, como o próprio nome diz, fica a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária, que foi inaugurada em 1780 e construída no mesmo local onde ficava a capela em devoção à Nossa Senhora da Candelária.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária…

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária é belíssima, utiliza o estilo barroco e rococó, com lindas pinturas feitas pelos artistas José Patrício da Silva, Padre Jesuíno do Monte Carmelo e Almeida Júnior. Já passou por várias reformas, inclusive da fachada, que no final do século XIX foi executada pelo arquiteto Ramos Azevedo e pelo engenheiro Paula Souza. A Igreja foi tombada pelo Condephaat em 1987.

A riqueza de detalhes da Igreja Matriz de Itu…
Detalhes da Fachada da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária fica na Praça Padre Miguel, no Centro de Itu e é aberta à visitação de segunda à sexta das 07h às 13h e das 14h às 18h e aos sábados e domingos das 07h às 12h e das 14h às 20h. Mais informações e horários de missa estão no site: https://itu.sp.gov.br/turismo/atrativos-religiosos/ . Que Nossa Senhora da Candelária abençoe a todos nós!!!

Continuando na Região Central de Itu, do outro lado da Praça da Matriz, seguindo em frente na Rua Paula Souza, fica o Museu da Energia, que foi inaugurado em 14 de dezembro de 1999 e desde então vem nos mostrando detalhes de como a energia elétrica faz parte das nossas vidas!!!

Fachada do Museu da Energia de Itu…

O Museu da Energia já chama nossa atenção desde a entrada, por estar instalado em um casarão antigo, que possui uma fachada com azulejos portugueses e foi uma das primeiras residências da cidade a receber iluminação elétrica e ter dupla função: estabelecimento comercial no térreo e residencial no piso superior.  Já foi residência do Tenente Antônio Correa Pacheco e Silva, por volta de 1865, depois pertenceu à Dona Ignácia Correa Pacheco, e com sua morte, passou a sediar a Companhia Ituana da Força e Luz em 1908. Posteriormente, em 1927, passou a pertencer à empresa Light and Power e, em 1981, à estatal Eletropaulo. Esta, por sua vez, doou o imóvel em 1998 à Fundação Energia e Saneamento, que iniciou o processo de restauração até sua inauguração como Museu em 1999.

Conhecendo o acervo do Museu da Energia de Itu…

A visita ao Museu da Energia é muito interessante para conhecermos como era feita a iluminação antigamente, quando não tinha energia, com as lamparinas, depois, quais eram as primeiras lâmpadas e também quais os equipamentos de eletricidade, como fusível, medidor monofásico, entre outros.

As Lâmpadas ao longo do tempo…
Com as lamparinas do Museu da Eletricidade de Itu…
E os equipamentos de eletricidade

Outra área do Museu da Energia é dedicada aos eletrodomésticos, que nos mostra como eles foram surgindo com a energia elétrica, além da forte propaganda que era feita para que as mulheres adquirissem esses produtos.

A ala dos eletrodomésticos…
Detalhe da sala com a TV, Rádio e Vitrola conjugados

Na sala seguinte, estão expostas várias maquetes de como eram as casas durante as décadas do século XX.

Na Sala das Maquetes…

Que capricho nos detalhes da maquete!!!

No térreo do Museu da Energia, tem uma parte dedicada à Arqueologia Doméstica e Urbana, inclusive com objetos encontrados durante as escavações para restauro no Jardim. E também nos conta detalhes da Arquitetura Urbana.

Na ala do Museu da Energia de Itu dedicada à Arquitetura Urbana…
O charmoso Jardim do Museu

O Museu da Energia fica na Rua Paula Souza nº 669 e mais informações podem ser conferidas no site: www.museudaenergia.org.br/unidades/museus-da-energia/museu-da-energia-de-itu.aspx

Falando em energia, vamos conhecer agora um lugar para renovar as energias, seja contemplando um belíssimo jardim japonês, ouvindo o barulho da água correndo nas rodas d’água, curtindo um parque aquático e muito mais. A curiosidade está a mil para saber de onde estou falando, não é? Calma, que já vou revelar… Vamos nos divertir agora no Parque Maeda!!!

Vamos explorar agora o Parque Maeda!!!

O Parque Maeda começou sua trajetória em 1998 como Pesqueiro Maeda, onde a Família Maeda recebia amigos e visitantes para a pesca esportiva, o sucesso foi tanto que em 2000 se transformou no Parque Maeda, oferendo outros atrativos, além da pesca, que continua até hoje.

Área da Pesca no Parque Maeda

Começamos nosso tour no Parque Maeda,  fazendo o Passeio de Trenzinho, que é uma Jardineira que leva às principais atrações do Parque.

O Trenzinho do Parque Maeda
As Irmãs curtindo o passeio de Trenzinho…
E contemplando as belezas do Parque…

Nossa primeira parada foi na Árvore Gigante, que é composta por três árvores centenárias (duas “Ficus da Índia” de 180 anos e um “Eucalipto”  de 110 anos), interligadas por uma estrutura de madeira que nos dão a sensação de uma casa na árvore.

Na Árvore Gigante do Parque Maeda
Literalmente descansando à sombra de uma Árvore…

A Árvore Gigante chega a 22 metros de altura e possui vários mirantes espalhados pelos seus 10 andares que nos proporcionam vistas panorâmicas e encantadoras do parque. Sem falar na sensação maravilhosa de estar na copa da árvore!!!

Apreciando a vista dos mirantes da Árvore Gigante…

Posso dizer que cheguei ao topo… (da Árvore Gigante)

Bem pertinho dali fica o Túnel de Primavera, que possui 150 metros de comprimento e foi formado a partir de 297 mudas de primaveras.

No Túnel de Primavera…
Imagina na época da florada como deve ficar espetacular…

Na mesma região também fica uma linda Capelinha¸ toda de madeira, muito charmosa e que nos transmite muita paz!!!

Na Capelinha do Parque Maeda…
Toda feita de madeira… E linda!!!

Outro lugar no parque que nos proporciona uma sensação de paz e leveza é o Jardim Japonês do Maeda, um local belíssimo que enche nossos olhos e ao mesmo tempo acalma nosso coração.

Completamente encantada pela beleza do Jardim Japonês do Parque Maeda…
Realmente nos transmite muita paz!!!

O Jardim Japonês do Parque Maeda é considerado um dos maiores do Brasil, ocupando uma área de mais de 27.500 m². Seu paisagismo é lindo, contando com a tradicional ponte japonesa, bonsais, cascatas, espelhos d’água, carpas, esculturas, entre outros elementos. Assim como na Árvore Gigante, o acesso é feito através do trenzinho ou do teleférico (nós fomos das duas formas).

Um verdadeiro encanto de Jardim Japonês…
Com sua tradicional Ponte Japonesa…
Cada lugar é mágico

Outra parte bem interessante do Jardim Japonês é “O Exército de Madeira”, formado por árvores enormes com raízes de mais de dois metros de altura, ligadas a uma base de pedra. E segundo a lenda foram elas que salvaram as terras lendárias da Família Maeda. Pelas fotos é possível perceber a grandiosidade dessas árvores!!!

Atravessando o Portal para conhecer o “Exército de Madeira”
Realmente parece um Exército de Gigantes caminhando…
Na sombra de um Gigante…

Continuando nosso tour pelo parque, vamos conhecer as Rodas d’Água, que são as responsáveis por bombear a água para os tanques de pesca, chegando a trabalhar com milhões de litros de água por mês.

As Rodas d’Água que abastecem os tanques do Parque…
Vistas do alto…
E de pertinho

Vale lembrar que as Rodas d’Água não utilizam energia elétrica e nem combustível para trabalharem, tudo é feito apenas com a força da água. Para se chegar às Rodas o acesso é pelo trenzinho ou teleférico até uma parte do percurso e o restante é feito através de pontes e escadas.

No percurso para chegar até às…
…Rodas D’Água
Mais um lugar top do Parque!!!

E ali bem pertinho das Rodas d´Água tem uma ponte pênsil que nos conduz até a Casa do Tarzan.

Chegando na Casa do Tarzan…
Com direito à contemplar a vista…
E observar da janelinha…

Outra atividade bem legal do Parque Maeda é o Teleférico, que nos leva para o Jardim Japonês, fazendo um longo percurso, numa velocidade bem tranquila, que nos permite contemplar a vista e passar no topo das árvores.

No Teleférico do Parque Maeda

Até onde vamos chegar!!!

Estar no Teleférico do Parque Maeda é uma sensação incrível!!! Só pela foto dos pés dá pra ter uma ideia do que eu estou falando…

Olha que incrível esse percurso sobre as árvores!!!
Detalhe dos pés…
Aproveitando muito essa sensação nas alturas!!!

Na saída do teleférico, fica a área do Pedalinho e também da Boia-Motorizada.

E um pouco mais atrás fica o Parque Aquático, com piscinas e toboáguas e foi a nossa opção para curtir até o final do dia!!!

No Parque Aquático do Parque Maeda!!!
Detalhe dos Toboáguas…
Partiu diversão na água!!!

Para acessar o Parque Maeda você pode comprar o ticket de entrada (R$ 20,00) e pagar as atrações à parte, ou comprar o passaporte (R$150,00) que foi a nossa opção e dá acesso a essas atrações que te mostrei, além do almoço, pesca, pedalinho e quadriciclo. O Parque fica na Rodovia Deputado Archimedes Lammoglia, KM 18 – Zona Rural de Itu. Mais informações e detalhes estão no site: https://parquemaeda.com.br/

Além de cultura, diversão, contato com a natureza, a cidade de Itu também nos proporciona uma experiência geológica. É isso mesmo, é nela que fica o Parque do Varvito, um monumento geológico composto pelo “varvito”: um tipo de rocha sedimentar única, formada pela sucessão repetitiva de lâminas ou camadas, cada uma delas depositadas anualmente.

No Parque do Varvito…
Uma preciosidade da natureza!!!

O Parque do Varvito foi construído em uma área de 44.346 m² de uma antiga pedreira, que foi desativada e de onde eram extraídas lajes utilizadas para pavimentação de edifícios e calçadas da cidade de Itu no início do século XVIII. Ele foi inaugurado em 1995, sendo posteriormente tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turismo do Estado de São Paulo), e é considerado a mais importante exposição desse tipo de rocha na América do Sul.

Caprichando nas fotos…

Vale a pena incluir a visita ao Parque do Varvito no seu tour por Itu. É muito interessante estar tão pertinho de um paredão de rochas, que possuem uma extensa idade glacial, cerca de 280 milhões de anos, quando um enorme manto ou lençol de gelo cobriu a região sudeste da América do Sul. Mais uma prova de como a natureza é perfeita!!!

Conhecendo a história e a idade do Parque do Varvito

O Parque do Varvito fica na Rua Parque do Varvito, 400 – Parque Nossa Senhora da Candelaria e funciona de terça a domingo das 8h às 17h (exceto em dias de chuva, por motivos de segurança). Mais informações estão no  site: https://itu.sp.gov.br/meio-ambiente/parque-geologico-do-varvito/

E para finalizar o nosso roteiro de dicas do que fazer em Itu, vamos conhecer agora a Fazenda do Chocolate, que além da loja de chocolates produzido na fazenda, tem passeio de trenzinho, arquitetura e restaurante em estilo colonial, artesanato, entre outras atrações.

Na Fazenda do Chocolate…
Com sua arquitetura colonial

Começamos nosso tour pela Fazenda do Chocolate fazendo o Passeio de Trenzinho¸ onde seguimos por uma trilha até um lindo Mirante na Serra do Japi.  

Para apreciar essa linda vista…
Do Mirante na Serra do Japi

Na verdade, a Fazenda do Chocolate se chama “Fazenda da Serra” e fica na Serra do Japi. O Passeio de Trenzinho custa R$20,00, o ingresso é adquirido lá mesmo e o percurso dura cerca de 30 minutos. Vale a pena porque a vista é realmente encantadora!!!

O Trenzinho da Fazenda da Serra…
O “nome de batismo” da Fazenda do Chocolate
As Irmãs no Mirante da Serra do Japi

Na volta do Passeio de Trenzinho visitamos a Adega que funciona no local onde era a antiga senzala da fazenda. Nela além de bebidas, tem doces caseiros, geleias, mel, entre outros produtos.

Na Adega da Fazenda do Chocolate…

Agora fazendo jus ao nome, fomos conhecer a Loja de Chocolates da Fazenda do Chocolate. Como nossa visita foi num sábado a fábrica (que fica ao lado) não estava funcionando, mas a loja estava aberta e eles nos explicaram que os chocolates são produzidos com cacau 100% proveniente de fazendas da Amazônia brasileira e sem aditivos. E mesmo o chocolate meio amargo tem um sabor mais suave e adocicado… Essa loja é uma verdadeira tentação!!!

Fazendo a festa com…
Os Chocolates da Fazenda!!!

Na sequencia visitamos o Orquidário, que além de diversos tipos de orquídeas, possui suculentas, vasos e diversos acessórios.

No Orquidário da Fazenda do Chocolate…

São realmente encantadoras….

Depois fomos passear pela Fazenda, onde contemplamos a Cachoeira, conhecemos os animais, como os cabritinhos, as lhamas, entre outros. Todos muito fofuchos!!! Rolou até um bate papo com a lhama, mas parece que ela não estava com muita paciência pra minha conversa…rsrs. Dá uma olhadinha na foto e depois me conta que legenda você daria…

Contemplando a Cachoeira da Fazenda…

Tentando fazer novas amizades…
Mas a Lhama não estava gostando do papo…rsrs

Outra parte bem interessante é a Mini Aldeia Indígena montada na fazenda, onde é possível aprender mais sobre essa cultura tão rica, seus costumes, rituais, receber uma Massagem com produtos especiais, além de poder comprar seu Artesanato.

Conhecendo a Mini Aldeia Indígena e seus costumes…

Momento relax da Ane com a Massagem

Sei que todo esse passeio já está dando uma fominha, não é? Então chegou a hora do Almoço Caipira no Restaurante da Fazenda do Chocolate, que serve comida de fogão à lenha na varanda de um casarão antigo.

Almoço Caipira…
Todo o charme do Estilo Rústico!!!

 O valor do Almoço Caipira é de R$ 59,00 por pessoa, com self service à vontade e sobremesa inclusa. O buffet é bem servido e tem várias opções de saladas (perfeito para os veggies como eu) e também vários tipos de carnes (para quem gosta, como é o caso da minha irmã). E as sobremesas também eram bem caseiras. Tudo estava muito gostoso!!! Vale lembrar que o restaurante só funciona aos finais de semana das 12h às 15h. E nossa dica é que você se programe para ir para o Restaurante logo que abre porque depois costuma lotar.

Nossos pratos (o de cima é o da Minha Irmã e o de baixo é o Meu)
O Buffet de Saladas…
E o de Pratos Principais
As Irmãs caprichando nos Pratos…
E nas sobremesas…

Bem pertinho do Restaurante, fica uma charmosa Capelinha construída em 1925.

As Irmãs na Capelinha da Fazenda do Chocolate

E muita bençãos para todos nós!!!

A Fazenda do Chocolate ainda conta com uma linda Lojinha de Artesanato e cafeteria.

A Lojinha de Artesanato da Fazenda…

Caso você não queira almoçar ou chegue muito cedo, é possível tomar um café colonial, enquanto aprecia o lago.

Ao fundo a Cafeteria onde é servido o Café Colonial com vista para o Lago

A Fazenda do Chocolate fica na Estrada Parque (SP-312) ou Rodovia dos Romeiros, km 90 – Itu e funciona diariamente das 8h45 às 17h30, com entrada gratuita, porém alguma atividades só funcionam aos finais de semana (como o restaurante, por exemplo), então é bom dar uma conferidinha no site para saber o que estará funcionando quando você for visita-la: https://fazendadochocolate.com.br/

Para ter uma ideia de como foi nosso passeio por Itu, dá uma olhadinha nesse vídeo que postei no nosso Canal do Youtube e depois me fala se realmente não é um lugar encantador: https://youtu.be/k-wN1SsoT1I

E com essa linda imagem do Mirante da Serra do Japi, vou encerrando esse post. Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem ) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Gratidão a Deus por mais esse tour!!!

Turistando em São Pedro e Suas Águas

Já imaginou um lugar há cerca de duas horas da capital paulista, onde é possível contemplar as belezas naturais, praticar esportes radicais, se divertir num maravilhoso parque aquático e ainda relaxar num spa?

Para aproveitar tudo isso e muito mais, te convido a embarcar comigo nessa aventura “Turistando em São Pedro e Suas Águas”.

Vamos Turistar em São Pedro e suas Águas?

Você deve estar se perguntando: “Como assim: São Pedro e Suas Águas?”, calma que eu explico. É que além de conhecer a cidade de São Pedro, vamos visitar também a cidade de “Águas de São Pedro”, que na verdade fica dentro de São Pedro. Só pra ilustrar imagine um ovo, Águas de São Pedro seria a “gema”, que fica dentro da “clara” São Pedro. Agora ficou mais fácil, né? Então, me acompanha nesse tour?

Que vista encantadora!!!!

Como mencionei anteriormente, a cidade de São Pedro é repleta de atrativos turísticos e fica a cerca de 200 km da capital de São Paulo, dá pra você se programar e aproveitar toda a cidade num final de semana prolongado.

Nossa primeira parada foi na Igreja Matriz, também conhecida como Paróquia de São Pedro que fica na Praça São Pedro nº 616, bem no centro da cidade. A beleza do Vitral da Porta já chama a nossa atenção logo que entramos na Igreja!!!

Na Paróquia de São Pedro
Contemplando o lindo Vitral!!!

A Paróquia de São Pedro é bem ampla e ao mesmo tempo aconchegante, nos convidando a momentos de introspecção e conversa com Deus.

No Interior da Igreja Matriz…
E a Paz do lugar

Como fomos na Paróquia de São Pedro na época do Quaresma, os Santos estavam cobertos, com exceção de Nossa Senhora Aparecida. Que Ela, seu Filho Jesus e o Patrono da Igreja, São Pedro, possam abençoar a todos nós!!! E para saber maiores informações e horários de missa é só acessar: https://www.facebook.com/paroquiasaopedrosp/

Que Nossa Senhora abençoe a todos
Juntamente com Jesus e São Pedro!!!

Em frente à Igreja Matriz, fica a Praça Gustavo Teixeira¸ que homenageia o famoso poeta nascido na cidade, Gustavo Teixeira, inclusive com uma Estátua do seu Busto. A praça é muito bonita, florida e concentra atividades culturais aos finais de semana.

Na Praça Gustavo Teixeira

Também em homenagem ao poeta são-pedrense, que foi eleito para a Academia Paulista de Letras, pouco tempo antes de falecer, a cidade conta com o Museu Gustavo Teixeira, que abriga o acervo pessoal do artista, itens históricos e de arte sacra. Porém, o Museu estava em reforma quando da nossa visita, mas algumas de suas exposições temporárias encontravam-se no Casarão da Cultura, que fica na Rua Malaquias Guerra, 573 (na lateral da Igreja Matriz).

Entre as exposições do Casarão da Cultura, estão “Nomes do Amor”, da artista Simone Rodrigues, que destaca, por meio de suas fotografias, as manifestações desse sentimento em famílias e relações LGBTQIA+, de uma maneira muito sensível e cativante.

Exposição “Nomes do Amor”

Além das Obras do Artista Beto Galante, que retrata de uma maneira belíssima a divindade africana, a realeza, ícones do povo, entre outros.

“Somos Deuses”

Até agora está sendo um passeio bem light, visitando Igreja, Praça, Museu… E você está sentindo falta de um pouco de aventura, não é mesmo? Então prepare-se (e reserve um dia no seu roteiro) para aproveitar o Thermas Water Park, o famoso Parque Aquático de São Pedro!!!

Bem-vindos ao Thermas Water Park!!!
Um Convite para…
…Muita Diversão!!!

O Thermas Water Park é um verdadeiro complexo de diversão para todas as idades e uma excelente opção para curtir com a família!!! Os atrativos vão desde o Parque Infantil, com direito a Castelo, passando pela Piscina de Ondas, pelo Balde Maluco e pelas áreas temáticas, como o Mundo Pré-Histórico.

A Família no Park!!!
Na Piscina de Ondas…

Outras atrações imperdíveis do Thermas Water Park são os Toboáguas¸ tem aberto, fechado, mais radical, mais tranquilo, enfim, é diversão que não acaba mais!! Como eu AMO toboágua, literalmente, me joguei nessa aventura!!!!

Os toboáguas do Park!!!

Vamos encarar essa aventura?

Fazendo jus ao nome Thermas Water Park, não poderia faltar uma área “termal”, não é mesmo? Então, prepare-se para se divertir e relaxar muito na ala “Parque das Águas Quentes”¸ que conta com Piscinas de Águas Quentinhas e com o Vulcão de Águas Quentes, que parece um grande “ofurô” dentro de um vulcão para nos proporcionar momentos de relaxamento e descontração. Uma ótima opção para a parte da tarde, depois de almoço…

No Parque das Águas Quentes…

No interior do…

Falando em almoço, vale lembrar que o Thermas Water Park conta com uma excelente estrutura para receber os visitantes, com restaurantes, lanchonetes, vestiários, etc. A consumação no parque é feita através de um cartão que você carrega e vai descontando os valores, lembrando que se a recarga for feita em dinheiro é possível resgatar no final,  mas se for feita em cartão não tem estorno, então você precisa consumir tudo o que foi carregado. Porém, cada vez que você passa o cartão, eles te entregam um cupom com o saldo restante, então é só você se programar para consumir o que ainda resta. Tem vários pontos de recarga espalhados pelo parque, assim, você pode recarregar sempre que necessário. O Thermas Water Park fica na Rodovia SP 304 – Km 189, Fazenda Limoeiro. E para saber mais informações é só acessar: https://www.thermas.com.br/

Valeu, Thermas!!!! Até Breve!!!

Depois de tanta aventura de um dia inteiro no parque, vamos fazer agora um tour mais leve, conhecendo primeiro a Capela de Nossa Senhora Aparecida, que fica em Águas de São Pedro, mas no caminho para a cidade de São Pedro.

Visitando a Capela de Nossa Senhora Aparecida

A Capela de Nossa Senhora Aparecida apresenta uma arquitetura suíça e foi construída em 1946 a pedido de Octavio Moura Andrade (fundador de Águas de São Pedro). A parede do Altar em pastilhas douradas é belíssima. Além das Portas com detalhes em relevo de São Pedro e São Paulo.

Que Capela mais charmosa…

A Capela de Nossa Senhora Aparecida está localizada na Rua Izaura de Oliveira Algodoal, 230 – Bairro Jardim Porangaba e fica no topo da cidade, a mais de 600m de altitude, com um Mirante ao seu redor que nos proporciona uma linda vista!!! A Capela funciona diariamente das 8h às 17h.

No Mirante da…
Capela de Nossa Senhora Aparecida!!!

Seguindo agora para a cidade de São Pedro, nossa próxima parada foi num dos principais cartões postais do município: o Parque Aureliano Esteves, conhecido como Parque do Cristo, que conta com um monumento de 17 metros de altura do Cristo Redentor¸ que foi construído em 1985, bem antes da inauguração do parque.

No Cristo Redentor de São Pedro!!!
Que presente de Deus estar aqui!!!

Falando nisso, a inauguração do Parque do Cristo ocorreu em 05 de setembro de 1999, depois passou por um período de reformas e foi reaberto em 17 julho de 2021. O parque possui uma área de 52.500 m² e fica numa altitude de aproximadamente 900m, com um Mirante que nos presenteia com uma vista encantadora da cidade!!!!

Encantada com a vista do Mirante do Cristo!!!

O Parque do Cristo fica na Rodovia Elísio de Paula Teixeira, conhecida como Estrada da Serra, a uma distância de 4 km do centro da cidade. O acesso ao Cristo Redentor pode ser feito de carro (é preciso seguir uma estrada paralela à principal logo que você entra no Parque – fica do lado esquerdo – e vai chegar até do Cristo, é a melhor opção para quem possui alguma dificuldade de locomoção ou está com idosos) ou à pé subindo uma escadaria de 124 degraus. Falando nisso, a Escadaria recebeu uma nova pintura na última reforma e a obra ficou por conta do artista plástico Lázaro de Oliveira Júnior, o Lajur, que retratou elementos relacionados à cidade como o Cristo, a fauna, a flora, entre outros itens. Tornando-se também um ponto instagramável para você arrasar nas postagens!!!

Escadaria vista de cima parece normal, mas…
Vista de baixo, olha que linda!!!

O Parque do Cristo é cercado pela mata atlântica e conta com a Capela de Nossa Senhora de Lourdes logo abaixo do Monumento do Cristo. O Parque funciona diariamente das 8h às 16h e a entrada é gratuita. Que Jesus Cristo derrame suas bençãos sobre todos nós!!!!

E a Capela de Nossa Senhora de Lourdes!!!
Que o Redentor derrame suas bençãos sobre nós!!!

Em frente ao Parque do Cristo fica o Parque Ecoturístico Marcelo Golinelli, onde fica o Deck do Cristo. O Parque possui trilha de caminhada, quiosques, rampa de voo livre e vários decks com Mirantes para contemplarmos essa vista maravilhosa!!!

No Deck do Cristo…
Do Parque Ecoturístico Marcelo Golinelli…

Continuando nosso passeio, chegamos até a Capela Santo Antônio, dedicada ao Santo Casamenteiro e Padroeiro dos Pobres. Em frente à Igreja foi inaugurado recentemente o Jardim do Amor, com buquês de flores de metal em formato de coração, ligados por cabos, para que os casais apaixonados possam pendurar cadeados como demonstração de amor eterno. Já fica a dica se você for fazer esse passeio com o love!!! O Jardim do Amor é uma obra do artista plástico Sérgio Esteves. A Capela fica na Rodovia Ulisses Guimaraes, no Bairro Santo Antônio.

Capela de Santo Antônio
E o Jardim do Amor!!!

Nessa mesma Rodovia, um pouco mais adiante (Rod. Ulisses Guimarães, km 17 – Bairro Palmital) fica a Destilaria Cachaça da Diretoria, que é famosa por produzir cachaça bidestilada (que diminui resíduos tóxicos) e envelhecida em tonéis de carvalho por 18 meses. Na loja é possível degustar as cachaças para saber qual a que mais te agrada (a Ouro ou a Prata). E em alguns dias dá para visitar a fábrica e o mirante, mediante agendamento prévio. No dia que nós fomos, a visitação não estava disponível, mas se quando você for, estiver, nos conte como foi a experiência e qual cachaça você mais gostou!!! Para saber maiores informações é só acessar o site: http://www.cachacadadiretoria.com.br/

A loja da Cachaça da Diretoria!!!

As Cachaças da Diretoria: Ouro e Prata

Viu como tem coisa pra fazer em São Pedro? E para fechar com chave de ouro o tour por essa cidade, vamos conhecer agora o lindo Vila del Capo – Antiquário e Restaurante.

No Antiquário Vila Del Capo…

E da decoração

O Vila del Capo – Antiquário e Restaurante  é inspirado na Toscana e tem um ambiente de arquitetura medieval integrado à natureza, super aconchegante e que também é locado para eventos. O acervo do antiquário conta com peças belíssimas, objetos raros e uma linda decoração!!!

Que lugar aconchegante!!
Um pouco do que encontramos por lá…

O Capricho dos detalhes!!

O Antiquário e Restaurante Vila del Capo fica na Estrada Vicinal João Dorigon, Km. 7,5 – Bairro Alto da Serra e mais informações estão no Instagram @viladelcapo.

Além de tudo isso que já mencionei, a cidade de São Pedro também é procurada por quem gosta de aventuras como tirolesa, rapel, voo livre, balonismo, trilhas, banhos de cachoeira, entre outros atrativos. Se esse é o seu caso, aproveite e divirta-se muito!!! E para saber mais da cidade e sua programação é só acessar: www.facebook.com/prefeituradesaopedro

As cachoeiras de São Pedro…

E para as “formiguinhas” de plantão, vale a pena experimentar o Doce de Jaracatiá, um tipo de doce de compota feito com o jaracatiá, uma fruta típica da região colhida apenas no início do ano, mais precisamente em fevereiro. Então se você for nessa época, aproveite para saborear essa iguaria!!!

Lembra que comentei que visitaríamos duas cidades nessa postagem? Isso mesmo, agora chegou a hora de conhecermos “Águas de São Pedro”, que foi emancipada de São Pedro na década de 1940, tem uma população de cerca de 3000 habitantes, ocupa uma área de 3.61 km² e é considerada o menor município de São Paulo e um dos menores do país.

Me acompanha nessa segunda parte do tour?

A cidade de Águas de São Pedro é famosa por possuir várias fontes de águas medicinais: sulfurosas, bicarbonatadas e sulfatadas, atraindo, dessa forma, muitos turistas para a região.

As famosas águas da cidade

Vamos começar nosso tour por Águas de São Pedro, pela sua rua principal que é a Avenida Carlos Mauro, que recebeu esse nome em homenagem ao primeiro prefeito da cidade. Nela se concentra a maior parte das lojas da cidade, também restaurantes, bares, hotéis e outros pontos turísticos que vou te mostrar mais adiante. Ela é bem charmosa, tem um canal central com pontes de madeira e um calçadão amplo e várias árvores ao longo de toda sua extensão.

Na Avenida Carlos Mauro…

A Maninha caminhando no Calçadão!!!

Ao lado dessa avenida fica o Boulevard, que é um calçadão que vai desde a Praça Geraldo Azevedo e segue percorrendo a Rua João Batista Azevedo. Ao todo são quase 200m de extensão repleto de bares, restaurantes, points instagramáveis, palco de apresentações musicais, diversas lojas, enfim, é um local pra você caminhar e apreciar o movimento!!!

No Boulevard…
Explorando seus espaços…
Instagramáveis!!!

Voltando para a Avenida Carlos Mauro, na esquina com a Rua Joviano Nouer, chegamos ao Fontanário Municipal, que é bem bonito e possui três fontes de águas medicinais, utilizadas para ajudar no tratamento de várias doenças.

No Fontanário Municipal

Você pode levar suas garrafas e encher com água das fontes gratuitamente, e em cada uma delas há uma placa explicativa contando quais as propriedades e composição da água, bem como para qual tratamento é indicada e a quantidade que deve ser ingerida, pois se tomar muito pode causar algum desconforto intestinal. Entre as fontes estão a Gioconda (água clorobicarbonatada sódica-alcalina ph 8.3 e radioativa), indicada para o tratamento de problemas no fígado, cálculo biliar e falta de acidez gástrica.

Na Fonte Gioconda

Outra fonte bem procurada é a Almeida Salles (água clorobicarbonatada sódica-alcalina ph 8.5 e radioativa), indicada para problemas como azia, excesso de acidez gástrica, diabetes e cálculos renais e também para facilitar a digestão.

E a famosa Fonte da Juventude (água clorossulforosa – alcalina ph 9.1), que tem o cheiro mais forte das três, afinal são 34,3 mg de enxofre. Ela pode ser utilizada para ingestão, inalação ou banho de imersão e é indicada para o tratamento de reumatismo, artrite, diabetes, alergias, asma, dermatites, intoxicação e inflamação. Além de promover relaxamento muscular!famosa Fonte da Juventude (água clorossulforosa – alcalina ph 9.1), que tem o cheiro mais forte das três, afinal são 34,3 mg de enxofre. Ela pode ser utilizada para ingestão, inalação ou banho de imersão e é indicada para o tratamento de reumatismo, artrite, diabetes, alergias, asma, dermatites, intoxicação e inflamação. Além de promover relaxamento muscular!

Falando em relaxamento, eu super indico que você conheça o Spa Thermal – Dr. Octávio Moura Andrade e escolha um dos banhos, massagem ou outro tratamento para renovar suas energias!!!

Fachada do Spa Thermal de Águas de São Pedro
No Hall do Spa

O Spa Thermal oferece tanto Banhos de Imersão Tradicionais em águas sulfurosas (aquelas das fontes que visitamos no Fontanário), quanto Banhos Alternativos, com Ervas Medicinais, Energizante, Desintoxicante, Vinho Terapia, de Chocolate, entre outros. Eu optei pelo Desintoxicante para eliminar as toxinas, purificar e relaxar. Minha Mãe escolheu o de Ervas Medicinais e Minha Irmã o de Vinho Terapia. Todas nós amamos a experiência!!!! Os preços são acessíveis e cada banho dura em torno de 20 minutos, mas parece bem mais tempo, por todos os benefícios que nos proporcionam!!!

Na Sala de Banhos do Spa Thermal!!!

O Spa Thermal tem uma lojinha com uma série de produtos naturais para você continuar o tratamento de bem-estar em casa.  O Spa também fica na Avenida Carlos Mauro, em frente à Praça Dr. Octávio Moura Andrade.

Na Praça Dr. Octávio Moura Andrade, tem um Busto em homenagem ao fundador da cidade, também o Letreiro e o Monumento das Águas, que estava em reforma, mas dizem que é bem bonito. Se quando você for já tiverem concluído as obras, nos conte como ficou!!!

Busto do Dr. Octávio Moura Andrade
Na Praça Dr. Octávio Moura Andrade

Entre o Spa Thermal e o Fontanário Municipal fica uma charmosa Feira de Artes e Artesanato, com peças lindíssimas como essas da Dayane Lima do Dia de Arte (@diadeartemdf). Vale muito a pena dar uma passadinha por lá!!!

Na Feirinha de Artesanato de Águas de São Pedro
Os lindos trabalhos da Dayane Lima do Dia de Arte

Do outro lado da Avenida Carlos Mauro fica o Parque Municipal Dr. Octavio Moura Andrade, que também recebeu esse nome em homenagem ao fundador da cidade. Ele conta com uma imensa área verde e é utilizado para lazer, esporte, trilhas, entre muitas outras atividades. Tem até uma taberna

A Maninha no Parque Municipal Dr. Octavio Moura Andrade…
E na Taberna do Comandante!!

É da frente do Parque Municipal Dr. Octavio Moura Andrade que saem os passeios de trenzinho (que vou te mostrar mais adiante) e pelo fato da grande extensão do parque, ele concentra outros atrativos da cidade, como o Bosque Municipal, que abriga várias espécies de árvores, local para trilha, arborismo, entre outras atividades.

No Bosque Municipal

Também é no Bosque Municipal que acontecem as cavalgadas do Rancho dos Cavalos, local que fica ao lado do bosque e oferece cavalos e pôneis para passeios. Quem me conhece sabe que eu sou totalmente contra à exploração animal (tanto que sou vegetariana por conta da causa animal), mas no Rancho pude acompanhar como os animais são alimentados e como é feito o rodízio entre eles para que possa haver o descanso entre um passeio e outro. E também o fato de o passeio ser na trilha do bosque ajuda bastante. O Rancho dos Cavalos funciona aos sábados, domingos e feriados das 9h30 às 17h. Eu não cheguei a fazer esse passeio, mas se você quiser acho que vale a pena sempre observar como os animais são tratados em tipos de tour assim. E os cavalos do Rancho são muito lindos, ficamos encantadas por eles!!!

No Rancho dos Cavalos… Com o Volverine!!!
Com o Charuto e o João ao fundo!!!

Lembra que comentei que falaria dos Passeios de Trenzinho? Então, chegou a hora!!! Os trenzinhos são super famosos na cidade, tem como ponto de partida o Parque Municipal Dr. Octavio Moura Andrade e oferecem dois tipos de passeio: o city tour e o apiário. No primeiro você conhece os principais atrativos turísticos do centro da cidade e no outro você vai um pouco mais distante, visitar o Apiário Bela Flora e a Torre Bailoni (falarei desses dois daqui a pouquinho). Como estava com o horário bem apertado, acabei fazendo só o city tour e depois fui por conta própria no Apiário e na Torre, mas se você tiver uma disponibilidade maior de tempo pode optar pelos dois trenzinhos.

No Passeio de Trenzinho…

No City Tour do Passeio de Trenzinho passamos por vários pontos turísticos da cidade, como a Avenida Carlos Mauro, a Igreja Matriz, o Horto e o Relógio do Sol, que vai marcando as horas de acordo com a posição do sol, esse vai fazendo uma sombra no mostrador do relógio à medida que vai se movimentando no céu!!! O trenzinho não faz parada, mas eu visitei esse relógio quando fui à Igreja. Então, se você gostar de algum lugar específico pode voltar depois. O relógio está localizado na Av. Antonio J. de Moura Andrade, s/n – Jardim Porangaba.

No Relógio do Sol

Outro local que passamos durante o Passeio de Trenzinho foi na Represa das Palmeiras¸ que foi criada artificialmente em 1976 e já foi utilizada para pesca de arremesso, passeio de caiaque, entre outros esportes. Atualmente é mais um refúgio para contemplar a natureza. A represa fica na Rua Osvaldo Maria Barbosa nº 96 – Jardim Porangaba.

A Represa das Palmeiras…
Vista do Passeio de Trenzinho…

Finalizamos o Passeio de Trenzinho passando pela Casa do Fundador da Cidade, que chama a atenção pelos Troncos na entrada, que foram revestidos de concreto para preservar o formato das árvores. Não há visitação na casa, mas no passeio comentam que ela é feita toda em madeira com encaixes, sem pregos. A casa fica na Rua Samuel Martins.

Finalizando o Passeio de Trenzinho…
Na Casa do Fundador

Sei que você está sentindo falta de um ponto turístico que sempre visitamos: a Igreja Matriz, não é mesmo? Calma, que chegou a hora de conhecermos a Igreja Matriz da Imaculada Conceição.

Na Igreja Matriz da Imaculada Conceição…

A Igreja Matriz da Imaculada Conceição foi construída em 1978 em estilo moderno e tem a imagem de Nossa Senhora da Conceição vasada na fachada. A praça na sua frente tem o formato de cruz e os Vitrais do Altar são lindíssimos.

Detalhe da Imagem Vasada de Nossa Senhora da Conceição
O Interior da Igreja Matriz de Águas de São Pedro

A Igreja Matriz da Imaculada Conceição fica na Praça da Matriz, na Rua Raul Ribeiro da Costa. Que Nossa Senhora da Conceição abençoe a todos nós!!!

E na frente da Igreja Matriz da Imaculada Conceição fica a estátua de São Tiago de Compostela, o padroeiro dos peregrinos. E também a indicação da distância de vários caminhos e lugares sagrados como Santiago, Machu Pichu, Roma, entre outros.

Bem pertinho dali (na mesma rua: Rua Raul Ribeiro da Costa) fica o Mini Horto, que é mais uma opção que Águas de São Pedro nos oferece para apreciar a natureza!!! São várias espécies de plantas, espalhadas pelo bosque!!!

No Mini Horto…

Além disso, o Mini Horto abriga da Casa de Santiago, que é a parte final do Caminho do Sol, que foi idealizado por José Palma em 2002, inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. O Caminho do Sol começa na cidade de Santana de Parnaíba e passa por 12 cidades, percorrendo um total de 241 quilômetros até chegar aqui. Esse caminho atrai peregrinos do mundo todo e é o único reconhecido mundialmente como preparação para o de Santiago de Compostela.

Na Casa de Santiago

Na Casa de Santiago, além de uma Cruz, há a estátua de São Francisco de Assis e a imagem do Apóstolo Santiago, que foi doada por Jesus Jato e sua esposa Mari Carmen em 2001. No ano seguinte, 94 peregrinos entregaram essa imagem ao Bispo Don Moacyr Vitti, que colocou a imagem no local atual e em 2003 nomeou Santiago como padroeiro de Águas de São Pedro. Que eles abençoem a todos os peregrinos e visitantes!!!

Muita paz nesse lugar!!!
Que eles abençoem a todos nós!!!

Continuando nosso passeio, fomos conhecer a Torre Balloni¸que é uma estrutura de ferro utilizada para a perfuração de petróleo na década de 1920 e 1930. Embora o petróleo não tenha sido encontrado, foi através do trabalho do Engenheiro Ângelo Balloni, que com sua sonda conseguiu atingir a profundidade 1.615 metros e descobriu as águas medicinais tão importantes para o desenvolvimento da cidade.

Na Torre Balloni…

A Torre Balloni se transformou em um monumento em homenagem a esse engenheiro e fica na Av. Antônio Joaquim de Moura Andrade, S/N – Porangaba.

E para finalizar nosso passeio que foi tão agradável, nada melhor do que fechar de uma forma docinha, não é verdade? Então, vamos adoçar com muuuuuuito mel, visitando o Apiário Bela Flora!!!

No Apiário Bela Flora

No Apiário Bela Flora é possível aprender como funcionam as colmeias de abelhas, qual a sua hierarquia, quais os produtos são feitos lá e seus benefícios. Além de degustar os vários tipos de mel. Na dúvida de qual escolher, leve um de cada pra casa, porque são muito bons, inclusive um que é com própolis, poejo e guaco e é excelente para tosse. Foi muito legal conhecer como é feito o trabalho do apiário, com muito respeito à natureza!!!

Conhecendo o processo de produção do Mel…

O Apiário Bela Flora fica na Avenida Poços de Caldas, 67 – Chácara Águas Claras – Bairro Graminha. Para conhecer mais sobre o trabalho deles e também detalhes sobre os produtos é só acessar: http://recantodasabelhas.com.br/

E mais informações sobre Águas de São Pedro e seus atrativos turísticos você encontra no site: https://www.aguasdesaopedro.sp.gov.br/portal/turismo/9

Águas de São Pedro #VivaEssaExperiência

Nosso passeio por essas duas cidades vai ficando por aqui!!! Muita Gratidão a Deus, São Pedro, Nossa Senhora e a todos os Seres Divinos que nos proporcionaram essa linda viagem em família e por vivermos momentos tão especiais aqui!!!

Gratidão por essa linda viagem em Família!!!

E Gratidão de coração por sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Gratidão e até a próxima postagem!!!

As Belezas de Itanhaém

Verão está aí e nada melhor que curtir uma praia, não é mesmo? Então te convido a descer a serra e aproveitar comigo “As Belezas de Itanhaém”.

Vamos começar nosso tour?

Mar aí vou eu….

Itanhaém fica no litoral sul de São Paulo, a uma distância de pouco mais de 110km da capital paulista e conta com 26 km de praia. Muitas dessas praias tiveram sua infraestrutura revitalizadas recentemente e agradam tanto aos turistas quanto aos moradores da região.

Bem-vindos à Itanhaém!!!

Mas não é só desse atrativo que vive a cidade de Itanhaém, que foi fundada em 1532 e possui uma rica bagagem histórica, cultural, além de belas paisagens naturais, ilhas, rios, etc. Então, se você for numa época de chuva, não fique triste por não curtir o mar, aproveite para desfrutar de todas essas belezas de Itanhaém!!!

Vamos contemplar as Belezas de Itanhaém?

Sendo assim, vamos começar nosso tour pelo Centro Histórico de Itanhém, que fica na Praça Central da cidade (também chamada de Praça Narciso de Andrade) e onde estão localizados a Igreja Matriz, o Museu Conceição de Itanhaém, a Pinacoteca e um pouco adiante, subindo a colina (Morro do Itaguaçu), fica o Convento Nossa Senhora da Conceição (que estava em reforma na época da nossa visita, mas se quando você for já estiver reaberto nos conte como foi sua experiência por lá). Ah! Um detalhe histórico bem interessante é que o nome “Itanhaém” vem da linguagem tupi guarani e significa “Pedra que Canta” ou “Pedra que Chora”.

Conhecendo o Centro Histórico de Itanhém

Nossa visita começou na Igreja Matriz de Sant’Anna, que foi construída entre os séculos XVII e XVIII em estilo colonial, possui altares do período barroco e obras da arte sacra paulista e foi tombada pelo Patrimônio Histórico da Cidade.

A Igreja Matriz de Sant’Anna
Na parte externa…
E no seu interior….
Detalhes do estilo barroco na decoração

A Igreja Matriz de Sant’Anna passou por diversas dificuldades em sua construção e também para sua manutenção, foram feitas reformas e adotados procedimentos para sua recuperação, porém ainda está precisando de reparos, principalmente no piso. Tomara que tudo seja restabelecido em breve e esse importante patrimônio seja preservado!!!

Interior da Igreja (o piso ainda precisa de reparo…)

A Igreja Matriz de Sant’Anna fica na Praça Narciso de Andrade – Centro Histórico de Itanhaém e mais informações estão no site da Prefeitura: https://www.itanhaem.sp.gov.br/noticias/2012/dezembro/Igreja_Matriz_SantAnna_um_simbolo_historia_Cidade.html

Nessa mesma Praça, em frente à Igreja, fica o Museu Conceição de Itanhaém¸ que era a antiga Casa de Câmara e também abrigou a Cadeia da cidade. Estima-se que sua construção tenha se dado em meados do século XVI e as portas das celas e grades das janelas sejam dessa época e tenha vindo de Portugal.

O Museu Conceição de Itanhaém

O Museu Conceição de Itanhaém foi inaugurado em 22 de abril de 2010, e além de estar num prédio histórico tombado pelo Condephaat, possui um acervo com diversos documentos, fotos e diversos itens de grande importância histórica, como maquinário para fazer farinha de mandioca, estátua e quadros do Padre José de Anchieta, entre outros objetos.

Visitando o Museu Conceição de Itanhaém
Detalhes do seu acervo…

Quadro e Estátua do Padre José de Anchieta

Numa das celas da antiga cadeira no Museu Conceição de Itanhaém fica uma exposição em homenagem à Festa do Divino¸ que é bem tradicional na cidade.

A Festa do Divino sendo homenageada no Museu…
Material de Divulgação da Festa do Divino na cidade
Detalhes das roupas e explicação sobre a Festa do Divino

O Museu Conceição de Itanhaém também conta com um acervo em homenagem a importantes artistas da cidade como o pintor Bernardino de Souza Pereira e o grande pintor e historiador nascido em Itanhaém Benedito Calixto de Jesus¸ o famoso Benedito Calixto.

Bernardino pintando Calixto
Detalhe da Boina de Bernardino de Souza Pereira…
E sua Maleta de Pintura

Conhecendo sobre o ilustre pintor Benedito Calixto

No piso superior do Museu Conceição de Itanhaém ficam as Exposições Temporárias, como essa de Lendas Folclóricas da artista Léa de Camargo de Neves, entre outras. Além de uma linda vista pro Convento Nossa Senhora da Conceição.

No Piso Superior do Museu…
Visitando a Exposição “Lendas Folclóricas”
“A Noiva do Mar”

Com o Convento Nossa Senhora da Conceição no alto à esquerda

Em frente ao Museu Conceição de Itanhaém fica o Monumento a José de Anchieta, em homenagem ao Padre José de Anchieta que viveu na cidade por muitos anos no século XVI. Além de evangelizar, o Padre Anchieta foi professor, poeta e santificado pela Papa Bento XVI.

Com o Monumento a José de Anchieta

O Monumento a José de Anchieta é uma obra do artista Luiz Morrone, feito em ferro fundido no ano de 1956.  O Padre José de Anchieta é muito importante para a cidade, tanto que no seu dia (dia 09 de junho) é feriado municipal em Itanhaém!!!

Continuando nosso tour pelo Centro Histórico, vamos conhecer agora a Pinacoteca Municipal quefoi inaugurada em 22 de abril de 2017 e construída no local onde viveu o pintor Benedito Calixto. A casa do pintor foi demolida em 1960 e foram construídos dois pavimentos para sediar um espaço cultural. Além de exposições permanentes e temporárias, a Pinacoteca também conta com oficinas.

Na Pinacoteca Municipal de Itanhaém

No térreo ficam as Exposições Temporárias e no 1º andar fica o Acervo Permanente, como quadros de Bernardino de Souza Pereira, entre obras de outros artistas. Lembrando que a Pinacoteca Municipal fica na Praça Carlos Botelho (atrás do Museu da Conceição de Itanhaém). Vale a pena passar um tempinho lá contemplando as obras!!!

Conhecendo o Acervo Permanente da Pinacoteca de Itanhaém…

Fica a dica 😉

Se você gosta de visitar Igrejas quando viaja, com certeza vai se encantar pela Igreja Nossa Senhora de Sion, que fica no Bairro Suarão (cerca de 5km de distância do Centro Histórico de Itanhém e 10 minutinhos de carro), na Praça Nossa Senhora do Sion nº 99.

Visitando a Igreja Nossa Senhora de Sion

A Igreja Nossa Senhora de Sion foi construída em estilo romano, por volta da década de 1950, e possui uma decoração belíssima, desde a pintura no teto com a Imagem de Nossa Senhora, passando pelos vitrais até o caprichoso altar. Que Nossa Senhora de Sion possa te abençoar e a toda sua família, com muita saúde, paz e alegrias!!!

Olha que Igreja mais linda!!!

E dos Vitrais
Que Nossa Senhora de Sion abençoe a todos nós!!!

Lembra que comentei anteriormente que Itanhaém é repleta de belezas naturais? Uma delas é a Boca da Barra: o local de encontro entre o Mar e o Rio Itanhaém e é um dos mais famosos cartões-postais da cidade. Então já prepara sua câmera ou celular e divirta-se com muuuitas fotinhos lá!!!

A famosa Boca da Barra…

Falando em fotinho, vale a pena registrar a foto clássica de turista no Monumento #Itanhaém que também está presente ali na Boca da Barra (e tem outro próximo à Passarela de Anchieta). Ambos foram projetados por Nicolas Schukkel e desenvolvidos pelo artista plástico Ronaldo Lopes (também conhecido como “Bico”).

Os famosos Letreiros #Itanhaém
Na Boca da Barra…
E na Passarela de Anchieta
Eu Amo Itanhaém!!!

E é ali na Boca da Barra que fica o Monumento Paulo Leandro de Lima ou Monumento Paulo “Pica Pau”, outra obra do “Bico”, em homenagem a esse pescador que foi um dos pioneiros da pesca artesanal da cidade. Paulo Pica-Pau usava como meio de transporte essa canoa de origem indígena chamada de “piroga” e costumava pescar nas margens do Rio Itanhaém.

Monumento Paulo “Pica Pau”

Mais uma obra desse mesmo artista plástico também presente na Boca da Barra é o Monumento Zeca Poitena ou Monumento ao Pescador com sua Rede de Pescaria, feito em homenagem ao pescador Zeca Poitena que era um grande defensor da pesca artesanal na cidade e fundador da Colônia de Pescadores José de Anchieta.

Falando em homenagens, quem também recebeu uma linda demonstração de fé foi Nossa Senhora de Lourdes, através da Gruta Nossa Senhora de Lourdes que foi construída na década de 1960 e desde então reúne fiéis todos os dias 11 de cada mês para a celebração de uma missa.

Gruta Nossa Senhora de Lourdes
Que Nossa Senhora de Lourdes nos abençoe!!!

A Gruta Nossa Senhora de Lourdes fica próximo à Passarela de acesso à Cama de Anchieta, entre as Praias do Sonho e Cibratel. Que Nossa Senhora de Lourdes derrame inúmeras bençãos sobre você e sua família!!!!

Ao lado da Gruta fica a Passarela de Anchieta, uma construção em madeira ecológica que conta com 220 metros extensão e conduz à Cama de Anchieta. Ela foi construída para facilitar o acesso à Cama e nos traz diversas informações históricas durante o percurso.

Na entrada da Passarela de Anchieta
Preparada para o percurso…
Que é lindo!!!!

Além disso, a Passarela de Anchieta nos proporciona uma vista encantadora do Oceano!!!! Possui vários mirantes e alguns acessos às rochas que nos permitem contemplar a linda paisagem mais de perto!!! O complexo incluindo a Passarela e a Cama de Anchieta é um dos pontos turísticos mais famosos de Itanhaém!

Que lugar mais encantador!!!

Muitas paradinhas pra fotos…
E a Maninha Ane no momento Selfie!!

A Cama de Anchieta é uma formação rochosa que parece mesmo uma cama e, segundo a lenda, era o local onde o Padre José de Anchieta gostava de ficar para meditar, fazer suas orações, escrever, enfim, era o cantinho que ele escolheu para suas reflexões!!!

A famosa Cama de Anchiera
Que perfeição da Natureza!!! É o formato de uma cama mesmo!!!

A Cama de Anchieta fica entre o costão da Praia do Sonho e o mar e o acesso tanto pode ser pela Passarela de Anchieta (que foi o que nós fizemos e eu aconselho que você faça também) quanto pelas pedras. O local tem uma vista belíssima e transmite muita paz. Dá pra entender porque o Padre José de Anchieta gostava tanto de ficar ali….

Bem próximo dali fica o Morro do Paranambuco, também conhecido como Morro do Costão: um lindo mirante que nos presenteia com uma vista espetacular do Mar, da Passarela de Anchieta e das praias ao seu redor!!!

No Morro do Paranambuco
Apreciando a Vista e a Passarela de Anchieta!!!

Ali no topo do Morro do Paranambuco  fica a famosa Pedra da Esfinge, que antigamente era chamada de “Portal Místico”.

Na Pedra da Esfinge

Também conhecida como “Portal Mísitico”
Olha o tamanho das Pedras…

Do alto do Morro do Paranambuco, também temos uma vista privilegiada da Praia do Cibratel, que é uma das mais famosas de Itanhém e é muito procurada tanto por quem gosta de pescar, quanto pelos banhistas que querem aproveitar o mar!!!

Praia do Cibratel vista do Morro de Paranambuco…

E entre o Morro de Paranambuco e a Praia do Cibratel , fica o Pocinho de Anchieta, que, segundo dizem, foi construído pelos índios para facilitar a pesca, já que os peixes eram atraídos para esse local na época da desova. E olha só que imagem interessante dessa ave sobrevoando o Pocinho.

O Pocinho de Anchieta
Detalhe da Ave sobrevoando o Pocinho!!!

Saindo dali, fomos conhecer outra praia bem famosa na cidade que é a Praia dos Pescadores¸ que fica entre a Praia dos Sonhos e a Foz do Rio Itanhaém… Ela é muito frequentada por pescadores e também por surfistas por conta de suas ondas! Mesmo o tempo estando nublado, não resisti e tive que molhar os pezinhos na água…

Na Praia dos Pescadores…
Molhando os Pés…

Um dos motivos da fama da Praia dos Pescadores é que ela abriga o Monumento Mulheres de Areia, do escultor Serafim Gonzalez em homenagem à primeira versão da novela “Mulheres de Areia” que teve cenas gravadas nessa praia. O Monumento fica sobre uma pedra em frente à Ilha das Cabras e é considerado um dos principais cartões postais de Itanhaém.

Monumento Mulheres de Areia
Um dos famosos cartões-postais de Itanhaém!!!

Outra praia bem conhecida na cidade é a Praia do Suarão, que está localizada num dos bairros mais antigos da cidade: o Bairro Suarão (onde fica a Igreja Nossa Senhora de Sion, que mencionei anteriormente, lembra?).

Na Praia do Suarão…

Que beleza é o Mar…

A Praia do Suarão tem um calçadão com coqueiros e arbustos, além de vários quiosques, hotéis e pousadas ao seu entorno. Também é bastante frequentada por surfistas por conta das ondas. Foi um verdadeiro presente de Deus esse dia lindo e esse mar maravilhoso!!!

A estrutura da Praia do Suarão

Na verdade todas essas praias fazem parte da Praia de Itanhaém ou Praião, que consiste em cerca de 12km de extensão, iniciando na divisa de Mongaguá e seguindo até a foz do Rio Itanhaém na Boca da Barra e vai mudando de nome conforme os bairros (Cibratel, Verde Mar, Suarão, etc). E a parte mais próxima ao centro da cidade recebeu a Nova Orla da Praia¸ com paisagismo, novo calçamento, iluminação, entre outras benfeitorias, que a tornam o passeio muito mais agradável!!!

A Nova Orla de Itanhaém…
Um passeio bem agradável!!!

E no final da Nova Orla fica a Praia Boca da Barra¸ que é uma praia ribeirinha, no encontro entre o Rio Itanhaém e o Mar, na famosa Boca da Barra (que já comentei acima e é realmente muito bonita!!!).

A Praia da Boca da Barra

Ali perto, do outro lado da ponte, no píer da Alameda Emídio de Souza, saem barcos para passeios, entre estes tem o passeio de barco pelo Rio Itanhém até o encontro do Rio Branco com o Rio Preto e uma parada na prainha do Rio Preto no Country Club. Dizem que é muito legal, mas no dia que estávamos lá não teve o passeio de barco, mas fomos de carro até o Country Club para curtir a prainha. E se você for de barco, nos conte como foi a experiência nos comentários!!!

No Country Club de Itanhaém…

E molhando os pezinhos na Prainha do Rio Preto

O Country Club de Itanhaém fica na Rua do Club nº 92 às margens do Rio Preto e além de apreciar as belezas do rio e da flora ao redor, tivemos a oportunidade de receber a visita desse lindo Sagui. É muita fofurice, ganhamos o dia ao ver esse amorzinho!!!!

Olha que fofura esse Saguizinho…
Degustando sua bananinha…
Muito Amor Envolvido!!!

Sempre que se fala de praia, vem à mente Feirinha de Artesanato, não é mesmo? É claro que Itanhaém não seria diferente e tem uma feirinha super legal, com uma grande variedade de produtos, além de lindos Grafites para alegrar ainda mais o ambiente!!! A Feira de Artesanato fica na Praça Benedito Calixto, próximo a Boca da Barra e vale a pena a visita!!!

Na Feira de Artesanato de Itanhaém…
Amamos esse Grafite!!!
Que Corujinha mais fofinha!!!
Mais um lindo Grafite da Feirinha

Sempre que se fala de praia, vem à mente Feirinha de Artesanato, não é mesmo? É claro que Itanhaém não seria diferente e tem uma feirinha super legal, com uma grande variedade de produtos, além de lindos Grafites para alegrar ainda mais o ambiente!!! A Feira de Artesanato fica na Praça Benedito Calixto, próximo a Boca da Barra e vale a pena a visita!!!

Busto de Benedito Calixto
Entre o Busto e a Feirinha na Praça Benedito Calixto

Espero que esteja gostando do nosso tour por Itanhaém!!!! Para sentir um pouquinho de como foi nossa experiência por lá é só acessar o link da nossa página no Youtube e assistir ao vídeo: https://youtu.be/szy0I0hKCJM

Que experiência maravilhosa!!!!

E não importa se quando você for vai estar frio ou calor, se vai estar chovendo, nublado ou fazendo aquele sol, o importante é que você esteja com quem ama, em excelente companhia (mesmo que seja “você com você mesmo”) e aproveitando cada momento!!! Muuuuita Gratidão a Deus por me proporcionar mais essa viagem em família!!!???

A Família em Itanhaém

E para saber mais detalhes de tudo que tem pra fazer em Itanhaém é só acessar o site da Prefeitura da cidade: https://www2.itanhaem.sp.gov.br/ (no geral) e mais especificamente na área de turismo: https://www2.itanhaem.sp.gov.br/turismo/

Agradeço de coração sua companhia!!! Lembrando que se você gostou da postagem, compartilhe com seus amigos para que possam se divertir também, e siga nossas redes sociais para saber em primeira mão as novidades: Instagram (@cadaviagemumabagagem) e Facebook (https://www.facebook.com/cadaviagemumabagagem/ ).  Ah! E se inscreva no nosso canal do Youtube (Cada Viagem uma Bagagem): https://www.youtube.com/channel/UC5Q29-MYuWjvPH__wWhF42A

Gratidão Itanhaém e até a próxima!!!

Na Rota do Vinho de Jundiaí

Seja no frio ou no calor, sempre haverá um bom motivo para tomar um vinho, e se for numa região repleta de vinícolas, melhor ainda… Por isso te convido a embarcar comigo “Na Rota do Vinho de Jundiaí”. Me acompanha?

Vamos começar nosso tour “Na Rota do Vinho de Jundiaí”?

A cidade de Jundiaí está a pouco mais de 50 km de distância da capital de São Paulo, então é tranquilo para ir e voltar no mesmo dia, lembrando que como é uma rota onde você vai degustar muitos vinhos vale a pena levar alguém para ser motorista da vez (como eu nesse passeio de hoje) e foi ótimo porque minha família aproveitou!!!

Jundiaí é conhecida como “Terra da Uva” e possui muitas opções de vinícolas e adegas que compõem sua “Rota do Vinho” e que estão espalhadas por diversos pontos da cidade, já adianto que não conseguimos visitar todas no dia de hoje, mas já colocamos na nossa lista para visitar posteriormente. Hoje concentramos nosso tour na região próxima à Avenida Humberto Cereser, onde muitas dessas vinícolas se encontram.

Nossa primeira parada foi na Casa Cereser, onde foi possível visitar um pequeno Museu e conhecer a história de uma das maiores fabricantes de bebidas alcoólicas da América Latina e da Família Cereser, que é a grande responsável por tudo isso.  A empresa foi fundada em 1926  com o nome de “Fábrica de Vinhos Humberto Cereser” , depois passou a ser “Viti-Vinícola Cereser” e em 2014 “CRS Brands”.

Fachada da Casa Cereser

E conhecendo a história da Família Cereser!!!

A Casa Cereser fica ao lado da fábrica, que junto com a unidade de Suape/PE, possuem a capacidade de armazenamento de até 20 milhões de litros de espumante. Além da bebida mais conhecida do grupo que é a Sidra Cereser e do premiado espumante Georges Aubert, a empresa produz vinhos, gin, aguardentes e muitas outras bebidas que são distribuídas por todo o país e exportados para mais de 45 países.

A famosa Sidra Cereser
Os espumantes Georges Aubert

A Casa Cereser é formada pelo museu (que já citei anteriormente), pelo jardim e pela lojinha onde é possível encontrar esses produtos e muitos outros, inclusive de outras marcas parceiras, e alguns rótulos com descontos bem bacanas. No dia da nossa visita não estava disponível a degustação, mas como já conhecíamos os produtos acabamos aproveitando para comprar.

Explorando a Loja da Casa Cereser…
No Jardim da Casa Cereser

A Casa Cereser fica na Av. Humberto Cereser, 2970 – Bairro do Caxambu. Para maiores informações e saber detalhes dos produtos é só acessar o site: www.casacereser.com.br

Continuando nosso passeio pela mesma avenida, seguimos até a Adega Sibinel, onde fomos recepcionados pela Sueli que nos contou a história da família e a paixão pelo vinho, além de nos apresentar seus melhores rótulos!!!

Na Adega Sibinel…
Com nossa Anfitriã Sueli

A Adega Sibinel mantém a tradição familiar de plantio de uvas e produção ali na propriedade. Atualmente é administrada por Raphael Sibinel que ajudava o pai na lida com o vinho desde criança e que produz vinho desde 1931. Seus avós vieram da Treviso na Itália e se estabeleceram nessa região, seu pai (Sr. Santo Sibinel) nasceu no Bairro Caxambu e a produção da família chegava a 25 mil litros de vinho, que eram envazados em barris e transportados para a venda em São Paulo.

Entre os Vinhos produzidos pela Adega Sibinel estão o Tinto Tradicional e o Bordo, o Rose Demi-sec, o Branco, o Cabernet Sauvignon, o Merlot, o Moscato, Espumantes, entre outros, que podem ser degustados ali, assim como o Suco de Uva de empresas parceiras. Também tive a oportunidade de visitar a fábrica e foi muito legal!!!

Apresentação dos Vinhos da Adega Sibinel…
Conhecendo a Fábrica Sibinel…

A Degustação dos Vinhos da Adega Sibinel ficou por conta dos Meus Pais e da Minha Irmã (como vocês já sabem são os degustadores oficiais do blog) e eu fiquei com o Suco de Uva, que estava delicioso. Pelas sacolas dá pra notar que não resistimos e levamos nossos preferidos para casa.

Nossas comprinhas na Adega Sibinel

Ao redor da Adega Sibinel tem um lindo jardim que vai lhe proporcionar lindas fotos, não resisti e fiz vários cliques da minha família. Vale a pena reservar um tempinho no seu roteiro e passar por aqui!!!

A Adega Sibinel fica na Av. Humberto Cereser, 3500 – Bairro Caxambu. E se você quiser saber mais informações e detalhes é só acompanhar as postagens no facebook: Adega Sibinel.

Saindo dali fomos visitar o Complexo Turístico Villa Brunholi, que é formado pela Adega, pelo Museu do Vinho, pelo Restaurante Família Brunholi e ainda por uma Mini Fazenda.

Conhecendo o Complexo Villa Brunholi

Começamos nosso tour no Complexo Turístico Villa Brunholi pelo Museu do Vinho, detalhe que esse museu fica dentro de um tonel!!! É isso mesmo: um museu num barril, achei a ideia muito interessante e bem sugestiva para o tema do museu!!! Nele encontramos a história da Família Brunholi, da uva e também do vinho.

Bem-vindos ao Museu do Vinho!!!

E da Parte Histórica

O Museu do Vinho nos apresenta muitos artefatos para a produção dessa bebida, além de objetos antigos, como ferro de passar, moedor de café, entre outros. Uma verdadeira viagem ao passado…

E para a Produção de Vinho

Agora que já visitamos o museu, vamos ao local que você estava esperando para conhecer: a Adega Brunholi. Lembrando que tudo começou com o Sr. Antônio Brunholi) que veio para o Brasil fugindo da guerra, inicialmente trabalhou em lavoura de café em Itatiba e só depois veio para Jundiaí, onde começou a plantar uvas e se dedicar ao seu sonho de produzir vinho artesanal. Sonho esse que continua sendo realizado pela 4ª geração de seus descendentes que desenvolveram até uma linha em sua homenagem: “Nonno Brunholi”

Na Adega Brunholi
Uma grande variedade de produtos…
E Rótulos
Inclusive o “Nonno Brunholi”

E não é só o “Nonno Brunholi” que faz sucesso na Adega Brunholi, muitos outros vinhos também se destacam, como o “Tannat Brunholi”,  bem como os espumantes, além da grande variedade de uvas usadas na produção. Mais uma vez a Degustação dos Vinhos ficou por conta da Minha Irmã e eu fiquei com o Suco de Uva, que é muito bom!!! E é aqui que você pode comprar seus rótulos preferidos pra levar pra casa, além de vários outros produtos para acompanhamento!!!

A Degustadora Oficial do Blog provando os vinhos da Adega Brunholi